Comportamento, Reencarnação

Se você desencarnasse hoje…

 

caixão no velório
E se você desencarnasse hoje?

Se você desencarnasse hoje, você estaria bem consigo mesmo?

Que nota você daria para o ano que está chegando ao fim? Foi um bom ano pra você? Eu espero que sim. Temos mais alguns dias até 2013, e dias importantes. É época de compras, de festas, de agitação e calor, muito calor.

Este ano, além do natal e ano-novo, há o tão esperado dia 21 de dezembro. Há muita expectativa sobre esta data. Muitas pessoas aguardam algo de extraordinário, uma catástrofe apocalíptica. Mas muitos esperam por uma mudança positiva, um divisor de águas na vida espiritual da Terra. Vamos aguardar…

Mas a pergunta lá de cima está valendo. É muito importante terminar o ano com saldo positivo, acrescentando conquistas em nosso passeio pela Terra. Essas conquistas podem ser materiais, intelectuais, culturais, familiares, amorosas, morais…

Mas acho que o importante mesmo são as conquistas morais. Todo o resto também é importante. Vivemos num mundo material, então precisamos viver de acordo com a materialidade e as coisas boas que ela oferece: conforto, beleza, prazer. Aprender também é muito útil, muito louvável. Mas o que realmente nos importa são os valores morais. Até porque eles nos acompanham sempre, muito além desta reencarnação.

O melhor modo de você analisar o seu saldo moral é se perguntando que nota você se daria se desencarnasse hoje. Se você partisse hoje, você se sentiria bem consigo mesmo? Acharia que sua vida foi bem proveitosa? Teria muitos arrependimentos?

Imagine seus entes queridos organizando o seu funeral, lamentando o seu desenlace. Você realmente faria falta? Teria coragem de se encontrar frente a frente com aqueles que partiram antes de você? É claro que nunca dá tempo de fazer tudo o que gostaríamos, mesmo que todos fôssemos longevos como o Oscar Niemeyer.  Mas deu tempo de você fazer alguma coisa, pelo menos? Você conseguiu pôr em prática uma ou duas coisas que havia planejado?

E tem aquelas coisas que vamos deixando pra amanhã, pra outro dia, pra quando tivermos tempo: se você desencarnasse agora, muitas dessas coisas ficariam pendentes? Você deixou de pedir desculpas pra alguém? Você desfez aquele mal-entendido, que tantos aborrecimentos causou? Você deixou claro, bem claro, para as pessoas que você ama, que você as ama muito, muito mesmo? Que apesar das pequenas contrariedades do dia-a-dia você as respeita, e admira, e que gostaria de viver ao seu lado novamente, em outra oportunidade?

Se você estivesse partindo agora, teria aproveitado suficientemente as pequenas coisas amoráveis e valorosas que a matéria oferece? Lembre-se que você não sabe exatamente como é o lugar para onde você está indo, agora que desencarnou. Você deu o devido valor à beleza do Sol, e das flores coloridas e perfumadas, do cheiro do jasmim e da flor de laranjeira? Você deu o devido valor ao canto dos pássaros, ao cheiro de terra molhada quando chove numa tarde de verão como a tarde de hoje, ao cheiro da grama recém cortada, à brisa fresca na sombra mansa debaixo de uma ramada?

Se você desencarnasse agora, talvez lamentasse não ter tomado o seu último banho de chuva, não ter andado de bicicleta, não ter brincado o suficiente com seu filho. Há uma infinidade de coisas maravilhosas neste planeta maravilhoso! Mas o que mais pesaria, acredite, seria a sua consciência. Assim que você se desse conta de que desencarnou, você lamentaria o mal que praticou e o bem que você deixou de fazer.

