O que é o filho do homem?

Você sabe o que quer dizer a expressão “filho do homem”, citada nos Evangelhos? O filho do homem é o homem em seu próximo estágio evolutivo, que é o reino de Deus. Assim como há os reinos mineral, vegetal e mineral, nós estamos no reino hominal e chegaremos ao reino de Deus, que é quando o espírito predomina sobre a matéria. Além deste tema, este vídeo trata da cura do homem com a mão atrofiada e da tradição de guardar o sábado, todos abordados no início do capítulo 6 do Evangelho de Lucas. Este é o 7º vídeo de uma série de 30 vídeos em que analiso e interpreto o Evangelho de Lucas a partir do conhecimento espírita.

Mensagem de Emmanuel – Não basta ver

Play
 Mensagem em áudio

Mensagem de Emmanuel no livro Vinha de Luz, psicografado por Chico Xavier: NÃO BASTA VER

“E logo viu, e o foi seguindo, glorificando a Deus. E todo o povo, vendo isto, dava louvores a Deus.” – (Lucas, 18:43.)

A atitude do cego de Jericó representa padrão elevado a todo discípulo sincero do Evangelho.

O enfermo de boa-vontade procura primeiramente o Mestre, diante da multidão. Em seguida à cura, acompanha Jesus, glorificando a Deus. E todo o povo, observando o benefício, a gratidão e a fidelidade reunidos, volta-se para a confiança no Divino Poder.

A maioria dos necessitados, porém, assume posição muito diversa. Quase todos os doentes reclamam a atuação do Cristo, exigindo que a dádiva desça aos caprichos perniciosos que lhes são peculiares, sem qualquer esforço pela elevação de si mesmos à bênção do Mestre.

Raros procuram o Cristo à luz meridiana; e, de quantos lhe recebem os dons, raríssimos são os que lhe seguem os passos no mundo.

Daí procede a ausência da legítima glorificação a Deus e a cura incompleta da cegueira que os obscurecia, antes do primeiro contacto com a fé.

Em razão disso, a Terra está repleta dos que crêem e descrêem, estudam e não aprendem, esperam e desesperam, ensinam e não sabem, confiam e duvidam.

Aquele que recebe dádivas pode ser somente beneficiário.

O que, porém, recebe o favor e agradece-o, vendo a luz e seguindo-a, será redimido.

É óbvio que o mundo inteiro reclama visão com o Cristo, mas não basta ver simplesmente; os que se circunscrevem ao ato de enxergar podem ser bons narradores, excelentes estatísticos, entretanto, para ver e glorificar o Senhor é indispensável marchar nas pegadas do Cristo, escalando, com Ele, a montanha do trabalho e do testemunho.

As curas de Jesus e a pesca milagrosa

Há importantes e claros simbolismos na pesca milagrosa e nas curas de Jesus narradas neste capítulo 5 do Evangelho de Lucas. As curas do leproso e do paralítico se referem a importantes estágios da vida do espírito. O episódio conhecido como pesca milagrosa encerra em si numerosos ensinamentos para todos nós. Este é o 6º vídeo de uma série de 30 vídeos em que analiso e interpreto o Evangelho de Lucas baseado no conhecimento proporcionado pelo Espiritismo.

Mensagem de Emmanuel – Vê, pois

Play
 Mensagem em áudio

Mensagem de Emmanuel no livro Vinha de Luz, psicografado por Chico Xavier: VÊ, POIS

“Vê, pois, que a luz que há em ti não sejam trevas.” – Jesus. (Lucas, 11:35.)

Há ciência e há sabedoria, inteligência e conhecimento, intelectualidade e luz espiritual.

Geralmente, todo homem de raciocínio fácil é interpretado à conta de mais sábio, no entanto, há que distinguir.

O homem não possui ainda qualidades para registrar a verdadeira luz. Daí, a necessidade de prudência e vigilância.

Em todos os lugares, há industriosos e entendidos, conhecedores e psicólogos. Muitas vezes, porém, não passam de oportunistas prontos para o golpe do interesse inferior.

Quantos escrevem livros abomináveis, espalhando veneno nos corações? Quantos se aproveitam do rótulo da própria caridade visando extrair vantagens à ambição?

Não bastam o engenho e a habilidade. Não satisfaz a simples visão psicológica. É preciso luz divina.

Há homens que, num instante, apreendem toda a extensão dum campo, conhecem-lhe a terra, identificam-lhe o valor. Há, todavia, poucos homens que se apercebem de tudo isso e se disponham a suar por ele, amando-o antes de explorá-lo, dando-lhe compreensão antes da exigência.

