Pensamento e disciplina

Sempre é tempo de recomeçar

Avô com seu neto
Uma das maiores desculpas para a falta de realização é a idade.

Ouça este artigo na voz do autor

Você já deve ter ouvido, alguma vez, que sempre é tempo de recomeçar. Talvez não tenha levado isso a sério…

Quantos anos você tem? Não precisa responder pra mim, apenas analise: Você acha que tem a idade ideal pra colocar em prática os seus sonhos? Você acha que a sua idade lhe permite fazer o que você sabe que deve ser feito? Ou você se acha velho demais ou novo demais pra realizar seus ideais?

Uma das maiores desculpas para a falta de realização é a idade. Você conhece exemplos. Um jovem pensa que não tem idade apropriada para assumir determinada responsabilidade, ou pensa que não será respeitado pela pouca idade, ou acredita que a sua experiência não é suficiente. Uma pessoa madura que diz que não tem mais fôlego pra começar um projeto novo, que seus melhores anos já passaram, que não consegue acompanhar o dinamismo e a tecnologia de hoje, que acha que seu tempo já foi.

Você acha que eles estão errados? Eles estão certos. Se pensam assim, assim é. Cada um decide sua vida, cada um é o que escolhe ser. Você não pode escolher a sua idade cronológica. Um ano tem trezentos e sessenta e cinco dias para todo mundo, não só para alguns. Mas, tirando impossibilidades de saúde, atribuir à idade a sua falta de ação construtiva é uma desculpa como qualquer outra.

Dificilmente a pouca idade é realmente um empecilho. Para algumas coisas pode faltar experiência, maturidade, conhecimentos especializados que ainda não deu tempo de adquirir. Mas mesmo isso, se houver vontade de verdade, pode ser superado. É difícil quem não se impressione com um jovem que tem objetivos bem definidos e caminha em direção à sua consecução em linha reta, decidido. O que falta, na esmagadora maioria dos casos, é esta Vontade. A idade quase sempre é só uma desculpa boa, em que ele mesmo passa a acreditar. Se marcasse um encontro consigo mesmo e se questionasse com franqueza, reconheceria isso…

Talvez seja mais comum a queixa em relação à muita idade do que à pouca idade. É comum pessoas que nem chegaram aos cinquenta anos se queixando como se fossem velhos inutilizados. É fácil perceber que essa desculpa da idade é um alívio que encontram para justificar os seus fracassos íntimos. Claro que isso não é proposital. A pessoa não se propõe a isso deliberadamente. Todos nós temos mecanismos de defesa psicológicos que nos ajudam a encontrar uma boa fuga, uma saída para nossas fraquezas de caráter.

Alguém que não tem coragem de realizar seus objetivos aos vinte, por ser muito novo, adia para os trinta. Quando chega aos trinta, continua sem coragem, mas sabe que adiar para os quarenta não deve ser bom negócio, então começa a arranjar desculpas. Azar, falta de oportunidades, falta de apoio e incentivo, saúde frágil, incompreensão familiar, e, por fim, a desculpa definitiva, contra a qual não se costuma argumentar: a idade. Passou o tempo, já era. É um alívio. Não precisa mais de desculpas, não precisa mais explicações. Simplesmente passou o tempo.

Sempre é tempo de iniciar um projeto. Se o projeto original não for mais possível, ou se não fizer mais sentido, que se inicie outro, talvez parecido com aquele. Mas ficar sem projetos? Esperando a sua reencarnação passar? A vida não é passatempo. A vida é oportunidade de realização. E o que não foi possível fazer antes acabou, terminou. Não importam os motivos. Você não precisa de desculpas, nem justificar que não são desculpas, que foram impedimentos reais. Não interessa, isso não volta mais. Mas há tempo pela frente! Se você tiver mais dois dias de vida, pode dizer às pessoas do amor que você sente por elas, e o quanto elas são importantes. Se tiver um ano, pode escrever um livro, orar várias vezes ao dia pelos mais necessitados.