Você também fez coisas boas, é verdade. Espero que as coisas boas que você fez prevaleçam, que seu saldo seja positivo. E, já que a sua hora não chegou ainda, dá tempo de você fazer algumas dessas coisas que você lamentaria não ter feito. E você pode fazer muito mais. Você pode fazer a diferença. Você é capaz de muito, muito mais do que já fez. Se você desencarnasse hoje e olhasse rapidamente para trás, você teria certeza disso. Você daria tudo pra ter uma nova chance, daria tudo pra começar de novo. Então comece! Quer uma data? Quer um evento marcante na sua vida, para um recomeço?  Aproveite esse dia 21, tão esperado, e faça o seu divisor de águas, faça deste dia o marco entre o antes e o depois na sua vida. 

Voltando à pergunta lá de cima: Você já sabe que nota dar ao ano que se aproxima do fim?

P. s. Escrevi este artigo no dia 27 /11, o Oscar Niemeyer desencarnou no dia 05/12…

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

19 Comentários

  1. Se eu desencarnasse hoje? Sinceramente não sei se o saldo seria positivo ou negativo, não sinto ódio, raiva de ninguém, nem mágoa, errei como todas as pessoas, já tive comportamentos dos quais não me orgulho absolutamente nada, mas também afirmo com muita consciência de que aprendi com tudo o que fiz. Sou grata a Deus absolutamente por tudo em minha vida e estou me tentando melhorar a cada dia que passa.

  2. Se eu desencarnasse hoje, muita coisa, muitas tarefas ficariam por fazer, o meu desejo de viajar, aprender, conhecer novos países e novas culturas e poder ser acompanhada nessas jornadas com a minha família. Tenho um desejo que gostava de cumprir ainda nesta existência, que é o de ver uma aurora boreal… Coisa mais linda! Deus proporciona nos coisas maravilhosas… A natureza, os animais…
    O comentário de Josiane fez me lembrar a forma como eu também encaro os velórios. Li, algures, que a forma como encaramos o velório dos outros tem a ver com a forma como encaramos a nossa própria ” morte” . Eu, por exemplo, em velórios é muito raro chorar pelo que partiu, crio mais empatia com o sofrimento de quem cá fica. Normalmente, ao fim de dois dias já estou a agonizar e já só quero que enterrem a pessoa, para mim não faz mais sentido aquele ritual de despedida. E não tenho complexo de entrar dentro da igreja ou capela. Mas uma coisa que não consigo, nem mesmo com a minha avó, não consigo tocar no corpo, pois a sua carne fria faz me muita impressão. Já o meu marido, nem consegue mesmo entrar dentro do velório e ele diz tem pavor de morrer. Como a mãe dele desencarnou devido a crânio aos 36 anos, ele tem paranóia que também vai embora com cancro também e com a mesma idade… Bem 36 anos ele tem agora… Eu digo lhe que ele não pode ter essas ideias na cabeça, mas ele tem a impressão que vai desencarnar novo? Possivelmente algum resíduo de existências passadas…

  3. Josiane, aprendi a não dar importância demasiada ao que os outros pensam. Se tenho convicção de que minha atitude é correta devo sustentá-la. Só abro mão disso se for para evitar conflitos consideráveis. Minha visão sobre o velório é semelhante à sua. É como um nascimento, só que para o outro lado. Mesmo que a existência de quem está partindo não tenha sido das mais úteis e produtivas, sempre há algo a ser valorizado e aproveitado. E o nosso pensamento e estado de ânimo, como você lembrou, exercem notável influência sobre o desencarnante. O velório não é momento de lamentações. É hora de mentalização de paz e boas energias, para auxiliar a quem está partindo, a quem está ficando e aos trabalhadores desencarnados em sua tarefa de acompanhamento e socorro.

  4. Olá Morel, tentei encontrar no seu site alguma coisa específica sobre velório e não achei nada. Tenho alguns questionamentos que gostaria muito do teu auxílio! Morel, tenho grandes dificuldades para ir a um velório, não sei me comportar, ou melhor, me sinto uma extraterrestre neste tipo de ambiente. Sei que como espíritas devemos ser caridosos e compreensivos com os familiares, no entanto, tento pensar no desencarnado com alegria, nos momentos em que ele esteve presente entre nós, para dessa forma tentar lhe passar energias boas, mas diante de tantas lamúrias e sofrimentos nesses ambientes, parece que somos vistos, taxados como pessoas frias! Seria egoísta evitar de ir a velórios? O que você pensa sobre isso?

