Mentalismo

Espiritismo e o subconsciente

subconsciente visão espírita

Morel Felipe Wilkon

Ouça este artigo na voz do autor

Você conhece o poder do subconsciente? O que o Espiritismo pode nos dizer sobre o subconscienteAndré Luiz nos afirma que o subconsciente é a soma de todas as nossas vidas. O conjunto de nossos conhecimentos e experiências compõe a nossa mente subconsciente. Se é verdade que plantamos o que colhemos, também é verdade que somos o resultado do que construímos. A mente subconsciente é o passado em nosso presente.

Você sabe o que é o subconsciente?
André Luiz nos afirma que o subconsciente é a soma de todas as nossas vidas

É o subconsciente que determina nossos hábitos e os procedimentos automáticos que realizamos todos os dias. O funcionamento dos nossos órgãos, as reações que temos a determinadas pessoas, coisas ou ideias são fruto do nosso subconsciente.

Todo pensamento, imaginação ou atitude marcante ou fortemente repetida fica gravada no subconsciente, passa a integrar a realidade do nosso subconsciente. A mente subconsciente não distingue verdade ou mentira, não faz diferença entre imagem real e imaginação, não vê diferença entre o sim e o não. Um exemplo dos mais usados: Pense em bicicleta. Bicicleta vermelha. Pensou? Agora não pense em elefante azul. Não pense, não imagine um elefante azul voando. Percebeu? O não não existe…

Para o subconsciente é a mesma coisa um acontecimento real, vivido por você, e uma cena ou conjunto de cenas fortemente imaginadas, cheias de detalhes, som e colorido. O subconsciente não sabe distinguir o que aconteceu de fato e o que é apenas produto da imaginação.

A mente subconsciente guarda os dados desta vida e das reencarnações passadas. Está tudo registrado em algum canto a que você não tem acesso. Esses dados se manifestam através do nosso jeito de ser, do nosso comportamento, nossas manias e fobias, nosso conjunto de crenças e valores.

Através da oração podemos reprogramar o subconsciente. A oração mais eficaz é sempre a oração sentida profundamente. Não é a quantidade de palavras proferidas que dá eficácia à oração. Ao orarmos devemos agradecer pelo que já conquistamos, agradecer às dádivas de Deus, e agradecer pelas coisas que queremos conquistar como se já as tivéssemos alcançado. Se imaginarmos fortemente, detalhadamente, as coisas que queremos alcançar, sentindo-nos gratos por tê-las alcançado, criaremos uma realidade no subconsciente onde essas coisas que queremos já existirão.

Esse estado de receptividade é fundamental para a eficácia da oração. Nossa mente subconsciente ativa a Lei de atração, removendo obstáculos que se interponham entre nós e a coisa a ser conquistada. Os espíritos que porventura possam nos auxiliar na questão também precisam que estejamos receptivos, abertos, sem barreiras.

Tudo começa pelo nosso pensamento, sempre. Tudo o que queremos e o que não queremos, antes de se tornar realidade, é pensamento. Nossos pensamentos são os principais elementos formadores do nosso subconsciente. Modificando o nosso padrão de pensamentos estaremos alterando a nossa vida, pois a mente subconsciente reproduz, para a realidade, os dados com que a abastecemos ininterruptamente.

O maior desafio para quem descobre a importância do pensamento em sua vida é justamente controlar os pensamentos, dar novo rumo a eles. Isso não se faz de um momento pro outro, é preciso muita persistência e algum tempo. Afirmações positivas são de grande valia, especialmente imediatamente antes de dormir e imediatamente após acordar, por serem os momentos em que nossa mente consciente ainda não está em pleno funcionamento e sobra mais espaço pro subconsciente ser influenciado.

Talvez o maior segredo para controlar os pensamentos esteja na observação das nossas emoções. Geralmente são as emoções que determinam o nosso padrão de pensamentos. Emoções como raiva, tristeza, alegria, euforia, desencadeiam correntes de pensamentos onde uns puxam os outros, ininterruptamente. Assim, ao percebermos uma emoção negativa, é bom trocarmos de atividade, fazermos outra coisa, na tentativa de modificar o estado emocional e dar novo rumo aos pensamentos. 

Se você acha que este artigo pode ser útil a alguém, compartilhe!

