Reencarnação

Reencarnação e objetivos

caneta e caderno
Todos nós precisamos de um objetivo

Ouça este artigo na voz do autor

Todas as pessoas que realizam conquistas importantes têm nessas conquistas seus objetivos. Cada reencarnação tem alguns objetivos definidos…

Quando algum colega prestes a se aposentar diz que tem muitos planos, e que terá muitas coisas pra fazer, fico temeroso por ele. Dificilmente alguém coloca em prática um monte de planos vagos. É muito mais digno de credibilidade aquele que tem um objetivo definido.

Todos nós precisamos de um objetivo, de alguma coisa em que concentremos nossas forças, nosso poder creador. Vejo muitas e muitas pessoas que alimentam sonhos e mais sonhos, mas sem a menor perspectiva de colocá-los em prática. E a vida passa…

Todas as pessoas que realizam conquistas importantes têm nessas conquistas seus objetivos. Não chegam lá por acaso. Qualquer um de nós pode alcançar grandes coisas, desde que se dedique realmente a isso. Mas a maioria diz que quer mas não quer, seu querer não é verdadeiro, é apenas um desejo. Desejos são apenas… desejos.

É deprimente ver uma pessoa na fase de arremate da vida ainda se iludindo com o futuro, mentindo pra si mesma que um dia vai fazer tais e tais coisas. Como conseguem enganar a si mesmas por tanto tempo?

Ou então a pessoa se arrepende de não ter realizado os seus sonhos, de não ter apostado mais em si mesma, de não ter tido coragem de ir em busca daquilo que realmente considerava importante. Foi deixando, deixando, e quando viu o tempo já ia alto…

Então muitos sentimentos de culpa são desenvolvidos. Culpa pelos erros que cometeu e pelos acertos que deixou de fazer. Culpam-se pela criação dos filhos que não saiu como devia, pelos amores mal correspondidos, pela profissão ingrata que escolheram, pela falta de cuidado com a saúde enquanto era tempo, pelas vocações que deixaram de seguir, pelo entusiasmo que deixaram murchar.

Não cheguei ainda neste período da vida. Alguém pode dizer que não posso falar muito a respeito, já que não passei por isso. Mas falo da minha observação. E essa observação nem requer grandes conhecimentos e compreensão da natureza humana. Olhe ao seu redor, observe as pessoas que você conhece, olhe-se no espelho. Eu sempre tenho um à minha frente quando escrevo. Não é assim que a maioria faz? Se deixa arrastar pela vida esperando que um dia as coisas mudem? As coisas não mudam se você não mudar!

Você é o autor do seu destino. Você pode continuar como está até a conclusão desta reencarnação. E você pode transformar completamente a sua vida. Esse poder é seu. Deus lhe concedeu quando atribuiu a você o livre-arbítrio.

Você pode argumentar dizendo que as dificuldades são muitas, que há a família, pais, filhos, compromissos, contas a pagar. Eu também vivo neste mundo. Sei que as responsabilidades que assumimos nos privam de grandes aventuras. É claro que não podemos jogar tudo pro alto e correr pelo mundo (poder, podemos; mas não convém).

Mas os compromissos assumidos não nos impedem de ter um objetivo e colocá-lo em prática na medida do possível. Para despertar o nosso poder creador precisamos de um objetivo apaixonante, que corresponda aos nossos anseios. Conheço pessoas que há muitos anos prometem que vão fazer trabalho voluntário, que vão fazer determinada viagem, que terão filhos, que vão voltar a estudar, que vão fazer concurso público, que vão desenvolver a mediunidade, que vão gravar um CD, que vão parar de fumar, que vão mudar. E O TEMPO VAI PASSANDO…

Quando vencer o nosso prazo de validade aqui na matéria, teremos que voltar ao plano astral. Poderemos voltar contentes, satisfeitos com algumas realizações. Mas podemos nos dar conta de que uma maravilhosa oportunidade foi desperdiçada. Não desperdice a sua passagem pela matéria! Faça o que sabe que precisa ser feito!

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

24 Comentários

  1. Leonardo, existem tantas possibilidades quantos são os espíritos. Não há regra geral. Cada caso é um caso, pois cada um tem uma bagagem diferente. Nosso poder de escolha é limitado.
    Leia Nosso Lar e Os Mensageiros, de André Luiz. Você os encontra na aba LIVROS neste site.

