Leis cósmicas

Problemas são oportunidades de crescimento

 

a maçã caindo na cabeça de newton
Você concorda que problemas são oportunidades?

Ouça este artigo na voz do autor

Problemas são oportunidades de crescimento. Todo o progresso material alcançado por você foi conquistado como uma maneira de eliminar problemas que você tinha.

Muitas pessoas procuram o espiritismo quando enfrentam graves problemas. Esperam encontrar no espiritismo uma solução para os problemas, uma saída que não acharam em lugar algum. Algumas ficam desapontadas ao perceber que o espiritismo não resolve problemas pessoais de ninguém.

Se um dia eliminassem os problemas da face da Terra, acabaria o progresso, cessaria a busca de melhora pessoal, de evolução como sociedade. A própria natureza do nosso planeta constitui um problema. A sobrevivência, a perpetuação da espécie, a necessidade de segurança e conforto se deparam com inúmeros problemas que devem ser vencidos permanentemente.

O desenvolvimento do espírito acontece com a resolução de problemas. Todo o processo civilizatório é resultado da solução de milhões de problemas. O que você está fazendo agora, não importa o que seja, deve sua origem a um problema qualquer. Os problemas não acabam nunca. Precisamos deles para o nosso crescimento e fortalecimento.

Estamos tão habituados aos problemas cotidianos que já nem os consideramos como problemas. Você precisa atender às suas necessidades básicas de alimentação e vestuário; para isso você tem o trabalho. Você precisa atender às suas necessidades emocionais; para isso convive com família e amigos. Você precisa atender às suas necessidades existenciais; para isso você ora, se instrui, medita.

Mas de tempos em tempos todos nós somos surpreendidos por algum problema diferente, que foge ao que estamos acostumados, que exige maior atenção e que pode causar um desgaste imprevisto. São o que costumamos chamar de crises. Essas crises são as provas a que todos estamos submetidos neste planeta de provas.

Você costuma ser grato à Vida? Você agradece todos os dias pela sua família, pelo seu trabalho, pela sua saúde, pelo simples fato de estar vivo? O sentimento mais belo, profundo e genuíno que conheço é a gratidão. Mas será que você consegue agradecer pelos problemas? Não me refiro aos distúrbios e possíveis desgraças que podem acontecer na vida. Me refiro à experiência que os problemas trazem para a vida. Sempre iremos nos deparar com acontecimentos inevitáveis. Você prefere tirar proveito ou prejuízo desses acontecimentos? Dos fatos tristes e dolorosos que nos acontecem o benefício é a experiência e o prejuízo é a dor. O que você prefere?

Você está onde está graças aos problemas. Você reencarnou para resolver problemas. Para reajustar-se com outros espíritos, para desenvolver a disciplina, para solucionar um monte de problemas que você deixou sem solução em algum lugar do passado. Todo o progresso material alcançado por você foi conquistado como uma maneira de eliminar problemas que você tinha.

Todos nós temos a tendência de acomodação. Isso é confirmado pela Física. Pelo princípio da inércia, todos os corpos comportam-se como preguiçosos e não querem modificar seu estado de movimento: se estão em movimento, querem continuar em movimento; se estão parados, querem continuar parados. Esse comportamento preguiçoso é chamado pelos físicos de inércia. Um exemplo comum do princípio da inércia é o movimento de um automóvel. Quando o automóvel está parado e arranca, quem está no interior do veículo desloca-se para trás. Quando o automóvel está em movimento e freia, quem está no interior do veículo desloca-se para a frente, pela tendência de permanecer com a velocidade que tinha. A inércia se refere à resistência que um corpo oferece à modificação do seu estado de repouso ou de movimento.

Assim como os corpos físicos, nós também seguimos o princípio da inércia. Se nada de novo acontecesse em nossas vidas, permaneceríamos parados, no estado em que nos encontramos. Nada mais de progresso, de evolução ou desenvolvimento. Nada de esforço no melhoramento de si mesmo, no fortalecimento interior, na reforma íntima.