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

26 Comentários

  1. Morel, este artigo é um auxílio à muita gente. A lei de atração é uma verdade que pode ser facilmente confirmada, assim como a gravidade. É uma coisa impressionante e muito utilizada na área empresarial. Nós sempre estamos usando a Lei de atração, seja consciente ou inconscientemente. Por isso, devemos sempre pensar coisas boas e como você bem disse, cuidar das emoções. Uma dica para quem tem dificuldades em gerar boas emoções é escrever em um pequeno diário três coisas diferentes pelas quais você é grato todos os dias durante 28 dias, isso auxiliará as pessoas a verem as coisas positivas no seu dia a dia e mudar seu padrão cerebral, é uma técnica de Harvard, simples e funcional. Outra dica, é as pessoas visualizarem todos os dias antes de dormir a concretização de um desejo pela qual elas estejam se empenhando em conquistar, como um emprego melhor, uma promoção ou melhores vendas nos negócios. Essa segunda dica é retirada do Livro de Dale Carnagie. Fique com Deus e saiba que tenho aprendido muito com você através deste site, muito obrigado.

  2. Boa tarde,
    Antes de qualquer coisa, gostaria de agradecer a atenção.
    Sou médium, faço parte da doutrina do santo daime e estou buscando minha reforma íntima. Tenho uma pergunta muito particular a fazer sobre o subconsciente. Teria como você me responder no meu e-mail e depois eu lhe fazer a pergunta?! Obrigada.

  3. Ei Morel, obrigada pelas dicas. Estou lendo o livro de Joseph Murphy e estou treinando. Vou procurar pelo outro livro. E sobre o estudo da mediunidade, estou me desenvolvendo aos poucos, e talvez assim a espiritualidade me ajude também.

    Deus te abençoe hoje e sempre.
    Abraços Fraternos!!!

  4. Ester, permaneça estudando no centro espírita, isso ajuda no equilíbrio. Se você ler os comentários anteriores, verá dois livros que considero importantes em termos práticos. O fundamental é disciplina, e há exercícios nestes livros que facilitam este processo. Não exija demais de você mesma. Em nosso estágio evolutivo, não conseguimos, ainda, sermos bons em tudo.

  5. Olá Morel! sou estudante de Engenharia Ambiental. Tenho percebido em mim, com o passar dos anos, a minha dificuldade de aprender. Passei a fazer tratamento médico mas não fui diagnosticada. Na casa espírita em que frequento estudo a mediunidade afim de um dia ser uma trabalhadora da casa em prol do bem. Mas, essa questão de dificuldade no aprendizado tem afetado muito minhas notas. Também tenho medo do fracasso, e acho que acabo atraindo o mesmo para mim. Será que é possível você me ajudar? Há algum exercício mental que eu possa fazer para espantar esse medo e conseguir ser uma aluna melhor? Não quero ser a melhor da turma, mas quero compreender melhor as matérias e quero ser uma boa Engenheira.

    Desde já agradeço.
    Abraços Fraternos.

    Ester.

  6. Muito obrigado Morel.
    Irei a uma entrevista na Casa Espirita que frequento e indicarei este tópico aos irmãos para que possamos ter mais informações sobre essa sensibilidade.
    Muita luz meu amigo!

  7. Edson, o primeiro sintoma da mediunidade – primeiro no sentido de primário, inicial, não desenvolvido – é justamente essa sensibilidade superaguçada. O médium é, antes de tudo, um ultrasensível. Não acredito que isso tenha a ver com possíveis ocorrências de outras existências. Me parece que você “capta” as vibrações locais, que no ambiente hospitalar são, evidentemente, bastante acentuadas. Em relação à coleta de sangue, especificamente, pode ser a mesma coisa. Uma sensibilidade imaginativa maior do que o normal.
    Eu, como doador de sangue, sempre levo um livro para “me distrair” na hora.

  8. Tenho muita sensibilidade em ambientes hospitalares e principalmente quando preciso fazer coleta de sangue para exames.

    Isso vem desde criança.

    Estas duas condições me fazem passar muitas vezes por situações de certa vergonha, entende?

    Já cheguei a pensar em alguma encarnação sofredora que talvez eu tenha vivenciado.

    Você já chegou a saber de algo parecido?

    Te agradeço pela atenção!

    Um abraço,

  9. Ademilton, não tenho nenhuma dessas formações. Quanto aos livros, O poder do Subconsciente, de Joseph Murphy, e O Poder Infinito da sua Mente, de Lauro Trevisan. Ambos estão disponíveis em PDF na internet.

  10. MOREL, parabéns.
    Uma pergunta, você é psicólogo ou psiquiatra?
    Pergunto isso porque estou trabalhando justamente sobre os pensamentos, com a terapeuta. Temos que treinar muito nossos pensamentos, para o lado positivo, favor me indicar algum livro prático sobre a sugestão do subconsciente, obrigado.