Nem sempre a luz reside onde a opinião comum pretende observá-la.

Sagacidade não chega a ser elevação e o poder expressivo apenas é respeitável e sagrado quando se torna ação construtiva com a luz divina.

Raciocina, pois, sobre a própria vida.

Vê, com clareza, se a pretensa claridade que há em ti não é sombra de cegueira espiritual.

Jesus foi tentado pelo diabo?

Você acredita que Jesus foi tentado pela diabo? Será que um espírito evoluído como Jesus pode ser tentado? O diabo que tentou Jesus é um ser ou é a representação do mal? Neste vídeo, que é o 5° de uma série de 30 vídeos em que analiso e interpreto o Evangelho de Lucas, este e outros temas são abordados. A expulsão de Jesus da sinagoga e a cura de um possesso são outros assuntos que fazem parte deste estudo.

Mensagem de Emmanuel – Em nossa luta

Play
Mensagem em áudio

Mensagem de Emmanuel no livro Vinha de Luz, psicografado por Chico Xavier: EM NOSSA LUTA

“Segundo o poder que o Senhor me deu para edificação, e não para destruição.” – Paulo. (II Coríntios, 13:10.)

Em nossa luta diária, tenhamos suficiente cuidado no uso dos poderes que nos foram emprestados pelo Senhor.

A idéia de destruição assalta-nos a mente em ocasiões incontáveis.

Associações de forças menos esclarecidas no bem e na verdade?

Somos tentados a movimentar processos de aniquilamento.

Companheiros menos desejáveis nos trabalhos de cada dia?

Intentamos abandoná-los de vez.

Cooperadores endurecidos?

Deixá-los ao desamparo.

Manifestações apaixonadas, em desacordo com os imperativos da prudência evangélica?

Nossos ímpetos iniciais resumem-se a propósitos de sufocação violenta.

Algo que nos contrarie as idéias e os programas pessoais?

Nossa intolerância cristalizada reclama destruição.

Entretanto, qual a finalidade dos poderes que repousam em nossas mãos, em nome do Divino Doador?

Responde-nos Paulo de Tarso, com muita propriedade, esclarecendo-nos que recebeu faculdades do Senhor para edificar e não para destruir.

Não estamos na obra do mundo para aniquilar o que é imperfeito, mas para completar o que se encontra inacabado.

Renovemos para o bem, transformemos para a luz.

O Supremo Pai não nos concede poderes para disseminarmos a morte. Nossa missão é de amor infatigável para a Vida Abundante.

Salvação pela fé ou pelas obras?

Nos salvamos pela fé ou pelas obras? O Espiritismo diz que “Fora da Caridade não há salvação”. A caridade é o amor em ação, ou seja, é o amor que se traduz em obras. Não basta crer.  Ter fé é muito mais do que simplesmente crer. Isso fica claro no estudo deste vídeo.

Jesus perdoa os pecados? O que é o batismo? O que é o reino de Deus?

Você acha que Jesus perdoa os pecados? Você sabe o que quer dizer batismo? O que você acha que é o reino de Deus? Este é o 4º vídeo de uma série de 30 vídeos em que analiso e interpreto o Evangelho segundo Lucas. É fruto de anos de pesquisa e da inspiração de amigos espirituais. As questões acima são alguns dos temas abordados neste vídeo. Sem a pretensão de ser dono da verdade, mas apenas oferecendo uma visão pessoal baseada no entendimento proporcionado pelo conhecimento do Espiritismo.

Mensagem de Emmanuel – De ânimo forte

Play
 Mensagem em áudio

Mensagem de Emmanuel no livro Vinha de Luz, psicografado por Chico Xavier: DE ÂNIMO FORTE

“Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, amor e moderação.” – Paulo. (II Timóteo, 1:7.)

Não faltam recursos de trabalho espiritual a todo irmão que deseje reerguer-se, aprimorar-se, elevar-se.

Lacunas e necessidades, problemas e obstáculos desafiam o espírito de serviço dos companheiros de fé, em toda parte.

A ignorância pede instrutores, a dor reclama enfermeiros, o desespero suplica orientadores.

Onde, porém, os que procuram abraçar o trabalho por amor de servir?

Com raras exceções, observamos, na maioria das vezes, a fuga, o pretexto, o retraimento.

Aqui, há temor de responsabilidade; ali, receios da crítica; acolá, pavor de iniciativa a benefício de todos.

