Tomei a iniciativa de empreender este trabalho movido pela necessidade de oferecer respostas aos milhares de leitores que acessaram  este site em busca de uma explicação, sob o ponto de vista do Espiritismo, para a tragédia de Santa Maria. Não tenho respostas. Mas há obras consagradas da Literatura Espírita que tratam do tema e podem nos ajudar numa análise comedida. 

Não há nenhuma novidade neste trabalho. Nenhuma informação que já não esteja à disposição do público leitor e pesquisador. É pouco mais que uma compilação de trechos de livros que tratam do assunto “resgates coletivos”, pois esta é a hipótese que sustento para o que aconteceu. Não ofereço opinião definitiva sobre o assunto.

O espírita experimentado nos estudos não vai encontrar nada, neste pequeno trabalho, que já não tenha lido antes. Se não for pelo interesse em rever o assunto, talvez suas páginas não sejam o melhor investimento para o seu tempo e atenção.

Os que acompanham este site com assiduidade vão se deparar com algumas coisas que já publiquei antes; se preferirem apenas conferir o que dizem as obras consultadas, talvez queiram pular para a metade do trabalho e começar a leitura na página 13.

Não é minha intenção convencer ninguém de nada.  Apenas ofereço uma visão espírita que, se não convence o descrente, pelo menos faz pensar quem se interroga em busca de respostas.

Clique sobre o título para ler em PDF: TRAGÉDIA DE SANTA MARIA SOB A ÓTICA DO ESPIRITISMO

14 Comentários

  1. Sempre ouvi dizer que é como um encontro marcado, onde todos se encontram pra partida. Eles tem um elo em comum, seus carmas e vivências do passado, eu acredito nisso e penso nas inúmeras vezes que aqui tivemos, deixamos
    muito pra pagar nesta vida, vem tudo junto, lamentações, dor.

  2. Que espetáculo. Acabei de ter acesso ao seu site e li a matéria sobre a Tragédia de Santa Maria. Penso exatamente assim.
    Seu trabalho é muito importante.
    Parabéns, siga em frente!

  3. O seu site, a partir de hoje, torna-se um dos meus primeiros…
    Sou espírita há muitos anos, mas agora fica até mais fácil
    pra mim compreender as leis com linguagem atual.
    Que Deus lhe abençoe!!

  4. Eu imagino o quanto deve ser difícil para as pessoas que não crêem na reencarnação, entender essas tragédias coletivas ou
    mesmo suas próprias vidas diante de momentos dolorosos sem ter como apoio pensamentos direcionados pela visão espirita.
    Agradeço e parabenizo pelas palavras esclarecedoras sobre a espiritualidade.
    Abraços, Van.

  5. Concordo com você, Luiz Mario. De nada adianta promover uma caça às bruxas em busca de culpados cada vez que uma tragédia acontece. Apenas devemos ter cuidado em esclarecer que isso não significa assinar embaixo de desleixos e descuidos. Obrigado pela contribuição.

  6. Enquanto houver espíritos em débito com as leis Divinas, toda e qualquer tentativa de se evitar grandes tragédias não surtirá efeito. Digo isto porque a lei de causa e efeito, por ser Divina, está acima das leis e precauções humanas. Enquanto houver espíritos endividados com tais Leis, a lei da causa e efeito sempre prevalecerá. Todo o cuidado preventivo feito pelos homens, de nada adiantará, pois tais tragédias continuarão acontecendo, até que todos os infratores das leis Divinas acertem suas contas com as mesmas. Para os que não entenderam do que estou falando, refiro-me aqui aos resgates que ocorrem através das vidas sucessivas, ou seja, através da reencarnação.
    “Evoluímos desidratando, através do suor do trabalho ou das lágrimas do sofrimento.” Chico Xavier

  7. UAAAAAL… isso é a primeira palavra que me vem a mente ao ler esse artigo…

    Muitíssimo obrigada por esses esclarecimentos… a partir de hoje enxergo minha vida por um outro ângulo.
    Que DEUS o abençõe demasiadamente, e lhe dê muito mais revelações! Muita luz pra você! muita muita muita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.