São os problemas que nos tiram da inércia. São os problemas que nos obrigam ao crescimento. Não vou aconselhar você a agradecer pelos seus problemas, pois eu não costumo fazer isso. Mas podemos refletir sobre isso, e ver nos problemas que nos aparecem oportunidades de crescimento.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

11 Comentários

  1. Parabéns pelo seu site. Todas as questões abordadas por você são retas e em concordância com a doutrina espírita. Sem achismos e opiniões próprias que poderiam deturpar a mensagem. Mas pelo contrário, você é curto e grosso porém sempre alinhado com a lei de amor. Que Deus guie mais pessoas às mensagens oferecidas em seu site e em seus vídeos. Às vezes a gente só quer tirar uma dúvida e encontramos um videozinho de “5 minutos” que ajuda a esclarecer!!! Parabéns e muito obrigado.

  2. Amigo Morel
    Obrigado pela pronta resposta, tão esclarecedora e sábia.
    Sempre perdoo as faltas do meu marido, e tento sempre de imediato partir para outro desafio com alguma coragem.
    Está numa fase em que mais uma vez tem vontade de mudar, mas são vícios muito enraizados, por isso estou pronta a ajudá-lo no que eu puder.
    Ele está precisando de alguns conselhos como educar a sua visão grosseira em relação a mulheres, que o Morel com a sua visão linda lhe poderá dar.
    Muito lhe agradeço do coração

  3. João, o estudo do espiritismo é essencialmente racional, mas de nada vale o conhecimento pelo conhecimento. É preciso praticá-lo, e, como você reconhece, isso não tem sido muito eficaz no seu caso.
    Acredito que toda a Verdade que precisamos internalizar para o nosso aperfeiçoamento moral nos foi ensinada por Jesus Cristo. Mas é preciso levar em consideração que cada um de nós vem falhando há muitos séculos, e não existe “fórmula mágica” capaz de mudar nossos comportamentos e atitudes de um dia para o outro.
    Sempre me ressenti de um método mais prático, empírico, na tentativa de adotar novas formas de conduta. Tudo nasce do pensamento, isso não deve ser novidade para você. É através do pensamento que tudo começa. É o pensamento que nós temos que aprender a controlar. Afinal, somos Senhores de nós mesmos.
    Há dois livros que eu acredito que todas as pessoas deveriam ler. Não são livros espíritas, e não devem ser analisados sob o ponto de vista espírita. São livros que, se praticados com seriedade, mesmo que, a princípio, não se lhes tenha muita fé, em pouco tempo apresentam resultados impressionantes. Um deles talvez você conheça. Se já leu, leia novamente e pratique, sem preconceitos. Você pode encontrá-lo aqui: http://api.ning.com/files/sXNg16ibghaBM4CeJvv0jFtHFmEcUfG2YoyyP*olB10jYYzZAfqvAiPFkHIOx*bm9xGvKQdYrN*kV1CVBRnJpObbZgiyWhIZ/OPoderdoSubconsciente.pdf
    O outro está aqui: http://www.interacaovirtual.com.br/livrosnv/O%20Infnito%20Poder%20de%20Sua%20Mente.pdf
    Podemos e devemos mudar a nós mesmos. Existem inúmeras explicações e desculpas para as nossas falhas de caráter: “Carmas” reencarnatórios, traumas de infância, influência do meio, questões hormonais. Mas temos livre-arbítrio. Tudo no Universo segue Leis imutáveis. O ser humano foge à regra graças ao livre-arbítrio. Temos poder de escolha e podemos modificar nossos hábitos.
    Insisto para que não racionalize demais ao ler esses livros. O problema de pessoas inteligentes e cultas é que às vezes pensam demais. Estes são livros que apresentam métodos empíricos, não científico-cartesianos.
    Fique com Deus, João.

