Sonhos e Projeção astral

Espiritismo e sonho lúcido

sonho-lucido

Morel Felipe Wilkon

O Espiritismo não trata especificamente do chamado sonho lúcido. O Livro dos Espíritos, na questão 401, adverte que o espírito jamais está inativo. Enquanto o corpo físico repousa, o espírito encarnado se vê em relativa liberdade e tem condições de entrar em contato mais direto com os outros espíritos.

O sonho está inserido no que Allan Kardec convencionou chamar de emancipação da alma. O Waldo Vieira, antigo parceiro de Chico Xavier e dissidente do Espiritismo há várias décadas, se dedica ao que chama de projeciologia, que é a ciência que estuda as projeções da consciência para fora do corpo físico. Waldo Vieira é a maior autoridade mundial neste campo de estudo. A projeção da consciência é um fenômeno relativamente comum, relatado desde a Antiguidade. É a atuação da consciência através do corpo astral – ou perispírito.

Alguns espíritas ortodoxos não aceitam este fenômeno como integrante da fenomenologia tradicional espírita. É verdade que a nomenclatura não foi criada por Allan Kardec, nem o assunto foi esmiuçado por ele. Isso não impede o fenômeno de existir.

Pouco mais de um por cento da população tem projeções conscientes. Projeções inconscientes todos têm; são os sonhos. O Livro dos Espíritos esmiúça o assunto nas questões 400 a 418. Todos sonham, todos têm alguma atividade durante o período de sono físico, apenas não são todos os que conseguem lembrar, pelos mais diversos motivos.

Mas entre a imensa maioria que apenas sonha e a pequena minoria que tem projeções conscientes, há um parcela de uns dez por cento que tem sonhos lúcidos. O sonho lúcido pode ser algo excepcional, que acontece uma ou duas vezes na vida, e também pode ser uma ocorrência corriqueira, que acontece praticamente todas as noites.

sonhar que está voando
Você já sonhou que estava voando?

O sonho lúcido é o que podemos chamar de projeção semiconsciente. A pessoa sonha e, a partir de um fato inusitado ou extraordinário do sonho (o mais comum é estar voando) ela percebe que se trata de um sonho. Alguns conseguem modificar o curso dos acontecimentos, outros são dominados pelo medo e acordam.

É possível ter projeções conscientes a partir de sonhos lúcidos. Eu mesmo já fiz isso muitas vezes. Ao percebermos que estamos sonhando devemos nos concentrar num objetivo previamente definido. Para isso é preciso algum preparo. Antes de mais nada, é bom ter objetivos definidos. E, neste ponto, não se pode esquecer o cuidado que devemos ter com os pensamentos. Leia sobre isso neste artigo:

Você é consciente de si mesmo?

Os desavisados correm o risco de se aventurarem num terreno desconhecido e nada construtivo. Grande parte dos sonhos lúcidos envolvem sexo. Este tema é tratado nos seguintes artigos:

Espiritismo e sonhos eróticos

O sono e a vampirização sexual

Escrevi noutro artigo: “Um costume que tenho é anotar todos os meus sonhos e projeções. Tenho sempre à mão um caderno específico pra esse fim. Ajuda no despertar da consciência fora do corpo.

Baseado nos fenômenos do sonho, você começa a notar as incoerências de seus sonhos, começa a perceber sua irrealidade. Com o tempo, você se torna mais crítico no dia-a-dia e presta maior atenção ao ambiente, às pessoas, aos objetos, aos cenários. É bom perguntar a si mesmo várias vezes ao dia se você está sonhando ou está acordado. Este hábito será transportado aos sonhos, e quando você reconhecer que uma imagem ou situação é absurda demais para ser verdade, você percebe, dentro do sonho, que está sonhando.” – Se nos perguntarmos vinte ou trinta vezes, ao longo do dia, se estamos dormindo ou acordados, durante duas ou três semanas, certamente perceberemos, durante um sonho, que estamos sonhando. Para nos certificarmos de que estamos sonhando há várias maneiras. O que fiz durante um tempo, com sucesso, foi puxar meu dedo indicador várias vezes ao dia. Este hábito foi incorporado por mim e levado aos sonhos. Quando, num sonho um pouco mais estranho, eu puxava o meu dedo, ele esticava, já que a matéria astral – a matéria de que é composto o perispírito – é mais maleável. Ao ver o dedo esticado, tinha certeza de que estava desdobrado e adquiria mais lucidez.

Não tenho me dedicado à projeção consciente por absoluta falta de tempo. Para permanecer consciente fora do corpo físico preciso de mais horas de sono. Mas garanto que é uma ótima fonte de autoconhecimento. Para quem estiver disposto a observar a si mesmo, a conhecer outras partes de si mesmo que normalmente passam despercebidas, encontra nas experiências oníricas material abundante.

Nem sempre, quando ficamos lúcidos durante um sonho, estamos tendo atividade espiritual. Pode se tratar apenas de material subconsciente que vem à tona com o relaxamento do corpo físico. Somos infinitamente maiores e mais complexos do que aparentamos ser. Temos vários níveis de consciência, e durante o sonho há níveis superpostos, misturando-se uns aos outros. São fragmentos de lembranças de outras existências, são desejos recalcados, são influências de espíritos, são preocupações do cotidiano. Tudo trabalha ao mesmo tempo. Observe o seu pensamento, a qualquer momento. Perceberá que há vários pensamentos ao mesmo tempo. Há a atenção ao que você lê ou ouve, há a lembrança de um fato desagradável qualquer, há o alerta de um compromisso que você não pode esquecer, há inúmeros pensamentos trabalhando em sua cabeça. Enquanto você dorme é parecido. Muitas influências fundem-se umas às outras.

