Mentalismo, Pensamento e disciplina, Reforma íntima

Reforma íntima e o padrão de pensamentos

mulher-pensando

Artigo publicado originalmente em 23/10/2012

Ouça este artigo na voz do autor

Sei que você se esforça para realizar a sua reforma íntima. Imagino como você se supera para ser uma pessoa melhor. E compreendo o sentimento de impotência quando você não consegue controlar seus pensamentos, não consegue manter um padrão de pensamentos elevado.

Vivemos um período extremamente dinâmico, cheio de ocupações e obrigações. E vivemos rodeados de pessoas. Que, como você e eu, têm seus problemas, suas dificuldades. Temos que evitar conflitos e contornar obstáculos com nossos familiares, com nossos colegas, com nossos parentes, com nossos vizinhos.

E como se não bastassem os problemas reais a resolver, somos metralhados com tragédias televisivas e informações de toda espécie que acabam invadindo nossa mente. Nunca se teve tanto acesso à informação quanto hoje. Somos informados de coisas que acontecem no planeta inteiro. Acho que não precisamos disso; mas é só uma opinião. E não é sobre isso que quero falar com você.

Reforma íntima e o padrão de pensamentos

O que eu gostaria que você percebesse é que tudo à sua volta chama a sua atenção. Todo mundo quer a sua atenção. Se não são as pessoas, são os meios de comunicação. Não há como você se focar num padrão de pensamentos que você queira. Como você vai ter pensamentos de paz se o jornal lhe entope os olhos com roubalheira, corrupção e violência? Como você vai ter pensamentos de amor ao próximo se sua vizinha faz questão de lhe contar as novidades escabrosas? Como você vai ter pensamentos de saúde se o seu colega lhe faz o relatório diário de suas doenças de estimação?

Tudo isso gera pensamentos em você. E os seus pensamentos geram sentimentos. E é nesse ponto que muitas vezes você perde o controle de si mesmo. Se você não consegue controlar seus pensamentos (ninguém consegue isso o tempo inteiro), tente ao menos escolher o sentimento que você quer sentir. Escolha um sentimento e procure mantê-lo. Se você se esforçar pra isso, provavelmente vai mudar uma série de hábitos. E vai se sentir obrigado a mudar de atitude em relação a algumas pessoas.

Os semelhantes se atraem. Você conhece a Lei de atração, não conhece? Se você conseguir manter seu sentimento por algum tempo, verá que ele se fortalece, pois outros pensamentos e sentimentos semelhantes juntam-se a ele. Há milhares de pensamentos passando por você o tempo inteiro. Pensamentos seus e de outros, encarnados e desencarnados.

Você nunca se deu conta de que quando estamos focados num sentimento ou ideia aparece um monte de coisas relacionadas a isso? Busque na sua memória alguma experiência desse tipo. Quando você iniciou um curso ou concurso começou a prestar atenção a vários assuntos relacionados a ele, que antes não percebia. Quando você esteve apaixonado, confundiu outras pessoas com a pessoa amada, pensando vê-la em todos os lugares. Quando você queria muito comprar alguma coisa importante obteve várias informações sem pedir, seja em conversas com amigos ou num artigo de revista ou jornal. As coisas existem, tudo o que nós queremos já existe. Nosso trabalho é atrair essas coisas pra nós. Com pensamentos e sentimentos é exatamente a mesma coisa.

Você não verá sua reforma íntima progredir muito se não prestar atenção aos seus pensamentos. Porque tudo começa pelo pensamento. Um mau pensamento pode gerar uma boa ação? É difícil. Escolha um sentimento e espere a sintonia. Nossos pensamentos são como as ondas de rádio. E você só pode sintonizar determinada emissora se procurar a estação correspondente no dial. Você não sintoniza uma emissora AM se estiver em FM.

