Reforma íntima

Reforma íntima requer persistência

Tijolino por tijolinho
Mudar a vida é um exercício infinito

Ouça este artigo na voz do autor

Recebo relatos de pessoas que desanimam em meio à sua reforma íntima. Essas pessoas talvez não tenham percebido que reforma íntima requer persistência. Começam cheios de bons propósitos, seguem com algum entusiasmo no começo, mas deixam enfraquecer sua vontade quando esbarram em algum defeito mais grave.

Falo em defeito pra me tornar facilmente compreendido. Porque defeitos, mesmo, acho que nós não temos. Temos alguns vícios de comportamento, falhas de caráter. Mas o fato é que muitos desistem no meio do caminho, e recaem em velhas atitudes que há muito tempo já deveriam ter sido abandonadas.

Esquecem de um detalhe importante: Persistência. É preciso persistir, é necessário se empenhar, é imprescindível seguir em frente.

Noto que muitas pessoas ainda alimentam a ilusão de que um dia os problemas vão terminar, que um dia elas vão mudar definitivamente, que com algum esforço vão aprender alguma coisa que irá mudar as suas vidas. Mudar a vida é um exercício infinito. Você começa hoje e continua pra sempre.

Nada é por acaso. Nada é de graça. As pessoas mais iluminadas não foram abençoadas pelo destino. Elas iniciaram sua reforma há mais tempo, e mantém seus propósitos permanentemente. É assim em tudo, não só em relação às coisas do espírito.

Algumas pessoas veem um grande músico tocando e dizem que ele nasceu com o dom da música. Ele até pode ter nascido com uma aptidão especial adquirida em reencarnações anteriores, mas para chegar aonde chegou foi preciso muito treino e perseverança. Esse treino e essa perseverança ele as mantém todos os dias. Se abandoná-las, será apenas um músico medíocre.

Os maiores jogadores de futebol, quando terminam os treinamentos do clube, continuam treinando sozinhos, cobrando faltas ou repassando fundamentos. Todas as pessoas que alcançaram o sucesso em qualquer área de atuação (até na política) persistem sempre para manterem o que conquistaram e para conseguirem ir além.

Assim como ninguém se torna um músico de sucesso ou um craque do futebol da noite para o dia, assim também ninguém se torna uma pessoa virtuosa e iluminada de um momento para o outro. Assim como nenhum empresário enriquece por algum passe de mágica, assim também ninguém adquire princípios morais sólidos repentinamente.

Reforma íntima é um passo depois do outro. É o tijolinho da construção. Os maiores edifícios foram construídos tijolo por tijolo. Quanto mais persistimos, mais nos fortalecemos.

Quando persistimos com firmeza e tenacidade, recebemos o auxílio dos nossos benfeitores espirituais, espíritos desencarnados que se interessam por nós, espíritos com os quais às vezes mantemos laços afetivos de há muito tempo. Mas para recebermos a sua ajuda precisamos estar receptivos, dispostos à elevação moral.

Não desista do seu melhoramento. Risque essa palavra, desistir, da sua mente. Desistir é negar o poder de Deus que se manifesta através de você. Desistir, fracassar, difícil, impossível; são palavras que devemos ignorar se quisermos nos libertar da inferioridade espiritual.

Todos temos direito à paz, à harmonia, à confiança em nós mesmos. Todos temos o direito de encostar a cabeça no travesseiro e dormirmos como crianças. Todos temos o direito de abrir os olhos a cada novo dia com alegria por termos acordado mais uma vez, por termos mais um dia cheio de atividade e oportunidades de aprendizado.

Para termos essa disposição positiva perante à Vida é preciso persistir na reforma íntima. Não se deixar vencer por antigas más vontades.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

26 Comentários

  1. Que benção ter a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o espiritismo através de você. Todas as suas publicações fazem muito sentindo dentro de mim e me ajudam ainda mais na minha caminhada de ser uma pessoa melhor para mim e para o próximo.