  2. Olá Morel, tudo bem? – Morel eu gostaria de tirar algumas dúvidas sobre reencarnação e espero que você possa me ajudar. Ao desencarnar o Espírito fica por um tempo sozinho ou ele imediatamente se encontra com outros espíritos desencarnados?
    E poderia o espírito desencarnado escolher (caso seja necessário reencarnar) quando ele deseja voltar? Por exemplo: Eu gostaria de ficar pelo menos 100 anos sem reencarnar, é possível? Se sim, o que faria o espírito durante todo esse tempo desencarnado?

    Desde já, obrigado!

  3. Adorei sei site. Me responda uma coisa, claro, se puder. Se a reencarnação é pra o ser humano melhorar evoluir porque cada vez mais tem gente ruim no mundo? Não deveria ser o contrário? Há quantos milhares de anos estamos reencarnando, as pessoas deviam ser cada vez melhores.

  4. Poxa Morel, parece que este texto foi para mim. Mas olha, se materialmente não fiz tudo que poderia ter feito (lá atrá né) moralmente tenho plena consciência de que evoluí bastante, mas ainda estou buscando mais, obrigada pelas palavras. Fique com Deus.

  5. Ricardo, a reencarnação é um fato e não há forma de se estabelecer um Deus justo sem ela. Se tirarmos a reencarnação, o que é que nos sobra? Pense na multidão de pessoas que nascem cegas, outras surdas ou mudas, com doenças raras, sofredoras por tantos motivos, miseráveis como a população de alguns países africanos e outras pessoas que nascem tão felizes, ricas, saudáveis, brilham sempre, têm uma vida quase perfeita, será que podemos admitir um Deus justo se não for pela doutrina da reencanação? Nossas múltiplas existências nesse mundo não visam somente dar a cada um o que merece, mas também adiantar o espírito moral e intelectualmente através dos séculos para que um dia possamos entrar no mundo divino onde nosso mestre Jesus nos antecedeu. O destino de todos é o céu, desde o mais imoral e criminoso até o mais santo que já existiu. A paz do Cristo, meu irmão.

  6. Obrigada Morel, vou tentar ajuda minha filha.
    Se nessa vida ela reencarnou como minha filha é porque eu posso ajudá-la.

  7. “Todos são responsáveis por todos”. É isso mesmo. Obrigado pela contribuição, Cristina. Deus abençoe a nós todos.

  8. Olá Morel!
    Estou há mais de um mês sem acessar seu site, devido ao cotidiano corrido demais. Mas, todos os dias penso: Devo estar deixando de ler reflexões significativas, e fico torcendo para vê-las todas em um livro. Consultar um livro pra mim, mesmo em tempos tão tecnológicos, é mais fácil que estar conectada à internet. Adorei o artigo! Valioso, e como sempre com o toque cuidadoso de quem alerta para algo, e ao mesmo tempo coloca-se como aprendiz… Humildade e sabedoria de sua parte, que claramente encontra-se na devida posição: Instrutor, Promovedor de migrações para níveis mais elevados de consciência. Obrigada! Estou persistindo em um único projeto, que acredito ser verdadeiro, e quando uma circunstância eventual me desvia, fico calma e assim que possível, retorno ao ponto em que parei, dando continuidade. Desta forma tenho conseguido avançar. Em parte, graças às reflexões que aqui faço. Alguns artigos que li neste site, me tocaram definitivamente. Assim, reafirmo minha percepção de que nos lapidamos uns aos outros, estabelecendo a incrível trama existencial, onde todos são responsáveis por todos, à medida que nossos atos e forma de caminhar ficam no mundo como exemplos a serem seguidos. Oportunidade que temos para fazer o melhor possível. Obrigada sempre! Deus o abençoe!