Se você vem tentando se melhorar há algum tempo e não nota resultado em você, é hora de mudar alguma coisa. Reveja a importância de suas companhias, das informações que você acessa, reveja seu modo de pensar. Respeite mais sua própria vontade. Faça suas próprias escolhas. Seja o que for que você escolher, você precisa saber que o pensamento, por mais forte que seja, demora um pouco pra se manifestar. É uma característica do nosso plano físico. E ainda bem que é assim. Imagine se todos os nossos pensamentos se manifestassem imediatamente…

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

20 Comentários

  1. Obrigada Morel,
    Não foi por acaso que encontrei seu site, te agradeço mesmo de coração… já estou tentando..
    Deus te abençoe.

  2. Luiza, quando vemos um grande músico tocando o seu instrumento achamos que ele é abençoado por Deus com um dom especial. Mas não notamos que ele, há anos, estuda muitas horas por dia, todos os dias, para manter sua técnica e para aperfeiçoar-se cada vez mais. Quando olhamos um craque do futebol, também parece que ele é um privilegiado. Mas ele, desde que era criança, joga bola praticamente o dia inteiro.
    Tudo é treino. Com o pensamento e o sentimento também é só questão de treino. Se é difícil começar sozinha, leia bons livros, faça afirmações positivas, ouça boas orações ou meditações pela internet. Sugiro, apenas como exemplo, essa meditação da seicho no ie: https://www.youtube.com/watch?v=0O4H8edRU2Q
    Leia e pratique O poder do subconsciente, de Joseph Murphy. Não tente entendê-lo; apenas pratique. Nos momentos de maior desânimo, lembre-se de que é necessário tentar. Enquanto você estiver tentando está se aproximando do caminho. Desistir só complicaria mais as coisas.
    Procure também o ho’oponopono e pratique.
    Você vai ficar bem; eu tenho certeza.

  3. Olá Morel,
    Tenho lido bastante seus artigos e assistido seus vídeos, obrigada.
    Faz um ano que venho passando por uma crise na minha vida, meu casamento acabou, estou sem emprego, me mudei de cidade, fiquei 8 meses fora e hoje retornei para minha cidade para começar tudo de novo… procurei um centro espírita o qual tenho frequentado toda semana. É muito difícil pra mim manter um padrão de pensamentos bons, sinto uma angústia imensa dentro do peito que às vezes chega a doer… inicio as coisas e logo vem uma incerteza de que nada vai dar certo e fico prostrada.
    Sei que a gente atrai certos pensamentos, que nada vem de graça, mas chego às vezes a pensar que não consigo me livrar disso, dessa insegurança, desse ódio que tenho de mim e essa cobrança que me faço que não me deixa seguir em frente. Te agradeço a atenção.

  4. Bom dia Morel!

    Que belas, marcantes e confortantes palavras!
    De fato depositei em ti ( mesmo assim tão loooongeeee, e ao mesmo tempo tão perto!), expectativas e essas foram devidamente alcançadas.

    Obrigada!
    Deus te abençoe!

  5. Georgiana, compreendo a sua frustração, e admiro a sua atitude de prestar-se a oferecer ajuda a ele. Temos que compreender que há uma forte ligação entre estes espíritos, e, neste momento, ele está cego para a verdade. Todos nós recebemos a oportunidade de nos reencontrarmos com alguns dos nossos afetos e desafetos a fim de construirmos e nos reajustarmos uns com os outros. Infelizmente, muitos desperdiçam essas chances e conseguem, como neste caso, agravar ainda mais a situação.
    Ao dispor-se a ajudá-lo você não está prejudicando ninguém. É verdade que há o outro lado, os parentes da vítima. Mas nada, neste momento, pode desfazer o que foi feito. Ajudar alguém não é ser conivente – mas isso não quer dizer que você seja obrigada a fazê-lo. Ajude-o, se a sua consciência mandar você ajudá-lo. Mas sem expectativas, sem esperar qualquer reconhecimento ou melhora por parte dele. Apenas não recomendaria, agora, a manutenção do convívio familiar com ele. Pela fragilização do seu pai (e, consequentemente, até certo ponto, da família) a sua presença pode não ser uma boa influência.
    Não se descuide do que lhe compete mais de perto, que é a família. Não se desgaste, evite pensar sobre o assunto. Quando lembrar, ore, pense em coisas boas, nas novas chances que Deus sempre oferece a todos.
    Fiquem bem; que Deus ilumine a todos.

