Tag Archives: como fazer para não se decepcionar com alguém

Criar expectativas sobre as pessoas

 

cavaleiro do apocalipse

Você costuma criar expectativas sobre as pessoas?

Play
Ouça este artigo na voz do autor

Você não pode criar expectativas sobre as pessoas. Se elas mesmas não se conhecem a fundo e não sabem do que são capazes, como criar expectativas em torno delas?

Você conhece um materialista de verdade? Eu conheço alguns ateus, todos eles pessoas inteligentes, mas não são do tipo que pesquisa argumentos para refutação de ideias contrárias às suas. Materialista, mesmo, não conheço nenhum.

O materialismo nega a existência de um princípio inteligente independente da matéria. Para eles, inteligência e sentimentos são atributos da matéria. Para os materialistas, a consciência nasce com o desenvolvimento do sistema nervoso no feto e morre junto com o corpo. Os materialistas dizem que a mente é uma secreção do cérebro, do mesmo modo que a bile é uma secreção do fígado, o suco gástrico é uma secreção do estômago e a urina é uma secreção dos rins.

Você sabe que você tem poder sobre o seu cérebro. Você é espírito imortal de passagem pela matéria revestindo um corpo físico. Você comanda um automóvel, você comanda um computador. Eles fazem o que você determina, dependendo do seu conhecimento sobre o funcionamento deles. Com o seu cérebro acontece o mesmo. Você comanda o seu cérebro. O cérebro humano tem uns cem bilhões de neurônios e uns cem trilhões de conexões entre eles. Há mais conexões entre os seus neurônios do que em toda a internet, no mundo todo.

E é você quem comanda tudo. Só que, ao contrário do automóvel ou do computador, o seu cérebro não vem com manual de instruções. Você aprende a usá-lo na prática. E o seu cérebro é apenas o modem da sua mente…

Não é o seu cérebro que vai determinar o que você sente, o que você fala, o que você faz. Você escolhe o seu pensamento. O seu padrão de pensamentos gera seu sentimento dominante. Seus sentimentos criam seu comportamento.

Você perdoa seu automóvel ou seu computador quando eles não correspondem às suas expectativas? Ou você fica profundamente magoado com eles? Nunca vi alguém rancoroso em relação a uma máquina. Se você admite falhas numa máquina com mecanismos e funções limitadas, como exigir que um ser humano aja sempre corretamente? Como esperar que um espírito em fase incipiente de evolução, como nós somos, seja isento de erros? Como querer que um ser estruturado na matéria a partir de um cérebro complexo e desconhecido seja sempre senhor de suas ações?

Quando você lida com um automóvel ou um computador, você sabe o que pode esperar deles. Dependendo do modelo, da potência, do tempo de uso, você pode criar expectativas sobre o seu desempenho. Isso não se aplica às pessoas. Você não pode criar expectativas sobre as pessoas. Se elas mesmas não se conhecem a fundo e não sabem do que são capazes, como criar expectativas em torno delas? Por acaso você sabe exatamente do que você é capaz? Por acaso você sabe tudo o que você é capaz de fazer ou deixar de fazer?

O máximo que você pode esperar de uma pessoa são possibilidades. Elas podem ou não concretizar as possibilidades que você reserva a elas. Se não concretizam de uma forma, podem concretizar de outra. Diferente da expectativa. Se você cria expectativas você pretende ter o domínio sobre alguém que não é você. Já é uma coisa fabulosa ter domínio sobre si mesmo; como esperar que outros ajam como determinamos?

Expectativa frustrada causa mágoa, decepção. Ninguém merece isso. Você não merece ser decepcionado. E a pessoa que não correspondeu às suas expectativas não merece ser tratada como culpada só porque não agiu conforme você esperava que ela agisse. Acho que você concorda com tudo isso. Se você concorda, só resta a você perdoar a quem não correspondeu às suas expectativas. Perdão não é demonstração de bondade. Quem é bom não perdoa. Quem é bom nem sequer se ofende, logo, não há o que perdoar. Perdão é demonstração de inteligência. Aceite que as pessoas falham, assim como você falha. E que ninguém obrigou você a criar expectativas sobre outra pessoa. Você fez isso porque quis. No fundo, a falha foi sua. E, perdoando ao outro, você estará perdoando a si mesmo por ter falhado…