Mídia e sociedade

A preguiça mental

mulher preguiçosa

Morel Felipe Wilkon

Ouça este artigo na voz do autor

Artigo publicado originalmente em 15/06/2012

Você sabe identificar a preguiça mental? a preguiça de pensar, a preguiça de escolher por si mesmo, a preguiça de elaborar raciocínios mais complexos.

Você pensa por si mesmo? Você tem disposição para diferenciar o certo do errado? Preguiça eu sei que você não tem, por isso nem vou perguntar.

Não tem, né? Tudo bem, eu sei que ninguém é perfeito (ainda). Mas eu não me refiro à preguiça física, me refiro à preguiça mental. Um dos grandes males que afligem a população e que não é divulgado ou comentado nos veículos de comunicação tradicionais. Por que não falam sobre isso? Porque lhes convém, é isso que eles querem.

A preguiça mental

Você usa a internet, que ótimo. Ela nos proporciona todas as informações de que precisamos, basta saber procurar. Mas a maioria da população ainda segue o caminho recomendado pelos meios de comunicação tradicionais, principalmente pela televisão. E o que a televisão quer é o rebanho dócil, permanentemente conduzido para o abatedouro do consumo sem reclamar. É isso o que ela quer, só isso. O nosso consumismo. Enrolam você com programas ridículos recheados de publicidade para que você consuma, consuma, consuma…

Mas não é sobre consumismo que quero falar, é sobre a preguiça de pensar, a preguiça de escolher por si mesmo, a preguiça de elaborar raciocínios mais complexos. Não sou melhor que ninguém por ser espírita. Nunca conheci um ateu burro. Nem mau-caráter. Mas não se pode negar que o espiritismo, para ser bem compreendido, exige estudo, exige raciocínio. É verdade que muitas pessoas são espíritas por simples simpatia, outras por gostarem do caráter consolador dos romances espíritas, não há nada de errado nisso.

Mas em qualquer área, para que haja um maior aprofundamento no assunto, é preciso esforço mental. É assim em todos os ramos da ciência. Mas você espera que a televisão aborde qualquer tema mais complexo? Vai esperar eternamente. Por isso devemos valorizar o acesso à informação que temos através da internet, as trocas de experiências que se verificam nas redes sociais, e nos empenharmos cada vez mais em fazermos a diferença.

Não podemos esperar pelo governo, pela grande mídia, pelos grandes líderes. Você é mais importante que qualquer liderzinho de rebanho. Você não decorou meia dúzia de textos para despejá-los a vida inteira nos penicos auriculares das dóceis ovelhinhas. Você não é sábio de um livro só, você não conquista as pessoas com bajulação e promessas. Você é você mesmo, se esforçando para ser melhor a cada dia (estou certo, né?).

Não importa se você tem crença ou não, no que você acredita ou deixa de acreditar. Não permita que alguém empurre suas próprias verdades pra cima de você. Não aceite ideias alheias sem discutir com você mesmo. Pois o raciocínio é isso, uma discussão interna. Você tem inteligência; use-a (Já dizia o velho e bom Allan Kardec que o espiritismo é a fé raciocinada…).

Não faça parte da massa. A massa é burra. Preconceito? Discriminação? Preconceito e discriminação é o que fazem com a massa, não o que dizem dela. A massa é composta por pessoas. E nós não podemos obrigar um a um a abrir os olhos, a se informar, a pensar por si mesmo. Isso é uma prerrogativa pessoal, individual. E é um longo processo.

Pense por si mesmo, não aceite pacotes de ideias prontas. Saiba diferenciar o certo e o errado, não apenas como questões morais, mas como dados formadores de opinião. Uma mesma fonte pode lhe oferecer verdades importantes junto com opiniões próprias desacertadas (este site é um exemplo; não aceite o que você lê sem se questionar).

Vivemos um período privilegiado, temos acesso a toda informação possível. Temos a possibilidade de conhecer pessoas especiais, com ideias e posicionamentos de vanguarda. Quem sonharia isso pouco tempo atrás? Mas isso não é pra preguiçosos mentais…

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

16 Comentários

  1. Amei as publicações esclarecedoras. Concordo. Deus deu capacidade d raciocínio a cada um além do livre arbítrio. Devemos refletir pensar seguir nossa intuição e individualidade. não sermos conduzidos como rebanho. Respeito é bom e todos deveriam ter liberdade p dizer oq pensam desde q haja respeito a individualidade d cada ser!

  2. Adoro ler e buscar por mim, só que nunca gostei de estudar para prova, aliás eu nunca estudei na minha vida, sempre odiei escola.
    Eu adoro ler sobre coisas que eu gosto, tipo o Estudo sobre o Espíritismo, mas outras coisas me deixam contrariada e com dor de cabeça.
    Pra mim as outras coisas é somente para que a gente continue presos a esse mundo, eu não quero estudar para ter dinheiro, mais para se melhor do que fui ontem.
    Deve ser por isso que não gosto de estudar, o meu subconsciente já gravou isso e é por isso que não consigo estudar para prova nenhuma.

  3. É! como já dizia o poeta Castro Alves: “Oh! Bendito o que semeia
    Livros à mão cheia
    E manda o povo pensar!
    O livro, caindo n’alma
    É germe – que faz a palma,
    É chuva – que faz o mar!