Como poderá o artista fazer ouvir a beleza da melodia se lhe foge o instrumento?

Nesse caso, temos em Jesus o artista divino e em nós outros, encarnados e desencarnados, os instrumentos dEle para a eterna melodia do bem no mundo.

Se algemamos o coração ao medo de trabalhar em benefício coletivo, como encontrar serviço feito que tranqüilize e ajude a nós mesmos? como recolher felicidade que não semeamos ou amealhar dons de que nos afastamos suspeitosos?

Onde esteja a possibilidade de sermos úteis, avancemos, de ânimo forte, para a frente, construindo o bem, ainda que defrontados pela ironia, pela frieza ou pela ingratidão, porque, conforme a palavra iluminada do apóstolo aos gentios, “Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, amor e moderação”.

Quem é Jesus?

Afinal, quem é Jesus? Um homem que transformaram em Deus? Um espíritos superior, responsável maior pela humanidade terrena? O governador espiritual do planeta Terra? Neste vídeo deixo a minha opinião – ou a falta dela – a respeito deste assunto. O que importa, para mim, são os seus ensinamentos morais.

Cerveja – uma visão espírita

cerveja

A cerveja é inofensiva?

O uso da cerveja é inofensivo? Respondendo à pergunta da leitora Margarete, ofereço uma visão espírita sobre o hábito de beber cerveja.

Estive lendo seu artigo, e me chamou a atenção.
Desde pequena sou vista como estranha por familiares porque quando eles começam a beber (cerveja) eu vou me afastando. Na época não sabia por que, apenas sumia dali.
Hoje posso lhe dizer que me sinto mal mesmo enquanto eles bebem, e quando li seu artigo disse “eureka!” Eu acho que estou sentindo a aproximação desses espíritos negativos!!!!
Mas me diga uma coisa: meus parentes bebem cerveja, o que eles mesmos dizem ser coisa leve; mesmo essa bebida alcoólica pode atrair espíritos negativos?

Margarete, a cerveja é bebida alcoólica, e o álcool é uma droga como qualquer outra. A quantidade de álcool é menor na cerveja, mas a quantidade ingerida é maior do que a de outras bebidas, ou seja, dá no mesmo. A cerveja é apresentada à população como um produto inocente associado à imagem de alegria e mulheres bonitas e disponíveis. O que as propagandas de cerveja não mostram é que o uso do álcool está presente em grande parte dos casos de homicídios, estupros e violência doméstica. Uma pesquisa aponta que 75% dos acidentes de trânsito são causados por motoristas alcoolizados. Os números são expressivos demais para serem ignorados.

Segundo um relatório elaborado pela Organização Mundial da Saúde, pelo menos 2,3 milhões de pessoas morrem por ano no mundo todo devido a problemas relacionados ao consumo de álcool, o que totaliza 3,7% da mortalidade mundial: MALEFÍCIOS CAUSADOS PELO ÁLCOOL

Como ficam estes espíritos que desencarnam por problemas relacionados ao álcool? Tirando uma pequena parte que deve ter morrido por doenças causadas pelo álcool há vários anos, mas que já haviam se recuperado do vício, a grande maioria morre em estado de absoluta dependência, ansiando por satisfazer o seu vício.

Leia mais sobre o tema no artigo Espiritismo, álcool e drogas

A maneira que estes espíritos encontram para satisfazer o seu vício é através do contato íntimo com os encarnados que fazem uso do álcool. Temos um bom exemplo da simbiose entre encarnado e desencarnado e da influência exercida pelo desencarnado para que o encarnado beba no capítulo 6 do livro Sexo e Destino, de André Luiz, que você pode ler clicando aqui: SEXO E DESTINO

Não é possível generalizar e afirmar que todas as pessoas que bebem álcool atraem espíritos atrasados e viciados. Jesus bebia vinho. Há muitas pessoas equilibradas e moralmente elevadas que fazem uso moderado do álcool. Mas a maioria não tem essa elevação moral, e, ao fazerem uso do álcool, se tornam mais vulneráveis às companhias espirituais negativas. Estes espíritos que se sentem atraídos pelo álcool – ou por outras drogas – não são necessariamente mal-intencionados. Apenas querem satisfazer o seu vício.