Os sonhos espirituais, ou seja, as atividades durante o sono, de forma lúcida ou não, têm o agravante de não contar com a participação do cérebro físico. O seu cérebro físico está repousando. Então você pode ter uma experiência completamente lúcida e rica em detalhes, mas quando acordar ela irá se truncar, restarão apenas fragmentos. Restará apenas o que o seu cérebro físico conseguir captar durante o instante do reacoplamento dos seus corpos físico e astral. A sua atividade espiritual durante o período de sono físico se dá com o corpo astral, a sua consciência acompanha o corpo astral, o cérebro físico não participa desta atividade. Eu participo frequentemente de estudos e seminários durante o sono. É tudo claro, nítido, plenamente inteligível. Quando desperto tudo some em meio segundo…

A irmã de caminhada e leitora deste site Raquel Beghini me mandou esta mensagem por e-mail:

Olá Felipe!!!

É possível que você faça um texto sobre sonhos lúcidos? Fiz a busca no seu site e você apenas faz uma citação sobre este assunto. 

Sei muito pouco sobre sonhos lúcidos na teoria, mas acredito que tenho esse tipo de sonho praticamente todas as noites e achava tão comum perceber que estou sonhando e, assim, conseguir modificar o “enredo” do sonho. Por vezes sinto medo, quando estou voando, por exemplo, e sinto medo de cair. Mas logo me vem à consciência de que estou sonhando e consigo continuar voando, dessa vez mais alto, livre do medo de me machucar. Ou quando sonho que alguém está me fazendo mal, um assalto ou coisa parecida e quando percebo que é um sonho, sou tomada por uma coragem e uma força enorme, já que percebo que o sonho é meu e quem controla sou eu. Certa vez sonhei com meu pai falecido. Quando vi que era sonho, resolvi só aproveitar a presença dele o máximo que eu pudesse antes de acordar. Infelizmente, logo que tomo consciência, o sonho não dura muito. Hoje procurei sobre o assunto (apesar de já ter ouvido falar), porque sonhei que estava no que parecia ser uma expedição com o que poderia ser um professor ensinando algo e eu dizia pra mim mesma que eu tinha que me lembrar de tudo que ele estava dizendo quando acordasse, e por mais que eu repetisse internamente tudo o que ele dizia e que no sonho era maravilhoso, ao acordar não me lembrei de nada do que foi dito. Talvez esteja armazenado no meu inconsciente.

Será possível alguma técnica para me lembrar do que foi dito de importante ou dos livros que leio nos sonhos? Ou esquecer é necessário? 

Abraços!!!

Raramente atendo a sugestões de artigos, pois isso exige inspiração ou conhecimentos específicos de que nem sempre disponho. Mas este é um tema que há tempos me vem sendo cobrado, além de estar dentro dos meus conhecimentos e experiências.

O fato é que tudo o que pensamos, falamos ou fazemos, em vigília ou dormindo, tudo fica registrado em nossa memória integral. Mas enquanto encarnados, retemos apenas fragmentos ou símbolos do que sonhamos. A obra de André Luiz tem vários exemplos de interação entre os planos físico e astral durante o período do sono. Um bom exemplo do esquecimento das atividades espirituais durante o sono está no capítulo 38 – Atividade Plena – do livro Os Mensageiros, que você pode ler aqui:

Os Mensageiros 

Já no livro Missionários da Luz, no capítulo 8 – No Plano dos Sonhos – há um exemplo de reunião espiritual a que comparecem espíritos encarnados desdobrados pelo sono físico e um exemplo de relação entre espíritos retida na memória como um pesadelo:

 Missionários da Luz

Terei prazer em receber o seu relato, as suas experiências. Esclareço que não interpreto sonhos, isso é uma experiência estritamente pessoal.

Para quem quiser pesquisar sobre projeciologia ou dicas para  projeção consciente ou sonhos lúcidos, as fontes mais confiáveis são os sites do IIPC e do IIPB.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

52 Comentários

  1. ola meu nome é Joel há alguns minutos e tive um sonho cujo eu sentir que por vontade propiá eu alterava o meu sonho , Eu estava perto de uma barraca de lanches onde estava mai três pessoas falava-mos de nossas respectivas carreiras de trabalho , quando um homem chegou e me entregou o que seria meu pagamento mensal.
    Depois disso chegou um homem chegou e disse que esse documento o pertencia nesse momento a dona da barraca de lanches me falou isso não é dele esse nem é o nome dele nesse momento eu peguei o dinheiro e fiquei co ele enrolado na minha mão nessa hora ele anunciou o assalto puxando a arma apontando para a grota que estava do meu lado e mesmo sob a mira da arma se recusou a entregar os pertence, nesse momento eu achando que ladrão ia atirar ele fez algo perturbador começou andar em círculos e coçar a cabeça com o cabo da arma e dizendo agente faz de tudo pra não matar um inocente mas sempre aparece um que quer perder a vida enquanto ele dia essas palavas eu fui para traz da barraca e coloquei o dinheiro que eu tinha na mão na gaveta que estava lá enquanto isso o bandido subia e descia a a rua pensando o que iria fazer com a garota nesse meio tempo a garota ligou para a policia e registrou a ocorrência nesse momento o bandido veio em minha direção me pedindo o meus pertences nesse exato momento chega a policia e eu aviso ao criminoso que ao perceber achegada da viatura correu na direção oposta da viatura sendo que o policial ao perceber o moimento do bandido a fugir do local na sua direção jogou a viatura na direção do bandido que saltou o sobre o capô do carro e consegue fugir mas o que me surpreendeu foi que eu parei o sonho voltei como se volta uma cena de filme para o momento em que o bandido salta o capô do carro mas alterando o acontecimento como se fosse uma intervenção temporal só que invés de fugir ele entrava em confronto com a policia e uma bala disparada acertava meu peito e eu acordei angustiado e nervoso foi uma experiencia fora do comum por que eu nunca me lembrei de um sonho tão nitidamente como eu me lembrei eu sentir que desta vez eu quis alterar o meu sonho não sei como mas deu pra sentir que o que eu estava vivenciando era um sonho como isso pode acontecer.

