Comportamento, Reencarnação

A reforma íntima do Brasil

favela-espiritismo

Artigo publicado originalmente em 06/07/2012

Você faz a sua parte pela reforma íntima do Brasil? Você acredita que está no lugar certo ou acha que reencarnou aqui por acaso? Você sabe tão bem quanto eu que o acaso não existe. Tudo; absolutamente tudo está interligado. O seu lar reúne espíritos conhecidos de muitos séculos. Cada membro da sua família é um espírito imortal procurando reajustar-se com seu semelhante, buscando resgatar débitos assumidos em algum lugar do passado.

Depois de seu lar, de sua casa, vem todo o seu círculo de conhecimento: colegas de trabalho, colegas de estudo, vizinhos, parentes, conhecidos. Mais além, está a cidade em que você vive. Sua cidade, o lugar onde você vive, reúne muitos círculos de conhecimento como o seu. E assim sucessivamente. A região a que a sua cidade pertence, depois o seu estado, e tudo isso formando o Brasil, a pátria brasileira. Uma grande família espiritual.

A reforma íntima do Brasil

Não é à toa que reencarnamos no Brasil. Todos temos erros a corrigir, lições a repetir, injustiças a reparar, caminhos a percorrer, estradas a construir. E muitos desses compromissos dizem respeito diretamente ao país em que vivemos. Os gritos das senzalas ainda ecoam pelos ares. Nosso país foi erguido a braço negro, regado com sangue, suor e lágrimas africanas. O espaço desse chão brasileiro foi aberto atropelando as culturas indígenas que havia; não sobrou quase nada.

O massacre indígena não é um fenômeno exclusivamente brasileiro; foi assim em toda a América. Mas em nenhum outro lugar houve uma assimilação tão rápida, uma acomodação de raças e costumes, onde tudo virou uma coisa só. Não estou negando a existência de preconceito. Mas desconheço lugar no mundo onde haja tanta mistura de etnias e costumes tão diversos. E tudo é Brasil.

Não há, no mundo, potencial mais vasto, promessa mais rica que a deste povo a que pertencemos. Não existe, em lugar nenhum fora daqui, tanta diversidade de culturas, pensamentos, origens, crenças.

Se hoje estamos mergulhados em escândalos, é porque vivemos um período de transição. Estamos construindo uma identidade. O espiritismo não se afirmou tão profundamente em solo brasileiro por acaso. Temos, como pátria espiritual, missão importante a cumprir. O espiritismo surgiu na França, mas foi aqui no Brasil que encontrou condições propícias para seu desenvolvimento e fortalecimento. A mistura de credos religiosos africanos, indígenas e europeus ajudou a moldar um pensamento particularmente aberto ao espiritismo moderno.

Não podemos confundir o momento de crise em que vivemos com a grandiosidade de nosso país. Tenho muito amor pelo Brasil. Tenho convicção de que o futuro mostrará que temos um papel relevante a desempenhar no cenário mundial. E o espiritismo, como ciência de vanguarda, como cristianismo racional e lúcido, será o pano de fundo dessa mudança. O Brasil é o maior país espírita do mundo!

Faz cento e noventa e três anos que somos independentes. Acho que o mais importante é a independência de pensamento. E podemos pensar muitas coisas boas a respeito do Brasil. Temos qualidades únicas, que devem ser valorizadas. Você sabe que uma pessoa começa sua reforma íntima depois de uma grave crise. Ninguém resolve se melhorar por nada. Se com uma pessoa é assim, com um país, que é um grande contingente de pessoas, também é assim. O Brasil está iniciando sua reforma íntima. Por isso tem descoberto tantos podres, tantas mazelas. É o processo natural de expurgar de si o que não presta. Ajudemos o Brasil em sua reforma íntima. O país é composto por pessoas, como eu e você. Façamos nossa parte.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

15 Comentários

  1. Morel, tu conheces o trabalho do José de Alencastro? Ele trabalha aqui em Porto Alegre também, tem um site com muitos tópicos bem interessantes, assim como o teu. Força e paz!

  2. Rodrigo, nós só nos resolvemos, de fato, a nos transformarmos, quando conhecemos uma grave crise. Ainda são raras as pessoas que buscam o seu progresso permanentemente, sem precisar de nenhum estímulo externo para isso. Quase todos precisam, ainda, do estímulo de uma “crise”. Quando a crise se torna insustentável, nós nos transformamos, alterando a realidade.

  3. “Você sabe que uma pessoa começa sua reforma íntima depois de uma grave crise. Ninguém resolve se melhorar por nada”.

    Poderia explicar melhor essa frase, Morel?

    Ótimo texto, muito elucidativo! 🙂 Parabéns!

  4. No espiritismo não há o religioso profissional. Somos cidadãos comuns, homens do povo, funcionários públicos, industriários, empresários, engenheiros ou médicos, que magnetizados pelas luzes do evangelho redivivo, lhe tomamos a bandeira na divulgação e vamos, paulatinamente, mudando a nossa própria vida e consequentemente os ambientes em que atuamos. Permita Deus que sejamos dignos de todas as benesses que recebemos, que possamos crescer em humildade, diminuindo as trevas interiores e assumindo responsabilidades, materializando todos os sonhos de edificação de um mundo melhor.

  5. Caro irmão, sua reflexão foi muito pertinente, concordo em gênero, número e grau. Somos um País privilégiado, nascemos no lugar certo, planejado conforme a necessidade de cada um de nós, e o estar em um País como o Brasil nos remete ao fato de que temos duas missões: uma com nosso eu, nosso crescimento, nosso desenvolvimento espiritual… E, a outra missão, tão importante quanto, se relaciona com a missão de contribuir para a reforma íntima do nosso País… Não são missões isoladas, mas sim, interdependentes, pois ao se reformar você contribui com seu País que, por sua vez, absorverá essa reforma passando adiante e, contribuindo novamente para o processo da sua reforma.
    Nisto, vemos a imensa sabedoria de Deus e o compromisso sério e dedicação da espiritualidade superior sob a perfeita administração do excelso Mestre Jesus.

    Obrigado amigo irmão, por esta sensibilidade!

  6. Muito bom. Jamais havia visto um raio “x” com imagens de ultrassom 3D. Isso deve servir para que tenhamos mais força e vontade de lutarmos pela nossa própria melhoria.

    Obrigado.

  7. Faz cento e noventa anos que somos independentes. Acho que o mais importante é a independência de pensamento. E podemos pensar muitas coisas boas a respeito do Brasil. Temos qualidades únicas, que devem ser valorizadas. Você sabe que uma pessoa começa sua reforma íntima depois de uma grave crise. Ninguém resolve se melhorar por nada. Se com uma pessoa é assim, com um país, que é um grande contingente de pessoas, também é assim. O Brasil está iniciando sua reforma íntima. Por isso tem descoberto tantos podres, tantas mazelas. É o processo natural de expurgar de si o que não presta. Ajudemos o Brasil em sua reforma íntima. O país é composto por pessoas, como eu e você.

    MOREL FELIPE, VOCÊ FOI GRANDIOSO, NA EXPRESSÃO DA SUA MENSAGEM TÃO CONSCIENTE DAS CONDIÇÕES DO NOSSO PAÍS. PARABÉNS!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.