Mentalismo, Pensamento e disciplina

Você é um universo

espaço

Artigo publicado originalmente em 13/09/2012

Ouça este artigo na voz do autor

Você é um universo. A sua realidade é só sua, de mais ninguém. Quando você anda por uma rua movimentada, no meio de um monte de gente, você não se confunde com a multidão. Intimamente você sabe que você é você e os outros são os outros. No entanto, cada uma dessas pessoas por quem você passa, cada mulher ou homem com quem você cruza pela rua, é também um universo.

Se você observar cada rosto, sério ou sorridente; cada semblante, distraído ou preocupado; você pode fazer um esforço de imaginação, um exercício de empatia e se colocar no lugar dessa pessoa. Ela também tem todo um mundo dentro de si. Um mundo de desejos e descontentamentos, um mundo complexo como o seu.

Você é um universo

Ninguém sabe nada de você. Os outros não conhecem suas motivações, seus sentimentos, sua esperança, seus sonhos e ideais, seus anseios e aspirações, sua fé e sua infinita força interior. O seu mundo interior, o seu universo individual, só é compreendido por você mesmo. Só você sabe o que quer e só você pode conquistar o que quer. Ninguém tem acesso ao seu poder de pensamento a não ser você mesmo, e isso faz de você um ser invulnerável.

Ninguém pode atingi-lo se você não permitir. Não há raiva, rancor, mágoa ou inveja que atinja você se você não der abertura para isso, pois o seu universo é seu e de ninguém mais. Você é espírito imortal encarnado, vivenciando mais uma experiência na carne, sujeito às limitações que a matéria impõe e sujeito às necessidades e desejos que a carne solicita.

Mas você não é escravo das circunstâncias. Você tem plena liberdade, dentro de seu universo individual, para escolher o que convém e o que não convém para a concretização da reforma íntima que você se propôs a realizar.

Se cada um de nós é um universo e se somos tão fechados e invioláveis, o que nos une? Que força irresistível é essa que nos liga uns aos outros? Deus! Deus nos une, Deus nos faz perceber intimamente que o outro é uma outra versão de nós mesmos. O outro é você num contexto diferente. Você vive mergulhado em Deus. Deus se manifesta através de você.

Por isso todo mal é ilusão. O mal é transitório como a ignorância, pois se confunde com ela. O mal é a não manifestação de Deus. A bondade e a grandeza de Deus está toda dentro de você. Para vivê-la plenamente e manifestá-la, basta você aceitar e acreditar. Tudo o que você acredita de verdade acaba por se manifestar.

Esse conhecimento é tão antigo quanto a civilização, talvez mais. E esteve presente em todos os grandes povos da História. Jesus fala abertamente sobre o poder irresistível do pensamento e da oração. Por que custamos tanto a acreditar nisso? Por que para aprender a dominar o pensamento é preciso persistência, vontade férrea.

Não podemos esquecer que estamos na matéria, e algumas situações necessitam tempo para se manifestarem. E uma reencarnação é pouco para fazermos, testarmos e estudarmos tudo o que gostaríamos.

Deus vê o que você faz, ouve o que você diz, sabe o que você pensa, entende o que você sente. Peça e receba. Busque e ache. Bata e a porta se abrirá para você.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

7 Comentários

  1. Morel, boa tarde.

    Gosto muito do teu site e seguido venho aqui fazer uma visita e ler a tua abordagem sobre diversos temas interessantes.

    Mas o que me traz aqui é uma questão para a qual não encontrei qualquer registro sobre uma interpretação espírita na internet.

    É sobre a passagem do Evangelho de João, onde Jesus diz aos seus apóstolos: “Recebei o Espírito Santo. Àquele a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados, e àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos” (Jo 20,21-23).

    A Igreja Católica usa esta passagem do Evangelho para fundamentar o sacramento da Confissão. Como resolver esta questão dentro do Espiritismo?

    Grande abraço e obrigado pela atenção.

  2. GOSTEI DO BLOG. PARTILHO REFLEXÃO DE ALINE – Eliane Maciel diz para todos aqueles que refletem sobre suas palavras, que nesta semana, independente de suas religiões ou filosofias, reflitam sobre a verdade, a justiça e a lucidez das atitudes de cada um.
    Façam realmente uma reflexão sobre os seus objetivos, sobre o que realmente lhes faz feliz e suas falhas. Autoconhecimento, autoanálise.
    Lembre-se, escolha a paz e a harmonia para o seu ser permanecer na luz, independente dos acontecimentos e tomada de decisões e livre arbítrio de outras.
    Somos responsáveis pelo nosso ser e pelo universo que criamos de pensamentos, palavras e ações.
    “Cada um dá o que tem”, procure corrigir suas falhas para poder viver em atitude, com dignidade e respeito.
    Só podemos dar aquilo que temos, e recebemos aquilo que plantamos.
    Que vocês possam, como um espelho, refletir para o outro o que sentem por si.
    E aqui do polo norte, na meditação e no silêncio, peço ao DEUS todo poderoso e único que ilumine as mentes, as consciências e que proteja todos aqueles que portarem luz, independente de credo, cor, religião ou país, apenas o ser, em sua totalidade humana.

  3. Parabéns Morel pela matéria…!

    De fato, somos o universo, e devemos repeitar os demais universos… Tudo dentro da Lei do Progresso..

    Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.