  2. Ola,espero resposta.. sempre tenho sonhos lucidos ,quando percebo que estou sonhando desvio para um outro local e etc..Hoje foi diferente,sonhei com a minha morte,com data e hora,ao levar uma facada e sair do meu corpo,me vi em uma cama de hospital e escutei meus últimos batimentos e a zeracao do eletrocardiograma!
     Ao morrer, percebi o tempo meio que parando,iam passando pessoas perto de mim que não conhecia, algumas ate que sim, mas Era tudo estranho,monótono! Então questionei para Deus,: Isso é morrer? Mas,tem coisas nada a ver, ta tudo esquisito!E entao,vi uma moça e a segurei pelo braço e descemos uma rua da minha cidade em outro plano , porém a medida que descia não conseguia ver a moça, mas ela ainda tava lá segurando minha mão! E a gente chegou perto de um barranco onde em baixo era so uma paisagem linda,eu só queria e esperava saber sobre oq seria de mim, se eu iria para o paraiso.
     e entao a pessoa que segurava minha mão começou a me contar sobre as vantagens e as maravilhas da vida avistei um senhor bem velho com uma criança no colo em baixo de uma árvore e pude sentir o sol no meu rosto maravilhosamente! E essa pessoa falava
    Que a felicidade está nas coisas mais simples, na pobreza, nos pequenos detalhes a gente podia ser feliz,e começei a repetir aquilo, foi quando o céu se clareou e foi como uma permissão, eu simplesmente compreendi que estava sonhando e apartir daquele momento meu Deus me deu uma nova chance,e me fez entender que eu poderia acordar quando eu quisesse, e abri meus olhos,acordei chorando pois a pessoa que segurava minha mão era o Senhor,Deus. Sempre sonho com o mesmo lugar, a casa de minha vô, la sempre tem pessoas mortas, no século passado dizem que lá era terreiro de macumbarias,e sempre sonho com a mesma pessoa,ja tive um sonho tão realista nesse local que senti meu corpo sendo possuído, como uma especie de exorcismo, eu ouvia vozes saindo de mim,tenho medo de dormir pois Sei que tenho pesadelos todas as noite..gostaria de uma opnião!

  3. Tive um sonho muito estranho. sonhei que estava em um Centro Espirita, e então quando me encontrava em um momento de reflexão e oração, um vento muito forte quase que tirara a minha roupa, o que não me permitia concentrar-me na oração. Então quando terminou… vi que não estava sozinha ali e também estavam uma amiga e a minha irmã saindo do centro espirita, andávamos em uma rua estreita e deserta indo embora para casa, já na rua, percebi que já estava apenas de camisa e calcinha apenas, ficava desesperada com a situação e quando minha amiga iria me dar a própria roupa para vestir, eu a questionava que ela ficaria sem as vestes de cima, apenas de calça jeans, e ao recusar me olha e já estava vestida e enfim íamos embora para casa.

  4. ola espero que possa me responder ,tenho sonhos que sinto q e reais quando durmo meu espiritos vai pra outra dimencao reecontro outros espiritos q se alegram com minha chegada,la tem uma senhora q sinto que e minha mae,muitas vezes eles se reune em baixo de uma grande arvore e ficam em silencio ,e uma vila um jugar muito gostoso tem muitas flores trepadeiras,vejo pessoas ja falecidas e tbm pessoas que ainda estao vivas.tenho esses sonhos des de crianÇa

  5. Olá, sempre que morrem pessoas próximas a mim, sejam conhecidos ou parentes eu tenho sonhos com eles. Mas nunca me assustei com isso. O problema agora é que minha ex sogra morreu a uns 4 meses e de uma semana para cá, tenho sonhado todas as noite com ela e hoje sonhei com ela e a mãe que também já morreu cerca de 1 ano. Eu separei do filho dela, mas ela se dava bem comigo. tivemos problemas enquanto era casada , mais foram resolvidos. sempre me dei bem com a família dela, inclusive ainda com o filho.

  6. Olá!

    Eu tenho 28 anos e desde que eu me lembre eu sempre tive sonhos lúcidos. Sempre sonhei que estava voando por cima de cidades (algumas delas existem mesmo) e sempre mudei o rumo dos meus sonhos quando descobria que eram sonhos (normalmente eu dava impulso e ia voar já que era sempre minha coisa preferida). Tenho uma conexão muito forte com a Rússia e Irlanda e às vezes sonhava como se eu fosse outra pessoa andando por esses lugares, dentro de casinhas na Irlanda e palácios na Rússia…
    Hoje me aconteceu algo novo. Sonhei que estava em uma casinha muito simples de madeira, porém linda, bem pintada e fofinha. Em um lugar que era um vale bonito, uma vila de casinhas. Estava brincando com as crianças na lama e procurando sapinhos. Eu era uma dessas crianças (eram 5 ou 6) eu tinha uns 5 ou 6 anos e tinha uma irmã gêmea chamada Emilie e eu era a Milie (super original hahaha). Eu vi “a mãe das crianças na cozinha”, brinquei no quarto simples com a gêmea ruivinha… Brinquei na varanda, no mato, no lago…
    Falávamos em inglês o tempo todo, mas eu sabia que estávamos na Noruega, era verão e não estava frio. Vi um carro azul antigo que indica que era alguma época entre a primeira e segunda guerra mundial.
    Eu senti o vento, a água, o amor que sentia pela minha irmã, alegria de ser criança…
    Uma hora meio que acordei sonolenta e voltei de novo, sonhei que a mãe estava falando comigo (eu ainda era criança), me mostrava uma foto de um carro azul puxando uma carretinha meio que um mini trailer e ela me dizia “lembra disso?” e eu “sim” e ela “e onde era?” e eu “nos estados unidos” e ela “e por quê?” e eu não respondi e ela disse “é, você não lembra porque estávamos lá…”.
    Acordei chorando querendo voltar para aquele lugar.
    Eu não entendo muito de tudo isso, eu queria saber se é possível controlar para eu poder voltar para lá às vezes.
    Eu era uma criança. Eu voltei no tempo?? Outra vida??
    Eu quero muito aprender como…
    Por favor, me ajude, me dê uma luz de como começar.
    Obrigada.