  5. Se eu desencarnasse hoje seria muito negativo mesmo, pois tenho ainda muito que aprender. Tenho, embora nao queira, o coraçao cheio de mágoas, revoltas por ter sido crédula demais. Peço sempre ajuda aos meus guias protectores e amigos e a DEUS QUE ARRANQUE DE VEZ A LEPRA DO MEU CORAÇAO EM ORAÇOES MAS SEI QUE SOU ABENÇOADA POR ELE, PAI NENHUM DEIXA SEU FILHO SEM AJUDA «MAS DEVERAS NAO ESTOU PRONTA À MUITA COISA PARA ACERTAR NA MINHA VIDA««««

  6. Se eu desencarnasse hoje, Morel, acho que meu saldo seria positivo, tento ajudar todas as pessoas que me são próximas e mesmo aquelas que não são, mas que cruzam o meu caminho e sinto que mereçam… tento não fazer o mal nunca, mas tenho meus defeitos sim, um deles, por exemplo, é ser muito exigente e perfeccionista… também cobro muito isso das pessoas que convivem comigo, outra coisa de que me envergonharia é do meu armário… teria vergonha lá do plano espiritual que meus familiares descobrissem que tenho muitas roupas novas que ainda nem foram usadas, muitas bijuterias, sapatos e bolsas… estou sempre doando muitas coisas, para minhas irmãs, para a caridade, mesmo assim ficaria envergonhada… estou em uma luta constante para adquirir menos coisas sem necessidade… mas ainda é difícil para mim. Abraço.

  7. Que bom saber que teu saldo é positivo. Sinal de consciência tranquila, cumprimento do dever. Um abraço carinhoso, querida Marlowa!

  8. Sabe, por muitos exemplos teus, meus saldo é positivo.
    Mas com certeza se eu pensar que não vou acordar amanhã, penso que em melhorar: sinto por vezes mágoa/raiva e julgo muito.
    Sol, chuva, vento, mar… Se eu puder ficar bem idosa vou amar sempre!!!!
    E também, se eu acordar…., conhecer um homem que em suas qualidades estejam: ser companheiro!!!
    Coisas materiais: só trabalhando! Se eu acordar…..
    Isso tudo se for por aqui(terra)…se não for…vou fazer o possível para não ficar: magoada!

    Um abração!!!

  9. Se eu desencarnar hoje? Pra mim normal, eu espero todos os dias à hora que levanto e à hora que me deito… é normal, e vou ter que ir mesmo quando chegar a minha hora. E é só aguardar o momento que tiver que ser, que Deus já marcou!

  10. Creio que não estou pronta. Não por pedir perdão ou perdoar alguém, pois não guardo rancor nem mágoas e faço de tudo pra não machucar meus semelhantes. Mas gostaria de fazer mais pelas pessoas, pois é muito bom ser útil e estar pronto pra ajudar seja quem ou como for. Sempre digo que a terra é sagrada para sermos pesados a ela. Então temos que produzir nossos frutos.

  11. FIQUEI MEIO PERDIDA, MAS CONFESSO QUE MEU SALDO ESTÁ BAIXO. PRECISO MUDAR EM MUITAS ATITUDES QUE AINDA INSISTEM EM FAZER PARTE DA MINHA ROTINA. PRECISO MUDAR ISTO URGENTEMENTE ENQUANTO TENHO TEMPO!!!

  12. Acredito que evoluí um pouco e tenho plena consciência que há muito ainda que evoluir. O mais importante é que assumi e assimilei, não sei quantos encarnes levarei para isto, mas pouco importa, o que importa é fazer pouquinho em pouquinho com uma frequência cada vez maior. Hoje tenho tranquilidade de saber que algumas mágoas que eu tinha com pessoas próximas, foram devidamente superadas. É ótimo se sentir mais leve, se livrar das amarras e limpar um pouco mais o coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.