  2. Ana Lucia, o sentido na Vida, que lhe falta, é ser útil, é fazer o bem ao próximo, é dedicar-se às coisas do espírito. Fé é ação, Ana Lucia. Fé não é apenas “acreditar”. É agir. Faça a sua parte e a sua fé se desenvolverá. Estude o Espiritismo, leia, se instrua, participe de um grupo de estudos, aumente o seu conhecimento e as suas experiências, vá conviver com pessoas que pensam semelhante a você. Não espera a vida passar. Faça o que você sabe que deve ser feito. Muitos de nós reencarnamos com o compromisso de trabalhar com a espiritualidade em benefício do próximo e nos perdemos no meio do caminho…
    Não espere por ninguém. “Ajuda-te e o céu te ajudará”. Quando desenvolvemos o lado espiritual, tudo em nossa vida fica mais equilibrado.
    Força e paz pra você.

  3. Olá:))))
    Incrível… eu havia digitado o que eu estava sentindo no momento e… consegui deletar tudo, resumindo eu tenho carência em relação à minha vida espiritual, eu acho que falta algo que não encontrei, já frequentei Umbanda, Centro espírita, igreja evangélica, já me envolvi com uma pessoa que é da Magia, e atualmente estou em um centro espírita onde precisei buscar ajuda devido a muitas vezes me sentir fraca, desmotivada, desanimada, principalmente quando não estou bem na minha relação afetiva, me dá um desespero, choro muito, e não deveria devido à situação, porque a sensação de perda me deixa tão frágil, às vezes acho que me falta fé ou me falta fazer algo maior… Sinto carência de algo que não sei decifrar, creio em Deus, nos espíritos e mensageiros, mas às vezes me falta a fé.

  4. Os maus espíritos não têm nenhum poder sobre as pessoas de Bem, os bons pensamentos, os sentimentos elevados e as atitudes corretas e honestas, vão sempre repelir as influências espirituais negativas, o Bem é mais forte que o mal, são as nossas imperfeições morais que atraem os espíritos inferiores, perturbadores e obsessores, portanto, a nossa luta é contra as nossas imperfeições morais, combatendo elas os maus espíritos se afastam gradualmente. Assim como as moscas farejam as chagas do corpo, os maus espíritos farejam as chagas morais da alma, para afastar as moscas basta limpar o corpo das suas impurezas físicas, da mesma forma, a pessoa se depurando das suas impurezas morais, ela consegue repelir os espíritos perturbadores e obsessores.
    É na elevação moral dos pensamentos e sentimentos e na prática sincera do Bem e das Virtudes, que está a Defesa psíquica contra os maus espíritos.
    Não adianta usar amuletos, talismã, velas, roupas brancas, imagens de santos, palavras sacramentais, sinais cabalísticos, nada disso funciona, tudo reside em nossos pensamentos e sentimentos.
    Busquemos o Mestre Jesus, meus amigos, fiquem fortes perante a Luz, porque a Luz vai fortalecer vocês, humildade, honestidade, bons pensamentos, uma palavra amiga e positiva, o respeito pelos animais, a prática da caridade e da fraternidade, o combate aos vícios, o combate aos maus hábitos, a nossa depuração moral, são condições muito importantes para nosso crescimento espiritual. Sejamos discípulos do Cristo, não somente em palavras mas principalmente em ATITUDES, é com amor que vamos saldar nossas dívidas morais de reencarnações passadas.
    Avante novos discípulos do Cristo Jesus, eu, você e nós, somos UM perante o Pai.
    Amor (elevação moral).
    Jesus o Cristo está aqui, em cada manifestação de caridade, em cada sofrimento, em cada palavra de desespero, em cada dor, em cada queda, em cada grito, em cada esquina, em cada vento frio, em cada animal, por que, até o sofrimento dos animais é sagrado e não será inútil, tudo depende de nós.

  5. Marco Aurélio, não abandonamos hábitos. Nós os substituímos. Quem deixa de fumar, por exemplo, deve substiruir esse hábito pela prática de exercícios físico e respiratórios, beber muita água, comer frutas. Com todos os hábitos se dá o mesmo. Quanto mais atividade, melhor. Com relação ao pensamento, é a mesma regra. Temos que procurar um padrão de pensamento positivo, oposto àquele que queremos abandonar, e nos concentrarmos nele.

  6. Diz que quando mais se pensa em algo mais ela cresce e se manifesta. Pois bem, se tenho algum vício ou má inclinação e quero poder mudar esse hábito fico pensando nele, daí segue que ele cresce, mesmo que eu siga com o desejo de mudá-lo parece que ele tende a crescer e futuramente caio novamente. Então o melhor é deixar passar, conscientizar sobre o erro, e pronto!? Ou eu tenho que ficar pensando numa maneira de não poder mais fazer isso?