  7. Eu estava dormindo aí me vi saindo do corpo e indo de encontro com uma luz uma luz de paz, amor, não sei explicar. De repente tomei consciência que iria morrer e comecei a chorar e dizer que eu não queria morrer agora, de repente caí no meu corpo e acordei… nesse dia eu estava muito gripada e não conseguia respirar, acordei e estava me sentindo sufocada… foi estranho.

  8. Todos os dias tenho sonhos diferentes, mas em todos meus sonhos estou extremamente cansada, não se cansada é a palavra certa pois nos meus sonhos tenho dificuldade em me movimentar,não consigo andar reto, demoro mais pra fazer os movimentos, as vezes não consigo falar e nem abrir o olho, rastejo no chão como se estivesse muito embriagada enquanto o sonho acontece ao meu redor estou em uma especie de paralisia, sem ter as reações que gostaria e isso é angustiante! Quando acordo passo o dia cansada, sem energia para nada !

  9. Ultimamente tenho tido sonhos lúcidos com um rapaz, mas toda noite ele tem um rosto diferente, ele já me disse que pode tomar a forma que eu preferir. É como se nós tivéssemos um romance, mas creio que isso não é possível. Ele tem dito sobre outra vida, isso é possível mesmo, ou meu subconsciente pode estar projetando?

  10. Bom dia! Morel, espero que esteja bem! Há 2 semanas, quase que diariamente minha filha acorda assustada gritando dizendo que tem uma aranha caranguejeira em seu travesseiro, ou em sua cama, ou próxima dela, acorda realmente desesperada, com isso esta assustada e com muito medo. Estou muito preocupada, será síndrome do pânico? Você pode me ajudar e esclarecer o porque desses sonhos ou seria pesadelos?

  11. Julia, essa ajuda que você pede é você mesma quem deve dar. Pesquise, informe-se, esclareça-se. Sobre mediunidade, sugiro os livros O livros dos Médiuns, de Allan Kardec; Mediunidade, de Edgard Armond; Mediunismo, de Ramatis; Nos domínios da Mediunidade, de André Luiz; para começar.
    O outro fenômeno que vocÊ relatou chama-se catalepsia projetiva ou paralisia do sono. Pesquise a respeito. Sobre este tema, sugiro os vídeos do Wagner Borges e do Saulo Calderon.

  12. Olá, conheço pouco seu trabalho, mas o pouco que vi achei super incrível. Acho que sou médium, algumas coisa me acontecem e não acho explicação humana. Perdi minha mãe há alguns anos e no dia de sua morte minutos antes eu tive uma espécie de visão com ela dentro de uma caixão, horas depois ela faleceu (ela não estava doente aparentemente). Depois disso tenho essas visões ou sonhos com outras pessoas e no outro dia chega a notícia do falecimento da pessoa com quem eu sonhei que morreria. Outra coisa é que às vezes estou dormindo e tento acordar e não consigo, alguma coisa me segura ou sinto meu espírito se mover… da última vez ouvi uma menina pequena falar comigo, ela segurou minha mão e disse que estava sozinha… e eu sei que estava acordada porque vi gente entrar no meu quarto, eu só não conseguia me mexer. Me ajude por favor…

  13. Estou um pouco pasma com este seu texto, pois sou consciente dos meus sonhos desde a infância. Até hoje, no mínimo uma vez por semana eu sei que estou sonhando, eu digo isso no sonho e tento mudar o curso do que está acontecendo, às vezes eu consigo, às vezes não, eu apenas acordo, às vezes eu volto a dormir e quero voltar para o mesmo sonho, pois eu sinto que meu subconsciente quer me dizer algo.
    Sou muito sensibilizada pelo que sonho, às vezes eu choro muito, passo o dia mal, pelos sonhos serem reais, mesmo que na ficção, se sonho que estou me afogando, acordo com falta de ar, e na hora eu tenho consciência de que estou sonhando e penso “tenho que acordar”. E assim se vão inúmeros sonhos. Tenho anotado meus sonhos e os discuto com meu psicólogo por vezes, mas ele não tem a noção espírita da situação, ele analisa de acordo com Freud, e etc. E agora eu vejo que meus sonhos são mais sérios do que podia imaginar.
    Eu nunca sei se determinados sonhos são premonições (que geralmente acontece muito) ou apenas medos meus que podem acontecer (como qualquer eventualidade na vida).
    Existe alguma literatura mais aprofundada na visão espirita? Obrigada!

  14. Claudia, não interpreto sonhos. O seu sonho parece se tratar de atividade durante o período de sono. Ou seja, não é sonho, é real. Assim como há lugares de tratamento espiritual aqui no plano físico, há lugares de tratamento espiritual no plano astral (que é para onde vamos quando morremos e quando sonhamos). Se não estiver se sentindo bem, procure um centro espírita e peça atendimento.

  15. Bom dia, quero compartilhar meu sonho e se possível alguém puder me dizer o que significa, sonhei que estava em uma sala com várias pessoas rezando, depois me vejo deitada e recebendo o espírito do meu avô, essas outras pessoas me tiram dura do chão e me colocam perto de uma porta em me perguntam o meu nome e respondo o nome e sobrenome do meu avô sinto o meu corpo angustiado até a hora que ele sai.

