Colaboradores, Sexualidade

Uma opinião espírita sobre o adultério

visão espírita do adultério
Hiago Freitas nos oferece uma opinião sobre o adultério e suas consequências apoiado na doutrina espírita.
Neste ano de 2014 estarei envolvido com outros projetos, entre eles a produção de vídeos para o meu canal no Youtube. Tenho este canal há algum tempo apenas com os áudios deste site. A partir de Março passarei a postar vídeos com o estudo e a análise do Evangelho segundo Lucas. Convido você, desde já, a inscrever-se no meu canal no Youtube. Enquanto isso, quero apresentar a você o Hiago Freitas, que tem feito um belo trabalho no Blog À Luz da Seara. Boa leitura!
Morel Felipe Wilkon

Nos enredos do sexo: adultério

ARTIGO DE AUTORIA DE HIAGO FREITAS
Quando pensamos em adultério, o primeiro pensamento pode ser a da conhecida passagem de Jesus e a mulher adúltera. O Mestre, sabiamente, conduziu uma situação normal para época, o apedrejamento, à reflexão dos acusadores. Contudo, atualmente, dois milênios depois, o que nós temos a refletir sobre o adultério?
 
Não é difícil conhecer pelo menos um caso de relacionamento extraconjugal. O homem o faz por pura sensualidade e desrespeito, já que a cultura em que vivemos parece protegê-lo. A mulher, pela liberdade e igualdade que vem obtendo, merecidamente, cai na mesma sintonia, infelizmente, como ”se houvesse conquistado o direito de trair”. 
 
A materialidade que fala mais alto na hora da traição e o respeito que se faz ausente, assim como a prostituição, denunciam a fragilidade e a ignorância moral do ser humano. Quando ocorre, o outro não precisa saber para existir consequência. O próprio adúltero grava, em si mesmo, o gesto, físico ou mental (pensamento), variando com o despertar de consciência de cada um a sensação de culpa.
 
O que observo, entretanto, é a normalidade do extraconjugal em muitos relacionamentos aparentemente sólidos da sociedade. Neste caso, a pessoa traída pode até mesmo descobrir, mas, por comodidade, nega. Nega também a sua dignidade. E o outro, adúltero, vive duplamente em uma história de duas farsas. 
 
traição
Vá e não peques mais…

O ato impensado da traição constrói carma e destrói afetividades, pois a ”quebra da confiança”, mesmo no caso do parceiro convenientemente conivente, acarreta afastamento emocional inevitável. E quando atinge o status de normal, habitual, o espírito embrutece-se. Metaforicamente falando, cega-se – temporariamente – para a gravidade do que faz.

 
Ao trair, consideramos sempre que estamos atingindo o outro, mas, na verdade, atingimos também a nós mesmos. Nenhum ato impensado passa em branco no Universo. Nossa consciência jamais dorme. Acordemos, então, para uma realidade que não se palpa por sensualismo grosseiro e frieza. 
 
Não existe desculpa para justificar a falta de respeito a si mesmo e a alguém com quem nos comprometemos. A cobrança deve ser pessoal: de você para você. Jesus não julgou a mulher adúltera, livrou-a das pedras. E recomendou: ”vá e não peques mais”. Portanto, sem julgamento, nos detenhamos exclusivamente a vigiar a própria consciência, sem persistir no pecado da traição, que se faz incompatível com quem detém esforço para se espiritualizar.
Para ler os artigos anteriores de Hiago Freitas sobre este tema, clique nos links abaixo:

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

15 Comentários

  1. Olá Morel!

    Hoje descobri esse site maravilhoso e não pude deixar de ler as matérias que se apresentam aqui. Tenho de confessar que existe um tema em especial que chamou minha atenção e que particularmente bateu forte em mim. Por ser um assunto extremamente íntimo, o qual não jamais comentei com ninguém, não me sentiria à vontade de expor meus sentimentos de forma tão aberta. Por essa razão, eu poderia também como a Aracelli enviar um e-mail para você contando a minha história? Muito Obrigada Morel e que Deus lhe abençoe.

