Comportamento, Evangelho

Goste mais de você mesmo!

amor-proprio

Artigo publicado originalmente em 29/10/2012

Ouça este artigo na voz do autor

Você sabe qual é a coisa mais importante na sua vida? Eu sei. Fazer bem a você mesmo. Ser bom para você mesmo, gostar de você mesmo. Isso é o que há de maior, de mais profundo, de mais urgente na sua vida. Goste mais de si mesmo!

– Mas e os deveres morais, e as obrigações para com o próximo, os erros de reencarnações passadas a resgatar?

O seu primeiro dever é consigo mesmo. A sua primeira obrigação é estar bem consigo mesmo. Os erros cometidos por você, nesta ou em outras vidas, você só terá condições de resolver e compensar se você estiver bem. Você precisa estar muito bem consigo mesmo para ter condições de auxiliar aqueles que o cercam.

nenem se olhando na frente do espelho
Gostar de si mesmo é indispensável

Isso parece egoísta? Egoísmo é pensar no ego, pensar só em si, viver para si. O espiritismo considera o egoísmo como o pior defeito humano. O único defeito que compete com o egoísmo frente a frente é o orgulho. Mas ninguém está propondo o egoísmo. Você sabe que tudo na vida funciona melhor em equilíbrio. Comer, beber, tomar sol, fazer sexo, estudar, trabalhar, tudo isso requer equilíbrio. Nem muito, nem pouco.

Egoísmo é pensar só em si, querer para si em detrimento do outro. Sabemos que isso é loucura. Ninguém pode ser feliz assim. Mas você deve cuidar, em primeiro lugar, de si mesmo. Quem prega diferente disso ou é um iluminado em missão na Terra ou é ingênuo, pra dizer o mínimo.

Jesus nos disse que devemos amar ao nosso próximo como a nós mesmos. Mesmo quem não é cristão sabe que se esse mandamento fosse cumprido, a paz na Terra estaria estabelecida. Mas só haverá paz e amor se amarmos muito ao nosso próximo. Não adianta apenas aturá-lo, ou gostar dele um pouquinho. É preciso amar de verdade ao nosso próximo. Desejar a ele, com sinceridade, sucesso em todas as áreas da vida. Perdoar a ele qualquer ofensa ou erro ou bobagem que tenha nos dito. Estar à sua disposição para ajudá-lo, quando ele pedir nossa ajuda.

Se devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos e se o amor ao próximo deve ser grande e verdadeiro, é lógico que devemos amar muito a nós mesmos. Nós somos a medida do amor que devemos direcionar ao nosso próximo.

Então goste mais de si mesmo! Goste de você como você é. Isso não quer dizer que você não precisa aprimorar-se, melhorar-se cada vez mais. Mas lembre-se de que você é sua única companhia permanente, eterna.

Respeite mais a si mesmo! Respeite seus gostos, suas crenças, seu modo de pensar e de viver. Analise a si mesmo pra ver o que deve ser mudado, quais hábitos não lhe servem mais. Mas não deixe de ser quem você é só porque você difere do padrão imposto pela sociedade.

Faça o bem a você! Acho que o melhor bem que alguém pode fazer a si mesmo é instruir-se, adquirir conhecimentos, entrar em contato com novos pensamentos, novos pontos de vista. Mas essa é minha opinião. Você tem a sua, e é ela que importa pra você.

Mas a melhor maneira de gostar de si, de respeitar a si e de fazer o bem a si é gostando, respeitando e fazendo o bem ao próximo. Compreendendo, aceitando, sendo tolerante com as diferenças. É assim que crescemos de verdade. É assim que desenvolvemos o amor por nós mesmos. Nada dá tanto gosto de viver como quando conseguimos colocar isso em prática. 

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

17 Comentários

  1. Suzana, para falar com propriedade sobre depressão psicótica e esquizofrenia eu teria que ter formação na área; não tenho. O que posso lhe assegurar é que todas as doenças tem como causa a desarmonia do espírito. As pessoas que conheço que foram diagnosticadas como esquizofrênicas são médiuns que não estudaram, não se dispuseram a estudar, conhecer e controlar a mediunidade.

  2. Boa tarde, amigo Morel, solicitamos autorização para divulgar o seu trabalho em nossa web rádio Espiritismo Andradina, que estará no ar no mês de janeiro de 2016.

    Ficaremos grato.
    Muita Paz.