  16. Boa noite Morel, muito obrigada pela sua atenção. Vou fazer o tratamento à distância que você recomendou. Fiquei com uma dúvida: quando ficamos ligados a espíritos por acontecimentos passados como você comentou, isso acontece porque talvez eu possa ter causado esse sofrimento ou pode ser porque sofremos juntos? Pois pela minha personalidade sinto que tenho um trauma muito grande, principalmente no que se refere a perda de pessoas queridas. Desde já muito obrigada.

  17. Jaqueline, isso está relacionado a experiências de outras existências. Há fatos muito marcantes em nossa trajetória que ficam tão fortemente gravados em nossa memória que são capazes de atravessar as barreiras vibratórias entre os diferentes planos, ou seja, reencarnamos em novo corpo, manifestamos uma nova personalidade, mas essas experiências nos acompanham, apenas parcialmente adormecidas em nosso subconsciente. Quando outros espíritos relacionados a essas experiências permanecem em estado de sofrimento, estejam ele encarnados ou desencarnados, nós experimentamos, ocasionalmente, o seu sofrimento, pois estamos ligados a eles. Isso é muito comum.
    Deixo um link para atendimento à distância. Siga as orientações à risca:https://casadojardim.wordpress.com/atendimento-espiritual-3/atendimento-a-distancia/
    Vou orar por você.
    Fique com Deus.

  18. Bom dia Morel, gosto muito do seu trabalho e sempre acompanho, hoje gostaria muito de uma opinião sua. Sei que você não interpreta sonhos, mas preciso de um direcionamento para o que está acontecendo comigo. Faz algum tempo que eu acordo diversas vezes durante a noite como se estivesse sufocada, sem ar, acordo no susto. Sonho com muitas coisas ruins. Ontem tive um sonho que me deixou muito perturbada, sonhei que entrei em minha casa e na sala da frente estava um caixão pequeno, quando olhei era um sobrinho meu (que graças a Deus está vivo), quando olho novamente vejo uma menina no lugar do meu sobrinho e ela estava com os olhos abertos e viva e tinha uma corda ao redor do pescoço que não a deixava respirar, no sonho peguei a menina no colo e meu namorado cortou a corda e ela voltou a respirar. Na hora acordei assustada e engasgada e automaticamente comecei a rezar o pai nosso. O pai nosso rezei direto pelo menos uma meia hora sem conseguir parar.
    Morel, devo procurar ajuda em algum lugar? Por favor me dá uma luz, pois estou perdendo qualidade de sono.
    Desde já, obrigada.

  19. Ingrid, geralmente tememos o que desconhecemos. Mas, neste caso, não há nada a ser temido, pelo contrário. Você deve aprender a controlar o que acontece com você e tirar proveito disso para a sua espiritualização. Você está se “desdobrando”, só isso. Você sai do corpo físico e mantém a consciência no corpo astral. Pesquise os vídeos do Wagner Borges e do Saulo Calderón. E não lute contra uma característica sua. Use-a a seu favor, e, talvez, a favor de mais alguém. Sempre podemos ser úteis ao próximo quando desenvolvemos nossas potencialidades espirituais com responsabilidade.

  20. Boa noite, será que poderia me ajudar? Lendo o artigo, me deu vontade de relatar algo que aconteceu comigo e me deixa confusa. Certa dia aconteceu algo que nunca tinha acontecido. Estava lendo um livro, por coincidência espírita, Violetas na janela (peguei de um amigo na escola por curiosidade), não sabia nada sobre o espiritismo na época e esse livro me abriu as portas para conhecer o pouco que sei hoje. Estava lendo à tarde e me deu muito sono, dormi no sofá e aconteceu que sonhei e no ”sonho” me sentia muito pesada, meu corpo estava muito pesado, conseguia levantar só a cabeça, quando consegui levantar com custo, virei para trás e me vi dormindo. Entrei em desespero, só clamava a Deus para acordar, me senti sufocada e acordei num susto. Depois de umas semanas aconteceu novamente, só que no quarto, andei tranquilamente pelo quarto até perceber que estava dormindo, quando percebo isso me desespero, tenho medo de não acordar, não consigo controlar. Desde então aconteceu algumas vezes, e algumas foi sonho mesmo, da para diferenciar, pois quando sonho que está acontecendo isso não consigo me ver direito e tem outras pessoas no sonho. Quando acontece o que eu não sei o nome (chamo de sonho, mas não é) pois é real, só aparece eu e eu me vejo nitidamente. Não gostaria que acontecesse de novo, pois fico desesperada, é muito ruim.

  21. Olá… Mandei-lhe uma mensagem no dia 4 de fevereiro de 2014. Passou-se mais de um ano. Li e reli sua respostas várias vezes nesse período, embora não tenha dito mais nada. Poderia ter ao menos agradecido, rs. De fato, estou aqui novamente porque não estou bem… Ando mentalmente cansado, embora mantenha uma rotina saudável. Na verdade cansado não é bem a palavra exata, não sei dizer na realidade. É como se estivesse meio fora de foco. Da última vez que falei contigo, citava esses sonhos que tinha e que me faziam muito bem. Agora não tenho sonhado muito, pelo menos não que me lembre… Há meses que não voo, por exemplo. Nunca tive uma projeção astral, arrisco a dizer que tive umas duas ou três vezes onde tive algum nível de consciência durante o sono. Enfim, gostaria de compartilhar isso. Nem chego a ter perguntas, embora por algum motivo acho que estou fraco espiritualmente, no mínimo ausente.