  6. Morel, boa tarde!
    Caro amigo (permita-me chamá-lo assim), minha família e eu vivenciamos um transtorno que nos ocasionou uma cadeia de sentimentos e pensamentos negativos. Já relatei aqui que meu pai vive prostrado, sofre de Parkinson, tínhamos um excelente “cuidador”, apesar de não ser um rapaz de formação alguma, mas tinha (ou tem) uma índole incrível para cuidar de doentes. Estava conosco há mais de 1 ano, e há alguns meses mantinha um relacionamento com uma mulher (esta sim foi a pior pessoa que conheci nessa minha encarnação), uma pessoa sem escrúpulos e capaz das piores mentiras. Ela o enganava, do tipo de ficar com um e outro, até que nessa segunda dia 12 ele perdeu o controle e assassinou um rapaz (dizem ser de boa índole, mais uma vítima dela), friamente a golpes de facas.
    O fato é que a princípio sentimos mais compaixão do agressor, não apenas por ele ser uma pessoa querida por todos, mas porque de fato acreditamos que a dívida é pior para quem comete um delito grave desse.
    Meu pai piorou seu estado de saúde, as famílias estão em pânico…
    Seguindo a lei vigente, íamos contratar um advogado, sendo réu confesso e primário ficaria mais fácil de responder em liberdade. No entanto, SENTI UMA IMENSA FRUSTRAÇÃO, DECEPÇÃO E RAIVA, AO PONTO DE “LAVAR AS MINHAS MÃOS”, (eu e os poucos de sua sofrida família), pois em contato com ele, o mesmo afirmou ainda amar a mulher que foi o pivô de tudo, e que não mantinha nenhum sentimento de arrependimento por ter matado um jovem de apenas 22 anos…
    Morel, desculpe-me se prolongo demais, se busco em ti uma espécie de refúgio para meus lamentos, mas preciso ter certeza se virar as costas, se deixar que ele se vire sozinho (afinal ele não é nem meu parente), que pague pelo seu crime!
    São atitudes corretas? Uma vez que disponho de conhecimentos e busco evoluir minha espiritualidade…
    Enfim? Estaria eu sendo conivente ajudando um agressor que não sente arrependimento?
    E a vida que se foi?
    E as que ficaram e sofrem por tudo isso?
    Ele apesar de ser um bom rapaz, tem problemas com álcool, trabalhava em minha casa cuidando de meu pai, mas nos finais de semana parecia se transformar em outra pessoa, exagerando nos vícios do álcool, sexo e até drogas…

  7. Esperança, não podemos depender de nada nem de ninguém para sermos felizes. Felicidade é uma conquista do ser, um estado de espírito individual que não depende de fatores externos. Somos felizes quando gostamos de nós mesmos. Você não está se sentindo feliz porque não está gostando de si mesma, apenas isso. DÊ de si ao próximo. Seja útil a quem precisa. Faça trabalho voluntário, participe das atividades do centro espírita, concentre suas energias no seu próprio esclarecimento e na trabalho em benefício do próximo. O alimento do espírito é o amor. É dando que recebemos. Enquanto você achar que isso são só palavras bonitas, nada acontece. Isso não são palavras, são Leis. Cumprindo as Leis de Deus nos aproximamos de Deus e somos felizes.
    Compreendo o momento de desânimo. Mas a reação é imprescindível. Não espere que as coisas aconteçam. Você tem total comando sobre a sua própria vida. Mude desde já. Force-se, lute contra a inércia.

  8. Morel, gostaria que me ajudasse.

    Eu tinha uma amiga que éramos muito unidas e depois ela ficou doente. Síndrome do pânico, tudo indica. E aí precisou se afastar das redes sociais e de todos para tratar do problema. Mas depois, quando melhor, ela retornou às redes sociais e não falou mais comigo. Não me adicionou no aplicativo de mensagens do celular, não fala comigo no Facebook e outras redes sociais. Tentei contato com ela uma vez, mas não obtive retorno.