  3. Olá Morel,
    Novamente agradeço seus artigos, são de muita valia para mim, e sempre vêm na hora que eu mais preciso ouvir, esta semana já ouvi isso inúmeras vezes, só essa semana… Não estou sabendo como fazer, já segui conselhos seus que recebi aqui, no centro espírita, em casa, enfim… Me odeio tanto, às vezes menos, às vezes passa, tento trocar pensamentos negativos por positivos, escuto palestras de Divaldo Franco na internet, leio o evangelho, mas essa aflição toma conta de mim, não me gosto, me saboto…
    Obrigada e parabéns, siga sempre com suas palavras, certamente ajudam muito.

  4. Morel, fale um pouco de depressão psicótica, se tem a ver com espiritualidade. Ouço vozes e acho que é esquizofrenia.

  5. Olá, Morel.
    Seus textos são simples, mas de um aprofundamento incrível. Sempre o acompanho e admiro a sua forma de transmitir o que você acredita e vivencia. Somos todos irmãos que caminhamos para a luz, portanto, fazer o bem é difícil, mas é uma tarefa que cabe a todos nós para o caminho do progresso e da luz. Gostaria de saber se você tem livros editados!

  6. Morel, adoro seus textos ,de verdade, você explica os ensinamentos espíritas e cristãos com muito esclarecimento. Parabéns! Tenho apenas 17 anos e receio em dizer que há pouco tempo atrás fui “ingênua” como você citou, pois não sabia essa máxima verdade, afinal, se eu não gostar de mim ,me respeitar, quem fará isso por mim? ninguém… e graças a Deus estou cada dia mais me respeitando, me amando, me valorizando… acho que isso foi o que mais tem me ajudado na minha caminhada individual.

    Beijos

  7. Janaina, os livros Entre a terra e o céu e Sexo e destino, de André Luiz, embora não sejam dirigidos especificamente a este tema, abordam as dificuldades que criamos para nós mesmos no campo dos relacionamentos por conta de nossas atitudes equivocadas.

  8. Olá Morel! Em umas das minhas buscas sobre relacionamentos e espiritismo encontrei seu trabalho, parabéns primeiramente.

    Sobre o artigo, acredito sim que primeiramente devemos nos amar para podermos ser amados… toda ação tem uma reação, somos um campo de energia (nós, o outro e DEUS ou o universo quem assim prefere). Sei que o fato de não ter alguém se deve a algo que preciso evoluir, mas não consigo saber o que. Qual livro me indicas para mais esclarecimentos?
    Abraços.

  9. Deise, é claro que ainda não compreendemos o verdadeiro amor. Mas vamos o entendendo aos poucos, conforme o proveito que fazemos de nossas experiências. E é bom lembrar que as pessoas iluminadas já aprenderam o que nós estamos aprendendo hoje. Elas não são melhores que nós por natureza, mas pelo seu próprio esforço. Obrigado pelo comentário.

  10. Algo que me fez pensar bastante: Muitos falam que amam, que se deve amar, mas não compreendem a verdadeira nobreza deste sentimento (como eu!). Amar de verdade é para pessoas realmente ILUMINADAS.

  11. Raquel, um dos nossos maiores desafios é alcançar o equilíbrio. Isso não acontece de um dia pro outro. Quem sabe se não é esse justamente o objetivo principal da sua vida? Se fosse fácil, não precisaríamos estar sempre nos lembrando de coisas que, no fundo, já sabemos. Se fosse fácil alcançar o equilíbrio em nossas relações, você não apreciaria este artigo; ele seria banal pra você. Nosso consolo é que já nos conscientizamos (pelo menos na teoria, como você diz). Muitas pessoas leem um artigo como este e não entendem nada, ou interpretam de maneira errada. O seu caminho é ainda mais longo que o nosso…

  12. É a máxima verdade mesmo. Um dos maiores ensinamentos do Cristo. E quantas vezes amamos o outro e nos anulamos nos sentindo infelizes? E que felicidade podemos transmitir se não a temos? No entanto, é uma das coisas mais difíceis pra mim por exemplo. Sempre estando preocupada com o que vão pensar, se vou magoar, se vou atrapalhar… E no final das contas, tanta preocupação faz com que no fim eu acabe magoando e atrapalhando. Espero um dia adquirir essa consciência na prática e não só na teoria. Adoro seus textos! Parecem sempre se encaixar com o que preciso “ouvir” naquele momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.