Mídia e sociedade

Espiritismo e tecnologia

celular na mão

Morel Felipe Wilkon

Ouça este artigo na voz do autor

A tecnologia propiciará o melhor entendimento das propriedades do pensamento, das faculdades mediúnicas, dos cuidados com as influências sutis, das nossas próprias potencialidades. O Espiritismo só tem a ganhar com isso.

Não é segredo pra ninguém que a tecnologia interfere nas relações pessoais. Numa mesma casa cada um acessa o seu aparelho tecnológico, todos estão perto fisicamente mas distantes em pensamento. Um acessa o Facebook, outro lê notícias, outro joga no computador. Nos bares em que há mesas nas calçadas é comum vermos amigos reunidos, todos com a cabeça baixa, com olhos atentos no tablet, no iPhone, no iPad. Se vê isso até entre namorados, cada um conversando com seus amigos virtuais, embora estejam lado a lado.

tecnologia e espiritismo
O Espiritismo só tem a ganhar com a tecnologia

É um fenômeno recente, não temos parâmetros para analisá-los. Não há como negar que isso afeta as relações. Há menos intimidade, as relações são menos intensas. Muitas famílias deixaram de fazer suas refeições em grupo.

Toda novidade gera ações e reações exageradas. A tecnologia veio pra ficar, não tem volta. Sendo assim, temos que ver o lado positivo.

As redes sociais aproximam espíritos encarnados que pensam e querem as mesmas coisas. As pessoas tendem a aproximar-se cada vez mais por afinidade, e não mais por convencionalismo ou por obrigação.

Leia o artigo As amizades virtuais

Mais importante que isso é notar que essas redes formam malhas energéticas interligando milhões de espíritos encarnados e desencarnados. A aproximação e a sintonia são incomparavelmente maiores e mais eficazes.

Pessoas de gerações mais antigas às vezes têm dificuldade de compreender as propriedades do pensamento, da afinidade, da sintonia, por falta de comparativo, por falta de exemplo palpável que facilite a compreensão. A tecnologia de hoje é o preparo necessário para que todos compreendam as propriedades do pensamento. Costumamos comparar a sintonia de pensamentos com o rádio, em que há emissão e recepção. O exemplo é perfeito. Mas as redes sociais permitem compreender como ocorre a junção de pensamentos iguais, de como a comunhão de pensamentos, desejos e intenções se unem formando uma massa psíquica que retroalimenta seus mantenedores.

Hoje há aparelhos dos quais não se utiliza nem um por cento dos recursos, o que também facilita a analogia com as nossas capacidades internas. Não conhecemos nosso potencial. Jesus nos disse que qualquer um de nós poderia fazer as coisas que ele fazia e até maiores.

Os aparelhos são, em grande parte, quase descartáveis. Usa-se um pouco, aproveitando um mínimo dos seus recursos, e ele é substituído. Igual a muitos de nós, que passamos pela matéria sem aproveitar e desenvolver nossas potencialidades e saímos discretamente, à espera de nova oportunidade. Nós também, ao não aproveitarmos a infinidade de recursos que nos foram disponibilizados ao reencarnarmos, saímos de linha sem deixar vestígios ou grandes benefícios.

A tecnologia propiciará o melhor entendimento das propriedades do pensamento, das faculdades mediúnicas, dos cuidados com as influências sutis, das nossas próprias potencialidades. O Espiritismo só tem a ganhar com isso. Seja pela facilidade de compreensão de aspectos estudados pelo Espiritismo que a tecnologia propiciará, seja pela universalização da informação, seja pela divulgação e popularização. Estejamos preparados.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

3 Comentários

  1. Encontrei a postagem pesquisando no google sobre espiritismo e tecnologia, dois assuntos que me fascinam mas pouco conheço. Entendo que não foi o objeto da postagem, mas peço permissão para trazer algumas conjecturas na esteira de alguns futurologistas. Por exemplo, me intriga como será a relação máquina/consciência/espírito/corpo em uma realidade onde ficará cada vez mais díficil diferenciar consciências artificiais e humanas. Nesse contexto, é factível que máquinas altamente complexas formem entidades espirituais. Sendo isto possível com a tecnologia humana de um futuro próximo, é de conjecturar se isto já não tenha se realizado, e estejamos convivendo com tais entidades. E então a tecnologia estaria esclarecendo algumas de nossas dúvidas sobre o mundo espiritual…… conjecturas.

  2. Muito interessante o tema, incrível como podemos deixar passar uma existência sem nos aprofundar e nos dedicar a algum assunto, tecnologia, assunto atual. Quero me aprofundar no assunto e quem sabe preparar algum material para apresentar aqui em Cambé/PR, precisamos nos reinventar.

  3. Não tinha me interessado muito pelo tema, mas depois que ouvi, nossa… tudo a ver como nos grupos da internet somos agregados por afinidades, já dispensei muitas pessoas de redes sociais porque não gostava dos assuntos, bom exemplo esse da afinidade, serve para nos policiarmos mais quanto ao que estamos emitindo e absorvendo, como é difícil a construção interna, Deus fez tudo perfeito mas deu a nós a difícil tarefa de nos construirmos, e cada tijolinho desses que acrescentamos em nós é uma vitória e quanto material de construção há disponível, é bom se edificar com matérias de alto padrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.