Você pode escrever, cantar, dançar, desenhar, pintar, cozinhar, construir, brincar com crianças, fazer trabalho voluntário, trabalhar num centro espírita ou numa igreja, fazer um curso, uma faculdade, um jardim, começar um empreendimento, iniciar uma profissão. O tempo de vida útil está cada vez maior. Aproveite o seu. Peça coragem a Deus, o resto você arranja.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

18 Comentários

  1. Minha análise é que você não precisa de análise, Silvia. Por que se perturbar? Não é uma qualidade ser versátil? Acho que você só deveria se sentir perturbada se tivesse deixado de lado um projeto muito importante para se aventurar noutra coisa. Pelo que você relatou, não é o caso. Você deve se sentir muito bem consigo mesma por ter conhecido áreas diferentes umas das outras e, principalmente, pela coragem de ir em busca do que considerou mais importante. Fique com Deus.

  2. Felipe boa tarde, não sei te definir o sentimento que carrego em relação a recomeçar. Sempre gostei muito de trabalhar e de tempos em tempos sempre busco algo novo para se adequar às minhas metas, durante anos fui empregada e me sentia presa por não poder ter uma vida flexível e isso apesar de fazer o que gostava, me tornava triste, pois tinha que abrir mão de objetivos que considero nobres para minha vida espiritual. Depois de muitas orações dentro de mim nasceu uma força e aos 50 anos me demiti de uma empresa que trabalhei mais de 13 anos e me tornei autônoma. Hoje já faz 3 anos que recomecei do zero e estou muito feliz, pois consigo conciliar trabalho material e espiritual. Escutei críticas e elogios e, às vezes, me perturbo por ter recomeçado tantas vezes em diferentes funções. Gostaria muito da sua análise. Obrigada, fique com Deus.

  3. Muito bom Morel
    Se a gente não perdesse tanto tempo procurando o tempo perdido, teríamos mais tempo pra realizar e descobrir que não importa o tempo e sim as ações que realizamos com todo tempo que permanecemos por aqui.
    Abraços.

  4. Como sempre muito bom seu texto, Morel. Ocorre que como dizem por aí…..rsrsrs, somos um País de jovens e por mais que mulheres como eu que farão 60 ou mesmo algumas de 40/50 não acreditem que a vida termina aos 50 e sim, começa, como tudo na vida é um eterno recomeço a dita “sociedade” nos faz pensar ao contrário. Eu sou aquela que nunca desisti de nenhum projeto nem dos meus sonhos, até porque sempre começo quando a maioria está terminando….rsrs, mas a proximidade dos 60 está complicada principalmente em relação a trabalho e este estigma de qualificação do Ser pela idade deveria ser banido. Somos o que somos e não o que a idade cronológica determina.
    Abraços fraternos,
    Madalena

  5. Muito bom! Nos traz grande ânimo. Muita paz para nós, os sonhadores de plantão! Saudações Morel e aos leitores. Muito obrigada.

  6. Jesus é o espírito mais adiantado que já pisou sobre a Terra. Não veio cumprir prova mas pôr em prática sua missão. Não tinha nada a resgatar há milênios, seus adiantamento em relação a nós é inimaginável. O sacrifício a que ele se submeteu foi o meio de imortalizar sua mensagem. Pelo Espiritismo, ele é considerado o Governador espiritual do Planeta Terra.

  7. Boa tarde!
    Devido ao fato de você estudar muito, vou fugir da sua publicação de hoje, que como sempre, usa as palavras certinhas, e vou te questionar a respeito de uma dúvida que surgiu. Jesus, quando veio ao mundo, passou mesmo por todo aquele sofrimento, sua morte foi cruel, para nos “salvar”. Porque Deus quis que fosse assim! Jesus também tinha algo a resgatar? Desculpe-me, se minha pergunta é tola, mas fiquei pensando nisso. Obrigada! Um abraço!

  8. Muito Bom! Gostei das palavras de incentivo,
    pois devemos aproveitar esta maravilhosa oportunidade da reencarnação para vivemos bem, com equilíbrio.

  9. Bom dia Morel!
    Lendo o texto, me vi em muitas fases da minha vida, hoje estou conseguindo lidar melhor. Há 4 anos larguei o emprego e comecei e montei meu negócio, poderia ter feito antes.
    Fique em paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.