  9. Aparecida, essas lembranças do passado são raras mas já foram documentadas por vários autores. Há um cientista, já desencarnado, que dedicou grande parte de sua vida ao estudo desses casos. Iam Stevenson; ele escreveu o livro “Vinte casos sugestivos de reencarnação”, que retrata o que se passa com a sua filha. Essa particularidade de sua filha poderia ser muito útil a outras pessoas, além de facilitar em muito a sua própria vida. Não há dúvida de que se trata de mediunidade, e isso requer estudo e dedicação. É como um excesso de sensibilidade que faz com que ela “capte” tudo o que está à sua volta. Essa pessoa desencarnada, a que você se referiu, com quem ela se identifica, pode ser uma personalidade dela própria vivida no passado. Isso se chama ressonância com vidas passadas. Nada vai se resolver se ela não se dedicar ao estudo do que ocorre com ela. Acredito que um tratamento com apometria seria muito benéfico pra ela; mas só o tratamento não basta. A mediunidade ostensiva deve ser trabalhada para ser controlada e direcionada para o bem do próximo. Fique com Deus.

  10. Boa tarde! Morel, é possível termos alguma lembrança de encarnações passadas, se edificar, encontrar semelhanças fortes com pessoas que já descarnaram. Minha filha tem 22 anos, quando criança, com seus 4 anos, tinha umas lembranças muito fortes de pessoas que ela não conhecia, de lugares que ela nunca tinha ido, hoje ela sofre muito, tem vários transtornos, pois ela se identifica muito com uma pessoa conhecida que já desencarnou, não é parente, nós, a família, não convivemos e nem conhecemos essa pessoa ela conhece a história dessa pessoa, ela me diz que até os medos que essa pessoa tinha ela tem. Minha filha tem dificuldades de se relacionar com as pessoas, até mesmo com a família, é uma jovem boa, tem um bom coração, mas faz muito mal a ela mesma, sofre, tem insônia. Ela chegou a um ponto que não dorme mais à noite, só de dia, fica perambulando pela casa até o dia amanhecer, tem medos, pesadelos. Se uma pessoa é um médium e não desenvolve sua mediunidade ela pode vir a ter transtornos no futuro?

  11. Muito interessante esse texto, sinto que tenho algo sério nesta vida para fazer e não tenho coragem para iniciar, estou com outros projetos de vida em andamento. Mas este texto me deixou reflexivo. Parabéns a você e a mim por ter lido esse ensinamento.

  12. É importante consolidar os aprendizados, mesmo que tardios, para que não precisemos repeti-los na próxima reencarnação. Antonio, a vida produtiva de um homem, hoje, se inicia em torno dos 25 anos de idade. A idade-limite para aposentadoria é 70 anos. É a idade considerada como fim da vida produtiva. Mas você conhece pessoas que estão em plena atividade em idade superior aos 70 anos. Dos 25 aos 70 são 45 anos. 45 anos de vida produtiva. Desses 45 você ainda tem 20. Os melhores 20. Você tem a seu favor a experiência, a sabedoria e a prudência que só a idade conquista. Você não pode ser jogador de futebol, construir uma família do zero ou erguer um império financeiro com 50 anos. Mas pode fazer muitas e muitas coisas. Pode iniciar e praticar projetos. Pode fazer caridade, ensinar, aprender, fazer coisas que não se tem coragem ou desenvoltura suficientes para fazer quando se tem vinte ou trinta anos. Dá tempo de fazer muito…

  13. Gostaria de ter lido este texto em janeiro de 1977, já passei dos 50 e é bem chato chegar à conclusão de que passei longos anos como que hipnotizado, dormindo, errando tanto. Constatar que só colocarei em prática muita coisa na próxima encarnação me deixa chateado, bem chateado mesmo.
    Obrigado por dividir seus conhecimentos, suas reflexões.

  14. Esse texto foi bastante reflexivo, sempre é bom ouvir coisas assim quando percebemos que estamos “parados” e não buscando realizar efetivamente nossos sonhos.
    Parabéns pelo site! Uma excelente fonte de conhecimento espírita!
    Abraços.

  15. Meus parabéns pelo texto, Morel. Estamos vivendo uma agitação constante, parace que o tempo não é o suficiente, acabamos adiando nossos sonhos, tem momentos em que devemos parar e refletir sobre o que realmente queremos para nossas vidas. ABRAÇOS.

  16. Morel, tenho aprendido muito com você estou iniciando na doutrina espírita e os temas que aborda tem me ajudado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.