  2. Ola Morel!
    Há um certo tempo venho visitando seu site, e quanto conforto vem me trazendo, mas também causando uma dor muito forte em meu íntimo, pois aqui encontrei temas que foram tratados de forma muito intensa e que mexeram muito com minha consciência, e que têm relação com a minha vida.
    Vejo que você sempre tem atenção e carinho em responder a todos que aqui vem em desabafo, em questionamentos, em colaboração.
    Gostaria muito de expôr o que se passa comigo, e poder ouvir de você uma palavra sincera e amiga, que tanto meu coração vem buscado ouvir, mas por vergonha em expôr o que acontece, tenho sozinha amargado dor profunda.
    Como disse, tenho uma vergonha íntima muito grande, sobretudo de expôr assim publicamente. Se não for lhe trazer demasiado transtorno, poderia me passar seu e-mail para que pudesse dessa forma conversar contigo???
    Desde já agradeço a atenção.

  3. Depende do espírito, Joana. Há espíritos que fazem como que uma “leitura da aura”, percebendo o que se passa no íntimo dos outros. Outros espíritos, no entanto, não percebem mais do que conseguimos perceber enquanto encarnados.

  4. Acho que algumas mulheres se envolvem em um relacionamento extraconjugal o fazem menos por quererem fazer uso de uma liberdade e mais em busca de amor. Essa afirmação não busca justificar esse comportamento, mas apenas solicitar uma reflexão sobre a solidão e a busca de um mínimo de atenção que às vezes as levam a envolver-se na situação do adultério, que só vai lhes causar mais sofrimento e solidão que se estivessem permanecido sozinhas.
    Muitos homens atualmente não conseguem vislumbrar a importância de uma família amorosa e a felicidade que essa família pode trazer para suas vidas e passam de um relacionamento frugal a outro interessados apenas em colecionar parceiras sexuais.
    Isso causa na maioria das mulheres uma sensação de frustração e desespero tão grandes que até mesmo a famosa e batida desculpa do meu casamento não vai bem, mas não sei como terminá-lo sem fazê-la sofrer passa a ter conotação atenciosa: diferente da maioria dos homens que passaram em minha vida, ele tem consideração pela esposa.
    É muito triste que vivamos um momento em que o egoísmo e a vontade de satisfazer rapidamente os desejos impere. Resta a nós observarmos nossos pensamentos e ações para não nos deixarmos influenciar por essa energia. Orar sempre e pedir a nossos protetores a força necessária para enfrentar os desafios diários.

  5. Perfeito. Simples, objetivo, direto e verdadeiro. Quem passou por isso sabe muito bem. Desnecessárias estas atitudes. A verdade, o respeito, o querer ao próximo o que deseja para si mesmo, isso sim é atitude madura, evolutiva. Um dia aprenderemos… todos nós.

  6. O Evangelho nos traz uma lição sobre o adultério além do que o colega também publicou, a palavra adultério e o texto do evangelho vai além da relação extra-conjugal, levando em conta também as situações, coisas, e tudo aquilo que adulteramos com intenção de conseguir algo em pró, com a subtração de outrem em favor próprio, o adulteração da palavra, do sentimento, dos bens materiais em geral, enfim, adulterar com intenção de se obter vantagem própria.

    abraços

    Paulo

  7. Vá e não peques mais, tentar não julgar. O rastro que o adultério deixa é devastador, depois que acaba a confiança fica difícil continuar com o relacionamento, não sei se estamos preparados para renunciar o que o outro fez, esquecer realmente o adultério. Observo que as pessoas casam mas sabem o porquê estão se casando. O amor é muito importante caso queiram se unir com outra pessoa.

  8. Que bom entrar no site e achar um texto novo! Parabéns ao Hiago que está compartilhando seus conhecimentos e sucesso para o Morel, nesse novo projeto! Particularmente, posso afirmar que já evoluí nesse sentido, não vejo outra coisa em uma traição que não seja dor e sofrimento, sem contar nas pessoas envolvidas, principalmente os filhos. Ninguém consegue ser feliz vivendo assim, sem respeito, sem dignidade, devemos ser para os outros o que gostaríamos que fossem para nós. Também tem a lei do retorno. Abraços!

  9. Seus textos são muito esclarecedores e me ajudaram muito, vieram exatamente na hora em que eu mais precisava me fortalecer naquilo em que acredito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.