Pensamento e disciplina

Aproveite o dia

Os dias escoam como areia por entre os dedos

Aproveite o dia de hoje! O espiritismo ensina que sempre é tempo de recomeçar, de aprender, de fazer o que deve ser feito, pois a vida não termina. O que não fizemos ontem, por desleixo, preguiça ou despreparo, podemos começar a fazer hoje. Certamente retomamos, nesta vida, tarefas que ficaram inacabadas em outras. Isso é o famoso “resgate”. A recapitulação de algo que devia ter sido feito e não foi, o conserto de algo que foi feito de maneira errada, a correção a partir do zero de atos praticados indevidamente.

Isso quer dizer que não precisamos nos preocupar com os deveres de hoje, já que podemos deixá-los para amanhã? Não exatamente, como, aliás, você já sabe. É um consolo saber que podemos consertar de alguma forma nossos erros, aprender o que não aprendemos antes. Mas vale a pena adiar compromissos e responsabilidades indefinidamente? Chega o momento em que nos defrontamos com a necessidade de lavar a louça suja, e é melhor fazer isso antes que a pia esteja transbordando.

Você já se deu conta de que os dias escoam como areia por entre os dedos, e que a vida passa? Ainda não? Pois ela passa, e não deixa de ser interessante vê-la passar, mas só isso não basta. É preciso aproveitá-la, aproveitar cada dia. Muita coisa pode ser feita num dia. Todos os grandes acontecimentos têm lugar num determinado dia. Os melhores dias da sua vida foram… dias. Muita coisa culmina num dia; muita coisa começa num dia. E tudo de importante que se deve fazer há de começar por um dia. Este dia pode ficar para depois, mas depois quando? Você já se deu conta de que depois não existe? De que isso que chamamos futuro não existe? Não faça planos para o futuro. Date-os. De preferência comece hoje mesmo; se não puder, estabeleça um prazo, ou a chance de concretizá-los se torna muito pequena.

Você precisa aproveitar melhor o seu dia, todos precisamos, e isso não quer dizer necessariamente fazer mais coisas, mas fazer melhor. E, principalmente, ser melhor. Devemos ser melhores. Sabemos disso há muito tempo. Talvez há séculos, ou milênios. Que esperamos para colocar em prática isso que sabemos com tanta certeza? Não vamos melhorar num passe de mágica, é preciso um passo de cada vez. O primeiro já demos, que é ter certeza da necessidade. O segundo é querer. E a partir daí tentar, exercitar. Tudo que tentamos com perseverança nós conseguimos, taí outra coisa que você já sabia.

Quanta oportunidade um dia nos oferece! É meio piegas aquele negócio de dizer: “imagine que hoje é o último dia de sua vida…” Não precisamos apelar para o sentimentalismo, mas não podemos simplesmente desperdiçar um dia depois do outro. Somos imortais, teremos outras vidas, outras chances. Mas como esta vida não haverá outra. A idade que você tem, depois de completar a próxima você não terá mais. Dia como hoje nunca mais haverá. Haverá muitos dias semelhantes, com afazeres semelhantes, com temperatura, claridade, umidade relativa do ar, em tudo semelhantes ao dia de hoje, mas este dia não se repetirá, nem as oportunidades de aprendizado e crescimento e harmonia e amor que ele oferece. Os prazeres que a vida nos oferece, inclusive o prazer de não fazer nada, o dolce far niente, são realmente muito bons. Mas o que aprendemos de útil com eles? Que lembrança nos fica deles? Adianta alguma coisa lembrar dos dias de doce preguiça em que não fizemos nada? Esses dias não voltam. Isso não é nenhuma tragédia, são escolhas, como tudo na vida. Mas é melhor você aproveitar o dia. Carpe diem.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.