  22. Olá Morel

    Este é um dos temas de que preciso aprofundar os estudos. É muito frequente eu ser acometido pelas mesmas experiências vivenciadas pela usuária Ana (postagem do dia 20 de novembro de 2013). Ou seja, além da frequente e incômoda paralisia do sono, sinto também (geralmente ao perceber que estou sonhando) como se tivesse alguém muito próximo pelas minhas costas (ao me deitar em decúbito lateral) e isso preenche meu corpo e mente por um medo profundo e colossal!!! Isso me perturba frequentemente as noites. Estou afastado do centro espírita no momento por outras preocupações com a faculdade. Pretendo retornar ao centro espírita o quanto antes para me esclarecer acerca disto.

  23. Raissa, isso não é sonho, é experiência real durante o período de sono físico. Todos nós nos desdobramos do corpo físico quando dormimos. Muitos têm experiências como essa que você relata, mas a maioria não tem consciência disso, não se lembra ou lembra muito confusamente. É bom você adquirir o hábito de anotar os seus sonhos todas as noites, assim logo aprenderá com eles e desenvolverá mais lucidez nas suas experiências no plano astral.

  24. Olá Felipe, acabei de acordar e estou abismada, passada, assustada, não sei de fato.
    Mas eu sonhei, nem sei se foi sonho, que fui para outro plano espiritual, era como se fosse uma cidade, lá encontrei entes queridos que já se foram, cantei, dancei, tudo numa paz absurda, e no sonho eu voltava para o meu corpo e ia de novo, eu conseguia definir o mundo real do espiritual dentro do sonho, conversei com diversas pessoas que já se foram, mas era tudo muito bom e saudável, já é a segunda vez que sonho assim. Que tipo de sonho é esse? Me ajude por favor!

  25. Não, Érika. Cito estes dois sites para que as pessoas possam informar-se a respeito do tema, para que percebam que existem muitas pessoas que têm experiências semelhantes. É comum que pessoas que se desdobram naturalmente com consciência sintam-se perdidas por não saberem como lidar com a situação. Mas, como espírita, acredito que para que nossas experiências projetivas sejam realmente úteis temos que cuidar, em primeiro lugar, do aspecto moral.
    Então não indico nenhuma obra.

  26. Querido Morel, bom dia!
    Ao examinar os sites dos institutos mencionados no final do artigo percebi que os mesmos ministram muitos cursos e palestras, porém todos presenciais, circunstância que me traz dificuldades já que resido distante da capital do Rio. Você indicaria alguma obra básica para iniciantes no estudo da projeciologia?
    Mais uma vez, agradeço pela excelente oportunidade de aprendizagem!

  27. Dorian, não se deixe obcecar pelos sonhos. Eles nos ensinam muito, mas não mudam nossas vidas. No artigo em questão estão algumas dicas para desenvolver maior consciência durante os sonhos, além de links de dois sites para continuar sua pesquisa. Vá à luta. Não espere truques ou facilidades. Tudo depende de muito esforço e vontade.

  28. Por acaso, encontrei seu site enquanto buscava saber mais sobre incubus/sucubus. Acabei extrapolando do assunto e dei uma boa lida em quase todos os artigos relacionados a sexualismo/sonho/sonhos lúcidos e tudo em relação a esta área. Meu interesse por esse assunto só aumenta cada vez mais.
    E, por favor, me responda: tem como eu me lembrar de um sonho que eu tive?
    Sinto como se meus sonhos me trouxessem as respostas que eu procuro, mas muitas vezes, ao acordar, só me restam fragmentos inúteis sozinhos, mas que me provocam incrível curiosidade. Por favor, me dê uma luz. Algo grave acontece no meu subconsciente, e eu preciso descobrir o que é.

  29. Ana, não posso tentar interpretar sonhos de ninguém. Qualquer opinião que eu lhe der irá influenciar a sua própria percepção.
    Sempre sei interpretar os meus sonhos. Anoto os meus sonhos e projeções num caderno específico para isso. O hábito de anotar os sonhos faz com que fiquemos, ao longo do tempo, mais atentos a detalhes e padrões que se repetem. Com o tempo torna-se possível reconhecer com clareza se o sonho é fruto do subconsciente ou se se trata de atividade real. O tempo no astral não obedece exatamente os mesmos parâmetros do plano físico, por isso é relativamente comum termos percepções de coisas que ainda não aconteceram – ou que continuam acontecendo indefinidamente.
    Os simbolismos não são os mesmos para todas as pessoas, por isso a importância de se conhecer os próprios padrões oníricos. Um abraço.

  30. Morel. Eu pesquisei sobre o assunto mas não encontrei resposta. Tive um sonho lúcido, pois era bastante real. Sonhei com uma pessoa que não vejo há alguns anos e tinha ido ao seu funeral. O aspeto era sombrio no velório. As imagens do sonho eram de um grupo de seres velando o corpo (pareciam pessoas vestidas com capas pretas e um capuz que lhe cobria o rosto). Tudo tinha um aspeto mórbido e via-se nevoeiro por entre as pessoas. Mais tarde afastei me da cerimônia e o espírito dele tentava aproximar se de mim, eu tive o impulso de recuar e ele ficou pasmado com a minha reação. Nós temos uma ligação espiritual muito forte proveniente de outras existências. É possível ter este tipo de sonho e a pessoa estar viva? Poderá ser alguma “brincadeira” por parte de outros espíritos? Ou terá esse sonho alguma mensagem simbólica? Poderia dar me uma luz? Um abraço fraterno!

  31. ESSA NOITE TIVE UM SONHO, QUE EM UM LOCAL EU ESTAVA COM UM MENINO NEGRO EM MINHA COMPANHIA, QUANDO ELE ENTROU EM UMA PORTA E SAIU UM IDOSO NEGRO, DE ROUPA BRANCA FUMANDO CACHIMBO, E SOLTAVA MUITA FUMAÇA EM MEU ROSTO, ENQUANTO OUTRO SENHOR ME DAVA DOIS SAQUINHOS DE PLÁSTICO COM ERVAS DENTRO, EM UM DAVA PARA VER SER UM GALHO DE ARRUDA, ACHEI INTERESSANTE, PORQUE NÃO SOU DA UMBANDA E NEM PENSO NESSAS COISAS, GOSTARIA DE SABER PORQUE ELE SOLTOU FUMAÇA EM MIM, PODERIA TER VIRADO O ROSTO, NÃO ENTENDI, ELE PARECIA SER BONDOSO… Morel, se possível, me diga algo sobre isso. Obrigada!