  4. Amigo Morel,

    São sábias as suas palavras nas respostas aos questionamentos apresentados pela minha esposa Maria.
    Com efeito, apesar de algum esforço, muito tenho errado
    na vida apesar de ter desde 2006 contatado com a doutrina
    do nosso Querido Mestre Jesus.
    Muitos livros tenho lido que deviam ter ampliado o cabedal dos meus conhecimentos, mas infelizmente resultaram numa prática pouco eficaz.
    Para este 2013 tracei um objetivo de definitivamente quebrar com as amarras do erro e da mentira tornando-me um ser realmente melhor, conseguindo merecer a confiança e o amor
    da minha esposa que é verdadeiramente a minha musa, o farol da minha vida. Estamos de fato juntos há várias reencarnações e pela minha parte estou determinado a fazer tudo para mudar a minha atitude comportamental e vir a ser feliz.
    Nestes anos da minha existência tenho sido assaltado por medos que acredito tenham resultado de traumas de infância e igualmente da dificuldade de lidar com a minha esposa no tocante à sua personalidade muito forte que fruto do descrédito em que tenho vindo a cair muitas vezes ajuíza mal situações sem que existam razões para tal.
    Acontece que tenho olhado pra dentro de mim e sentir-me tranquilo a ver o mundo que me rodeia ficando no ar a sensação que a tempestade já passou e que enfim possamos viver bem.
    Mas tão logo, fruto da minha ancestralidade alguma coisa de infeliz acontece, fico muito frustado comigo mesmo e incapaz de partilhar a situação com a Maria, mentindo-lhe até quando a sua intuição lhe diz que algo não está bem.
    E deste verdadeiro duelo têm resultado situações em que
    vem ao de cima a influência dos nossos obsessores,
    que se sintonizam com vibrações menos dignas infernizando o nosso lar e as nossas vidas.
    Quero determinantemente cortar com a mentira e igualmente
    com tudo o que tenha a ver com o vício de olhar os corpos,
    situação esta que graças a Deus já é bem mais diminuta mas que muitas vezes me apanha de surpresa e me faz cair.
    Sinto que quase 39 anos de casamento com uma pessoa que eu adoro é um patrimônio importantíssimo, porque em todo o resto que não tem a ver com estas situações temos uma cumplicidade ímpar, estamos agora juntos 24 sobre 24 horas e é chegado o tempo de acabar com os equívocos em nossas vidas e deixar o sol brilhar aquecendo as nossas almas.
    Pedia-lhe um conselho pedagógico que me pudesse fortificar neste meu desígnio de andar bem na vida, e deixar definitivamente tudo aquilo que racionalmente é indigno e que tem a ver com a materialidade (gostei muito do seu comentário acerca do carnaval de mulheres embalagem sem conteúdo).
    Pela minha parte quero estar sempre pronto
    a dispensar amor puro e fraternidade, valorizar toda a beleza do corpo da minha mulher e livrando-me das enfermidades de índole sexual que têm turvado a minha visão da vida. Aguardo o seu sábio alvitre.

  5. Maria, eu gostaria muito de poder aconselhar a você e ao seu marido. Mas todos os conselhos de que precisamos já nos foram dados há quase dois mil anos. Não os seguimos porque somos teimosos e renitentes no erro…
    Jesus disse que aquele que olha para uma mulher com desejo está cometendo adultério em pensamento. Isso não vale só para o adultério. Isso se refere ao pensamento de um modo geral. Por que Jesus considerava algo feito só em pensamento como sendo tão grave? Porque é um pensamento escondido, um pensamento que não se tem coragem de trazer à tona, uma mentira pra si mesmo. O pior de tudo na mentira é que ela é contada, em primeiro ligar, a si mesmo. Cada mentira que se conta, cada vez que se esconde algo de alguém, mais fraco se fica, mais se fragiliza o caráter.

    Imagino a sua dor, a sua dignidade de mulher ferida. Mas isso não é hora para fraquezas. Quanto mais crítica a situação, mais força temos que buscar dentro de nós mesmos. E você tem essa força. Você tem uma fonte inesgotável de força dentro de você. Seja mais forte neste momento delicado de sua existência terrena. E perdoe. Jesus nos ensinou a perdoar sempre. Se você não perdoa ao seu marido, também não perdoa a si mesma. Perdoe. Pelo que você me relatou, vocês se amam. E você é o esteio dessa união. Você é a parte moralmente mais forte. Fortaleça a si mesma, lembre-se de que esta reencarnação é passageira. Não tenho dúvidas, palas características de suas vidas em comum, que o envolvimento de vocês dois não começou nesta existência terrena. Isso vem de muito longe, e enquanto um dos dois não ceder e apaziguar através do amor, a situação entre os dois não vai se normalizar…
    Não acho que você deva aceitar os erros de seu marido calada. Apenas vejo que agora não é momento oportuno pra resolver isso. Recupere-se bem. Depois disso faça um esforço para que o seu marido se evangelize, para que deixe de enganar a si mesmo e a você.
    Ore muito a Deus. Deus está dentro de cada um de nós. Sempre. Compete a nós acessá-lo, entrar em contato com Ele.