    Felizmente minha consciência e está tranquila e sei que tudo o que falei pra ela nas épocas de crise do pânico foi na tentativa de ajudá-la.

    E você sabe, pra o ser humano isso de ser ignorado é difícil. Eu fiquei muito triste com esse afastamento, aparentemente sem motivos. Fiquei magoada. Mas sempre procuro elevar meus pensamentos e dizer pra mim mesma que tentei ajudá-la.

    Algo no meu jeito não fez bem a ela durante o ápice da doença. Talvez meus conselhos, não sei. E ela não tem culpa de pensar errado e muito menos eu. Se ela quisesse falar, falaria. é difícil julgar a atitude dela e é difícil ser escanteada. Como viver sem mágoa? Mágoa é ruim demais… a alma fica pesada, além de atrair companhias nada desejáveis…

  9. Nossa Morel, estou passando por uma fase horrível em termos vibratórios. Sempre me esforço para manter o pensamento positivo, mas de uma semana pra cá está quase impossível. Começou com uma ofensa de uma vizinha (porque às vezes eu reclamo do barulho que ela e sua família fazem), e desde então, só piorou. Estou triste porque mais um ano vai chegando ao fim, e minha vida continua a mesma. Estou na fila da adoção há 4 anos, desempregada há um tempão, e perdendo as esperanças de ser feliz. Eu me sinto inferior às outras pessoas, uma mulher fracassada.
    Chego até a desejar a minha morte, e só não faço uma besteira porque acredito na doutrina espírita e sei que isso só pioraria a minha situação. Mas estou cansada demais da minha vida. Sei que existem pessoas passando por coisas piores, mas nem isso me consola. Parece que estou atolada em areia movediça e não encontro forças para sair disso. Desculpe o desabafo.

  10. Morel, Deus lhe abençoe pelas suas palavras de cada dia, espero que sinta dentro de ti cada suspiro de felicidade das pessoas que você ilumina com suas palavras.

    Deus lhe abençoe e lhe ilumine sempre.

  11. Interessante essa da respiração. Já havia me esquecido como ela funciona bem, que bom que foi lembrado aqui.

  12. Obrigado, Morel, pela informação, é de sermos gratos a Deus por tantas maneiras e meios que existem para mudarmos nosso padrão vibratório, é muita informação, fico até perdido, e como você disse, quando você começa a querer uma coisa elas vêm, eu quero muito a minha reforma íntima e fico até perdido com tanta informação que chega para mim, inclusive a sua agora, sou grato.
    É de admirar que esses ensinamentos sempre existiram, a reforma íntima com certeza é uma escolha do espírito. Obrigado.

  13. Marco Aurélio, a respiração é uma das melhores maneiras de nos concentrarmos em nós mesmos. É, sim, uma prática válida. Há o pranayama, um ramo da Yoga, que dá muita ênfase às práticas respiratórias.

  14. Nossa, Morel, nunca tinha pensado nisso, quero dizer, se está difícil mudar os pensamentos, que tal começar então mudando os sentimentos?
    Agora queria saber sua opinião. Eu comecei a fazer uma prática de respiração. Quando tenho um pensamento frustante ou negativo eu inalo o ar e solto logo depois e com a minha vontade vejo sendo exteriorizado todo o pensamento negativo e volto inalar o ar com um pensamento mais positivo. Pra mim até que funciona, mas será que posso começar assim? Será um dos meios também para a reforma de pensamentos?

  15. Olá, Morel

    Reforma íntima, eis um dos grandes desafios. Mudar o visual é mole, mas fazer a reforma íntima, meu Deus! como dói. Reconhecer nossos aleijões morais, olharmos para dentro de nós e mudar. A reforma íntima é um processo lento, porém os frutos que colheremos serão doces..
    Abraços

    Rosana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.