Assim como há pessoas viciadas (muitas que fazem uso frequente do álcool e não exageram não percebem que são dependentes) também há espíritos que se tornaram dependentes enquanto estavam encarnados. Desencarnaram sem maiores esclarecimentos sobre a necessidade de elevação moral e desprendimento das coisas terrenas e continuam com as mesmas necessidades de sensações que tinham quando estavam encarnados. A companhia deles, mesmo que não seja mal-intencionada, é perniciosa por influenciarem os encarnados a beberem cada vez mais (é preciso satisfazer os desejos) e com o tempo forma-se uma simbiose psíquica, os pensamentos e desejos de encarnado e desencarnado se confundem. Esta é a razão pela qual os que fazem uso do álcool durante muito tempo geralmente tornam-se decadentes moralmente. A falta de domínio sobre os próprios pensamentos e sentimentos permite a influência dos espíritos desencarnados que encontram, no subconsciente do encarnado, fraquezas morais que facilmente vêm à tona. Antigas falhas de caráter, desta e de outras existências, que o encarnado vinha conseguindo superar, são revitalizadas e terão que ser vencidas novamente, mais tarde, com esforço redobrado.

O nascimento de Jesus – Infância de Jesus

Que lições podemos encontrar no nascimento e na infância de Jesus? Neste vídeo,  o 3º de uma série de 30 vídeos de estudo do Evangelho de Lucas, eu abordo o capítulo 2. O nascimento de Jesus e o simbolismo que se encontra por trás da virgindade de Maria e da viagem para o recenseamento. As diferentes maneiras de encontrar o Cristo são antevistas logo na infância de Jesus, e grandes lições nós encontramos também na visita de Jesus ao templo de Jerusalém aos doze anos.

Mensagem de Emmanuel – De alma desperta

Play
 Mensagem em áudio

Mensagem de Emmanuel no livro Vinha de Luz, psicografado por Chico Xavier: DE ALMA DESPERTA

“Por isso te lembro despertes o dom de Deus que existe em ti.” – Paulo. (II Timóteo, 1:6.)

É indispensável muito esforço de vontade para não nos perdermos indefinidamente na sombra dos impulsos primitivistas.

À frente dos milênios passados, em nosso campo evolutivo, somos suscetíveis de longa permanência nos resvaladouros do erro, cristalizando atitudes em desacordo com as Leis Eternas.

Para que não nos demoremos no fundo dos precipícios, temos ao nosso dispor a luz da Revelação Divina, dádiva do Alto, que, em hipótese alguma, devemos permitir se extinga em nós.

Em face da extensa e pesada bagagem de nossas necessidades de regeneração e aperfeiçoamento, as tentações para o desvio surgem com esmagadora percentagem sobre as sugestões de prosseguimento no caminho reto, dentro da ascensão espiritual.

Nas menores atividades da luta humana, o aprendiz é influenciado a permanecer às escuras.

Nas palestras comuns, cercam-no insinuações caluniosas e descabidas. Nos pensamentos habituais, recebe mil e um convites desordenados das zonas inferiores. Nas aplicações da justiça, é compelido a difíceis recapitulações, em virtude do demasiado individualismo do pretérito que procura perpetuar-se. Nas ações de trabalho, em obediência às determinações da vida, é, muita vez, levado a buscar descanso indevido. Até mesmo na alimentação do corpo é conduzido a perigosas convocações ao desequilíbrio.

Por essa razão, Paulo aconselhava ao companheiro não olvidasse a necessidade de acordar o “dom de Deus”, no altar do coração.

Que o homem sofrerá tentações, que cairá muitas vezes, que se afligirá com decepções e desânimos, na estrada iluminativa, não padece dúvida para nenhum de nós, irmãos mais velhos em experiência maior; entretanto, é imprescindível marcharmos de alma desperta, na posição de reerguimento e reedificação, sempre que necessário.

Que as sombras do passado nos fustiguem, mas jamais que nos esqueçamos de reacender a própria luz.

A Bíblia proíbe o Espiritismo?

Você acha que a Bíblia proíbe o Espiritismo? É verdade que Deus proibiu a comunicação com o espíritos? A Bíblia está repleta de manifestações mediúnicas. É o assunto deste vídeo.

Jesus é o salvador? O que é o pecado?

Você acha que Jesus é o nosso salvador? O que você acha que é o pecado? Neste 2º vídeo, de uma série de 30 vídeos em que eu analiso e interpreto o Evangelho de Lucas, abordo temas como a virgindade de Maria; a salvação por nossos próprios pensamentos, palavras e ações corretas, a partir do ensinamento de Jesus, mas não por Jesus; e o significado original da palavra pecado, sua conotação nos Evangelhos e que não tem nada a ver com o que hoje consideram pecado.