  7. Amigos, o irmão Divaldo Franco, em seu livro (de sua mentora Joanna de Ãngelis) diz que o homem que vence a si mesmo é superior ao general que vence mil exércitos de uma só vez, vejam, portanto, como é difícil vencer a si mesmo, o general para vencer uma batalha tem que elaborar um plano, uma estratégia, não pode sair mandando seu exército para qualquer lugar, da mesma forma somos nós, para praticarmos a reforma íntima precisamos de amor a nós mesmos, sem tanta autopunição destrutiva e sem egoísmo, e também de motivação, que quer dizer em miudos: fé que somos capazes de realizar a mudança, repetir para si: sim, eu posso, como qualquer um pode, porque não posso?

  8. Eu faço essa prática, RC. No artigo me refiro à não desistência em relação aos bons propósitos abraçados. Obrigado.

  9. Que Deus te ajude minha irmã eu vou estar orando por você prá que o nosso Mestre Jesus te de forças e tenho certeza que juntos vamos conseguir sua libertação desse vicio tenha fé. A paz.

  10. Para aperfeiçoarmos a reforma íntima não seria melhor exercitarmos antes o que diz a questão 919 de O Livro dos Espíritos?

  11. Prezados Morel, e
    Rodrigo Pnt …
    agradeço em muito.
    E, de fato, faltava eu QUERER, porém agora (de 1 semana para cá) eu desejo parar e vou conseguir.
    Tentarei pelo método do Rodrigo… depois eu falo aqui o que deu.
    Vou conseguir porque agora tem uma coisa que antes não tinha: querer!

  12. Eu consegui, querida Debora, parar de fumar com oração e jejuns, fiz os jejuns tomando somente água o dia todo, doze horas durante três dias e pedia a Deus no fim das doze horas do jejum que me libertasse e no terceiro dia a vontade de fumar passou, hoje nem ligo se alguém está fumando perto de mim, é bom ter fé no que está fazendo para poder ficar liberto, diz um pensamento popular que o fumante é como o elefante, não sabe a força que possui e isso eu constatei ser verdadeiro.

  13. Debora, não é só pra você que é mais fácil continuar errando. Para alcançar objetivos, como parar de fumar, é preciso estar firmemente convencido do QUERER e estar disposto ao sacrifício imediato. São alguns meses de sofrimento, que vai diminuindo até desaparecer. Em pouco tempo o sofrimento gerado pela abstinência vai sendo substituído pela força e o prazer inigualável da vitória sobre si mesmo, a maior de todas.

  14. Persistência! Mais e mais eu mesma preciso disto.
    Só que às vezes para mim é mais fácil continuar ‘errando’, é menos trabalhoso.
    Mas sinto que eu tenho que me firmar. Aliás, tenho tudo para isto, e o principal, tenho Deus que me pega no colo quando eu preciso. Então… um tijolinho de cada vez e assim a re-construção não desabará. Difícil mas eu admito. (parar de fumar) eis a minha questão! Falta de persistência e vontade…
    Mas eu vou conseguir! Depende de mim.

  15. Conhece a ti mesmo. Eu achei muito bacana isso, principalmente em outro texto que você fala que quem disse que conhecer a si mesmo serve só pro lado de nossos defeitos morais, serve também e principalmente para as nossas qualidades. Sabe, Morel, há pouco tempo descobri esse teu site e louvo a Deus por ter descoberto, você é muito esclarecido, meu irmão. Eu acho que vale muito para a nossa evolução sempre trazer à mente as nossas qualidades, as nossas conquistas, enfim, o nosso lado bom, porque eu aprendi muito que quando nós só lembramos dos nossos fracassos e defeitos morais tendemos a desanimar, pois, como você disse também não sei em qual texto, os maus pensamentos puxam energias negativas, acho que é mais ou menos isso, não sei falar como você fala. Olha, eu aprendi a elevar o meu pensamento para trazer boas energias pra minha vida e estou aprendendo muito com você. Que nosso Mestre Jesus te abençoe cada vez mais e como dizemos aqui, a paz.

  16. A maior dificuldade para se fazer a tão falada Reforma Íntima é justamente saber o que devemos nos reformar – o que está de errado em nós? A partir daí então, devemos passar para outra grande dificuldade que é praticar a Reforma em nossa personalidade, em nosso modo de agir e até mesmo no pensar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.