  32. Rodrigo, eu em criança, sonhava muito que estava no espaço escuro e infinito e o que acontecia de forma recorrente, era que eu via me a mim mesma saltando por uma fileira de colchões sempre devagarinho, pois tinha medo de cair no espaço escuro. Abraço!

  33. Gostaria de deixar aqui uma reportagem que eu assisti outro dia com um Brasileiro praticamente analfabeto que aprendeu vários idiomas (Inglês, Alemão e Japonês) através dos sonhos com certeza ele tinha a capacidade de guardar no celebro todos os acontecimentos do seu sonho pois ele sonhava com garotos desses países que ficavam lhe ensinando o idioma deles.

  34. Eu queria entender por que sempre sonho com as estrelas, constelações e com o zodíaco no céu, sonhei de novo esses dias com a roda do zodíaco no céu à noite e quase consegui volitar até lá, ainda outro dia sonhei com um ônibus branco que andava no céu cheio de pessoas também à noite e que eu tentava mostrar para os meus familiares mas eles não davam atenção. Desde pequeno tenho esses sonhos, eu acho que são projeções astrais, dos dez aos doze anos lembro que era raro a noite que eu não sonhava com estrelas virando veículos no céu à noite e sempre tentava mostrar para os meus familiares, porém eles não davam atenção, durante toda a minha vida tentei despertá-los para as coisas espirituais mas nunca obtive sucesso, talvez o significado esteja nisso, luz e paz.

  35. Nicolas, qualquer coisa que eu diga a respeito é apenas especulação. Tanto pode ser ela mesma, que sente falta de você e lhe procura quando estão dormindo, e, consequentemente, parcialmente libertos do corpo físico, como pode ser um espírito que você conhece há muito tempo, de várias existências, que zela por você e lhe quer bem. Eu apostaria na segunda hípótese. Nos envolvemos, ao longo dos milênios, com inúmeros espíritos. Formamos amizades e inimizades. Algumas inimizades nos perseguem, são obsessores. Mas há espíritos que nos amam muito, de um amor puro como não temos condições de avaliar quando encarnados, e que já evoluíram mais que nós, estão em outro estágio, torcendo para que nós evoluamos para que possamos nos encontrar no mesmo estágio. Pela sua sensação de “alegria imensa”, parece se tratar disso. Quanto à aparência, o espírito pode tomar a aparência que melhor se adapte ao que ele pretende nos passar.

  36. Olá…

    Estava pesquisando na internet um fato recorrente que vem acontecendo comigo e cheguei aqui. Espero sinceramente que possa me ajudar.
    Tenho sonhado seguidamente com uma garota que eu não vejo há anos. Tivemos uma relação intensa, porém muito curta. Coisa de algumas semanas. Não houve nenhum tipo de envolvimento físico, embora eu creia que nós dois chegamos a desejar isso. Conversávamos muito e com muita facilidade, foi uma sintonia estranha a que tivemos. Porém tomamos rumos diferentes na vida, éramos muito jovens e acabei me mudando para outra cidade. Ela está namorando e eu também. Não tenho nenhum tipo de contato com ela, nem nesse mundo de internet. Quero deixar claro que não sinto falta dela, estou muito bem com minha atual namorada. Porém ela vem aparecendo várias vezes nos meus sonhos. São sonhos bons, sinto uma alegria imensa e quando acordo sinto um vazio enorme. Não sei se isso é relevante, mas nunca tive nenhum tipo de sonho erótico com ela.

    Há algum tempo atrás, ela meio que se despediu de mim em um sonho. Disse uma frase enigmática (que também é um dos poucos detalhes que eu lembro desses sonhos) “Vou apagar a luz para ver se você enxerga melhor”. Parece uma frase estranha, é verdade, mas eu a interpretei como uma despedida, como se ela não fosse mais aparecer. Mas depois de uns 6 meses, voltei a sonhar novamente com ela.

    Não sei se há alguma razão aparente para esses sonhos. Sempre fui muito racional nesse aspecto, mas esses sonhos causam tanto impacto sobre mim que resolvi buscar algum tipo de resposta.

  37. Ana, a primeira situação relatada eu vivi por bastante tempo. A ciência chama de catalepsia do sono.
    Só o esclarecimento pode superar, pouco a pouco, esses bloqueios formados pelo medo e pela superstição. O ideal é estudar num centro espírita, o ambiente é protegido e propício a isso…