  6. Obrigado Morel por essa partilha de conhecimentos, fiquei muito feliz por descobrir seu site.
    Sinto muita necessidade de pedir a sua opinião, face às adversidades que eu e o meu marido não estamos a conseguir ultrapassar.
    Meu marido desde sempre escondia algo que me inquietava. Descobri há alguns anos que teve enquanto recém casado uma relação com uma prostituta, ficando a partir daí com o vício de as ver, nas ruas.
    À custa de grandes tormentas foi-me dizendo que gostava muito de olhar mulheres gordas.
    Ofereci-me para o ajudar incondicionalmente, caso ele se quisesse melhorar, sofri de uma forma impressionante, alimentava-me mal, não dormia, mas queria muito ajudá-lo.
    João ficou sem mãe aos 11 anos, teve uma madrasta que o tratou mal, aos 8 anos aconteceu-lhe um acidente muito grave estando em coma 1 mês.
    Confessou-me que foi violado várias vezes uns tempos antes do atropelamento.
    Amou-me sempre de uma forma impressionante escrevendo-me imenso com a alma que tem de poeta, mas sempre utilizou a mentira de forma sistemática, ora dizendo, ora negando.
    Estranhamente foi sempre muito tímido em relação às mulheres, mas em relação às prostitutas passado algum tempo parou de as ir ver, porque entretanto graças a Jesus, descobrimos a Doutrina Espírita que o tem ajudado.
    Com o tempo foi-me dizendo que já se sentia bem em relação a todas as mulheres, mas sendo uma pessoa insegura e muito falsa escondeu-me durante todo este tempo que continuava com o vício de explorar visualmente o corpo da mulheres gordas, confessando-me a meu pedido que não gosta do meu corpo por ser magro, tal como eu sempre suspeitei.
    Neste momento encontro-me muito doente, estando para ser operada, havendo suspeitas de neoplasia maligna num órgão vital.
    Convidei-o de novo para ser uma pessoa melhor, dando menos importância à matéria.
    Eu sei que é muito difícil para ele e para mim.
    Ele ama-me imenso e não gosta der ter esta postura viciosa.
    Ora imenso a Jesus por se sentir muitíssimo mal e arrependido, e quer fazer reforma íntima, mas não tem conseguido.
    Infelizmente cheguei a ser agressiva fisicamente, o que muito me desgosta.
    Hoje a 5 dias de ser operada sinto que desta vez está a ser mais difícil de me encorajar para continuar a minha missão,
    que, se me salvar, gostaria fazê-la de uma forma mais tranquila.
    Sinto-me inibida pelo fato dele não gostar do meu corpo por isso deixei de fazer amor, e não sei se, e quando o voltarei a fazer.
    Para além disso depois de anos e anos a mentir não consigo acreditar nele.
    Precisava saber lidar melhor com estas adversidades, e o João precisava de mudar de comportamento.
    Agradecia a si Morel que nos desse conselhos a mim a ao meu marido.
    Do coração lhe agradeço, e aguardo.

  7. Sabe Morel,eu procuro olhar sempre o melhor lado de tudo que acontece na minha vida,por maior que o problema possa parecer,focar no proveito que se pode tirar da situação,para o seu crescimento,é a melhor maneira que se tem de encarar um problema,e assim se tem mais forças para resolve-lo.

  8. Meu querido, mais uma vez você abordando temas que dizem muito com o nosso dia a dia, como temos problemas, mas sempre que passo por sérios problemas e se resolvem (claro que isso sempre tem a ajuda divina) olho para trás e consigo ver que saí bem melhor do que antes, e que todos os dias passamos por novas provas, em todos os sentidos da nossa vida, e quando pensamos agora sim tudo vai dar certo, outras coisas acontecem e nós firmes e fortes a resolver, acho que aos pouquinhos vamos juntos evoluindo… Luz e Paz, uma ótima tarde…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.