  11. Amigo, agradeço seus comentários, sou anônimo mas sei que você sabe quem sou. Exatamente, sou mais um entre vários, não me poupe de críticas, admiro mais os amigos que me falam as verdades que os que me elogiam falsamente, te admiro pelo seu caráter!
    Quem sabe um dia nessa ou em outra usando minha mediunidade que não tenho como negar possa evoluir!
    Obrigado sempre! Dai de graça o que de Graça recebeis.

  12. Ha três anos resolvi fazer uma reforma íntima. Não é nada fácil. Vigiar os pensamentos é tarefa árdua. Às vezes bate um desânimo… seus textos tem me ajudado muito. Obrigada.

  13. Raquel, todos procuram por uma técnica, mas não há. O que há é disciplina, e isso exige tempo e perseverança. Temos que nos habituar, em primeiro lugar, a ver o lado positivo das coisas. Um bom método é anotar, todas as noites, antes de dormir, pelo menos três coisas boas ocorridas durante o dia. Mas qualquer método que se adote só vai funcionar se houver disciplina rígida. Não pode haver falhas, não pode haver desculpas. Com o tempo você começa a perceber, durante o dia, fatos passíveis de serem anotados. Você começa a notar coisas boas no seu dia, e vai ficando atenta às coisas e à percepção delas. Assim fica mais fácil perceber quando começam os pensamentos negativos e substituí-los por modos de ver as coisas mais positivos. Jesus nos disse para orar e vigiar, e é isso. Orar é manter os pensamentos elevados, é praticar o sentimento de gratidão por todas as pequenas e grandes coisas que nos acontecem todos os dias. Isso ajuda a vigiar os pensamentos, a mantê-los elevados o maior tempo possível. Disciplina é a palavra de ordem.

  14. Existe alguma técnica para ajudar nesse controle de pensamentos? Sei que é o ideal mas simplesmente não sei como fazer, por onde começar, e quanto mais tento não pensar no tal elefante mais penso nele. Sinto que meu cérebro está em turbilhões que ao invés de me levarem a algum lugar, apenas me paralisam cada vez mais.

  15. Bom dia Morel, parece que o texto foi escrito pra mim. Demorei muito e ainda estou reeducando meu modo de pensar, mas hoje já consigo identificar um pensamento negativo no princípio e tentar mudar, mas há algum tempo tinha um pensamento negativo e já construía toda a cena mental.
    Fique em paz e bom feriado.

  16. Maria Jose, temos que fazer disso um hábito. É normal, até certo ponto, que nos lembremos dessas coisas apenas nos momentos menos fáceis. Temos que fazer da reeducação dos nossos pensamentos tarefa cotidiana, permanente. Os problemas não deixarão de existir, mas a maneira de lidar com eles muda sensivelmente.

  17. Muito obrigado mais uma vez por nos trazer mais um tema tão interessante! Neste momento estou a passar uma fase má, e por vezes por maior esforço que faça é tão difícil manter um padrão de pensamentos positivos!
    Mas vou tentar, se não for eu a fazer, ninguém fará por mim, obrigado mais uma vez.

  18. Tudo está na reeducação mental, precisamos nos reprogramar, então, né? É difícil mas não impossível, eu vou um certo tempo vigiando meus pensamentos e emoções mas de repente a falta de vigilância me assalta e acabo regredindo a uma forma memtal reprovável atraindo energias pesadas. É dificil mas não vou desistir até conseguir manter o mesmo alto padrão de pensamentos.

  19. Os compromissos não deixarão de existir, mas podemos modificar completamente a forma de lidar com eles.

  20. Até que ponto o subconsciente pode modificar compromissos reencarnatórios de resgastes??

  21. Patricia, nosso cérebro físico só registra lembranças da reencarnação atual. O cérebro físico pertence ao corpo físico. A mente é um atributo do espírito imortal. Nascemos uns diferentes dos outros por conta do acúmulo de conhecimentos e experiências que cada um de nós tem arquivados em sua mente subconsciente. A mente é única, encarnados ou desencarnados ela permanece a mesma.

  22. Engraçado, pois acreditava nisso e não me recordo se li em livro ou ouvi em uma palestra que o corpo, a mente é única durante tal existência e por isso seria inviável achar que carregamos lembranças do passado de qualquer forma, que essas lembranças, por assim dizer, fazem parte do espírito e não do corpo, da mente… Será que entendi errado? Será que interpretei esse texto errado? Não sei, fiquei um pouco confusa… Pode me esclarecer, por favor, Morel?
    Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.