  38. Morel, hoje me aprofundando mais sobre o assunto descobri que em pequena eu realmente fazia muito aquilo que chama de projeção astral. Até há bem pouco tempo, eu tinha a ideia de que em pequena eu sofria muito aquilo que se chama terrores noturnos. Tinha muitos sonhos em que voava, ou então via me por exemplo no espaço escuro e saltando de colchão em colchão. Outra situação, eu tinha medo de adormecer, e quando o fazia tinha de ser com a mão perto da boca, pois eu acordava a meio da noite e tentava mexer o corpo e este não reagia. Então tinha que sofrer algum estímulo, como morder a mão ou então, arrastar me até á cabeceira da cama para bater com a cabeça. Eu entrava em pânico porque queria mexer me e não conseguia e aí até sentia falta de ar. Todas as noites tinha de orar a Deus, porque me sentia observada e um sonho recorrente de estar a dormir de costas e sentir alguém vir por detrás de mim, ao mesmo tempo uma luz e um calor e zumbido muito forte, e aí eu encolhia na cama porque a seguir já sabia que esse alguém me punha o dedo nas costas e eu sentia um choque e um calor enorme. Devido a isso fiz chichi na cama até aos 9 anos de idade. Tenho alguma curiosidade em fazer projeção astral conscientemente mas devido a más experiências com o lado espiritual sinto um grande bloqueio e consequente medo. Quando a minha avó faleceu (eu previ a sua morte duas semanas antes e inconscientemente despedi me dela no dia em que partiu do plano terreno). Mas passado algumas semanas, eu sonhei várias vezes com ela e conversávamos. Da primeira vez que a vi, eu disse lhe “você morreu, que está fazendo aqui?” E ela veio dar me um conselho numa altura em que estava a passar por uma fase má. E embora já não sonhe com ela, ainda sinto a sua presença por vezes, e sei que vem visitar os meus filhos. Gostava de me aprofundar mais no espiritismo, a sério, mas desde pequena sempre vi vultos, bolas de luz brilhantes na minha frente, por vezes, conseguia prever o que ia acontecer a seguir, e tinha de orar todas as noites a Deus pois só assim conseguia adormecer. E também me senti perseguida por um vulto que vi quando tinha 4 anos (situação durou até aos meus 21 anos, estava a dormir e foi como se estivesse a sonhar, senti ele aproximar se de mim e aí com o medo eu encolhia me debaixo do cobertor.) A mãe de uma amiga me disse que esse espírito havia sido enviado para fazer mal a minha família naquela altura da minha infância. Que posso fazer para superar este bloqueio?

  39. Já tive experiências fora do corpo. Sabia que estava no plano astral. Entretanto, ainda não tenho um bom controle sobre isso, até hoje não consegui sequer sair da minha casa, rsrs. Mas é bem notável o momento que eu saio do corpo físico.

    Preciso treinar mais… e principalmente: Preciso de mais controle emocional, pois sou muito ansioso.

    Abraços

  40. Olá Morel, este é um tema muito atrativo de se estudar, só pelo fato de que todos nós temos essa sensibilidade, somos espíritos e estes fenômenos são puramente a emancipação da alma.
    Luz!!!

  41. Muito obrigada, Felipe! Seu post me esclareceu bastante! Tenho os dois livros citados no final do texto e vou dar uma lida nos capítulos citados. Eu consigo me lembrar de bastante coisa dos meus sonhos, tenho utilizado bastante na terapia e feito grandes evoluções com a ajuda deles. Li no livro “Ciclo da auto-sabotagem” que sonhos são cartas do inconsciente e só nós mesmos, se necessário, com a ajuda de um profissional, podemos decifrá-los. Obrigada por estar sempre trabalhando para nos conscientizar sobre os mais diversos assuntos!

  42. Interessantíssimo, Morel. Eu pouco antes de dormir ouço muitas vozes reclamando de situações e há uns quatro dias tenho me concentrado para ouvir melhor essas vozes, são homens, senhoras, mulheres e senhores que estão reclamando para mim de coisas que eles estão passando, sempre ouvi essas vozes mas nunca havia me concentrado nelas e agora tenho respondido às suas questões. Descobri que são espíritos sofredores que vêm a mim em busca de respostas, uns perguntam o que devem fazer para deixar de sofrer de uma dor ou algo parecido e fiquei admirado em ver que eu consigo responder essas indagações deles, sei lá, me sinto inspirado e consigo responder mentalmente quase todas as suas perguntas, é incrível!
    Ontem ao amanhecer me senti escorregando fora do corpo e fui parar nos pés da cama caindo para fora, então vi o meu corpo repousando na cama e me esforcei muito para subir de novo na cama e encaixar-me, se é que se pode dizer assim, novamente no meu corpo, foi difícil encaixar-me novamente, nunca havia tido essa experiência, acho que o seu texto veio a calhar nesse momento, obrigado e muita paz.

  43. Interessante esse assunto… Nunca havia me chamado atenção porque sempre lembro dos meus sonhos! Também já tive vários premonitórios, até me assustam. É muito bom ler estes post´s todos os dias, pois acabamos sempre agregando conhecimento!

  44. Este assunto é muito interessante. Para mim, uma das ideias mais fortes do Espiritismo é isso: não é preciso morrer para ser espírito, já somos espírito e toda noite entramos em contato com o mundo espiritual, aliás parece que tudo é uma mesma realidade interligada, como diz Kardec, os espíritos “estão por toda parte no espaço e ao nosso lado, vendo-nos e acotovelando-nos de contínuo.”
    Aqui no teu site Morel, uma pessoa comentou sobre o livro Viagens fora do Corpo do Robert Monroe, procurei saber mais e li o livro, é um relato impressionante. Encontrei outros livros com técnicas para realizar a projeção da consciência, mas ainda não tive dedicação para executá-las.
    O livro Viagem Espiritual II, A Projeção Da Consciência, de Wagner Borges, tem linguagem e concepções espíritas, mas encontrei outros como Experiências Fora do Corpo, do Cesar de Souza Machado, que usa uma linguagem mais científica e não religiosa sobre o assunto, nesse livro tem algumas técnicas que são bem simples.
    Eu praticamente nunca me lembro dos meus sonhos, na medida do possível antes de dormir tento mentalizar algo bom para que meu espírito, ou seja, eu mesmo, faça algo edificante durante o sono. Por acaso, hoje acordei com o despertador onde eu estava em plena atividade: estava jogando futebol, tudo parecia muito difícil, eu jogava com outras pessoas sedentárias como eu, isso explica o cansaço em que acordei. Tudo pode ter forte relação com o fato de que ontem à noite fiquei ouvindo o jogo do Grêmio, felizmente ele ganhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.