  4. Boa tarde,

    Ultimamente tenho me questionando muitas coisas, inclusive sobre o espiritismo. Este artigo foi muito bom. Obrigada por me auxiliar cada vez mais, Morel.

    Jesus lhe abençoe.

  5. Existe sim a preguiça mental, mas antes disso, pode até ser problema físico, como por exemplo a falta de vitamina B12, que em deficiência causa no sistema nervoso desatenção, falta de raciocínio e problema de memória. Há muitos estudos sobre isso e todos deveriam fazer a dosagem de B12 via exame de sangue, seja onívoro ou vegetariano. Abraços.

  6. Joni, apenas não tenho respondido a todos os comentários por estar em férias. Retorno no dia 22. Fique com Deus.

  7. Olá! Estamos melhorando nossa época para questionamentos que há 240 anos atrás (principalmente na Europa onde estavam os pensadores) seriam motivos para sermos queimados na fogueira. A igreja decepava os que não tinham PREGUIÇA MENTAL. E também tem a parte física do cérebro que se você não se alimentar, ele debilita, tem a parte social, familiar… Porém algum acontecimento vai surgir para você poder entrar no mundo espírita, se você perceber os momentos e tiver vontade, coragem, persistência, entender a racionalizar emoções… o grande obstáculo será a persistência em buscar sempre respostas às perguntas que surgirão na conversa com leigos ou entendidos. Após ler O Grande Conflito de Helen White, saí do catolicismo, fui para a adventista, daí vi que o problema era o livro – as respostas. No espiritismo, nossa, é um hobby pra mim, eu gosto, para mim é a coisa mais importante na vida de qualquer um. Gosto de Brahma.

  8. Carla, você desenvolveu muito bem seu argumento. Realmente, o ser humano muitas vezes usa as dádivas de Deus de forma lamentável. De qualquer modo, é sempre melhor nos focarmos no que está bom, nas coisas que vão funcionando bem, no lado positivo das coisas. Isso não é fugir da realidade, isso faz parte do processo de, como você diz, “estar atentos e lutar contra nossas próprias inclinações para o mal”. Temos que estar atentos todos os dias, todas as horas, a todos os momentos. Isso é controlar os pensamentos. Porque quando nós não os controlamos, outros os controlam… Obrigado, Carla. O espaço é seu.

  9. Sem dúvida nenhuma, querido amigo, a internet quando bem utilizada é um portal de conhecimento.. a todo instante algo nos chama a atenção, nos faz parar e pensar, e principalmente nos questionar. Achei muito interessante o texto consolar ou esclarecer, precisamos estar sempre vigilantes para nossas próprias atitudes para que por baixo de uma atitude que julgamos nobre, não se esconda doses de vaidade, doses de orgulho. Como é difícil trilhar o caminho que Deus nos ensinou, quando ainda somos espíritos tão imperfeitos, a luta é diária, precisamos estar atentos e lutar contra nossas próprias inclinações para o mal, a própria internet que nos mostra este mundo maravilhoso que tanto nos encanta, quando usada de forma indevida, destrói famílias por conta de mentiras e traições, sites de relacionamentos seduz homens e mulheres infelizes em seus relacionamentos, que ao invés de buscar a solução, enfiam a cabeça no mundo de ilusão aonde todos são perfeitos, se distanciando de seus parceiros cada vez mais, pessoas boas existem em qualquer lugar, mas não podemos fechar os olhos e ignorar que mais uma vez o ser humano usa o que Deus criou de forma lamentável . Como você mesmo disse o mundo não se tornou pior do que já foi, muito pelo contrário, o mundo tem se melhorado e cada vez mais pessoas se dão conta de que precisam mudar, evoluir, e a nossa amiga net, se tornou fundamental para isto, porque aqui temos uma visão ampliada pela experiência de cada um!!!

  10. Terezinha, concordo com tudo o que você diz, só não consigo achar, como muitas pessoas acham, que as pessoas estão CADA VEZ MAIS se tornando massa de manobra. Acho que grande massa é massa de manobra há muito tempo, mas não CADA VEZ MAIS. Acho que a tendência é sempre melhorar, acho que aos poucos as coisas vão mudando, as pessoas vão se esclarecendo… Só que esse processo é tão lento que é difícil perceber, e a grande mídia divulga apenas desgraças e coisas negativas. Se nos basearmos pelo que é veiculado nos grandes meios de comunicação, parece que vivemos numa sucursal do inferno. Obrigado, Terezinha, um abraço.

  11. Meu amigo..permita-me chamá-lo assim…agradeço sua carinhosa resposta…confesso que também me emocionei…Mas vamos aos comentários…infelizmente as pessoas estão cada vez mais se tornando massa de manobra…Pois entregaram a outros um direito que era só seu…..poder pensar…discernir… escolher…Por comodismo..talvez…pela preguiça…E aí está as consequências de terem passado esse direito a outros….Criando para si próprios cadeias…que os mantém cativos ….de situações impostas..pela mídia e outros meios…infelizmente muito pouco se pode fazer…para que acordem dessa letargia mental….Chego a pensar que uma minoria….graças a Deus que ainda se tem…chega às vezes ser como vimos falar de João Batista…UMA VOZ QUE CLAMA NO DESERTO… Mas não desanimemos…temos que continuar fazendo nossa parte…jogando nossa gotinha de água…acendendo uma luzinha…nem se for de uma vela…..não importa… .Grande abraço…meu amigo…siga em frente..sempre vale a pena..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.