Tragédia de Santa Maria

A tragédia na boate Kiss em Santa Maria

Santa Maria de luto...
Santa Maria de luto…

Precisamos nos solidarizar com as vítimas da tragédia na boate Kiss em Santa Maria e seus familiares e demais pessoas envolvidas. Entre família, parentes, amigos, conhecidos, vizinhos, bombeiros, policiais, profissionais da saúde, imprensa, são milhares de pessoas envolvidas. Precisamos enviar nossas melhores energias, nossos melhores sentimentos pedindo aos espíritos trabalhadores que auxiliem ao máximo essas pessoas que desencarnaram de maneira tão fora do comum.

Na noite da tragédia, “sonhei” que estava com uma colega de Santa Maria comentando a respeito de um artigo que escrevi há alguns dias. Este artigo não havia sido publicado neste site, mas eu o publiquei em áudio no youtube cerca de uma semana atrás. Se quiser ouvi-lo, clique aqui. Publico ele agora, por se referir a momentos como esse. Para ler, clique aqui: Espiritismo e televisão.

Muito amor a todos os envolvidos, muita força aos familiares. Por favor, reserve alguns minutos para orar por todos. Não é momento de achar culpados, de buscar explicações. Todos estão sofrendo com isso, inclusive pessoas acusadas como supostamente responsáveis ou co-responsáveis pelo ocorrido. É hora de perdão, de amor, de pensamento elevado. Que as vítimas percebam seu novo estado e aceitem o socorro espiritual que está sendo disponibilizado. 

Procuremos não nos deixar influenciar pela tristeza. Esses pensamentos se unem e tomam uma proporção incalculável. É sobre isso que falo neste artigo em áudio: Espiritismo e televisão. Emita pensamentos de paz, de conforto, de amor. Obrigado.

Para quem busca uma explicação do espiritismo para fatos como este, coloquei nos comentários uma mensagem de Emannuel que se aplica a acontecimentos assim.

Se você busca maiores esclarecimentos sob o ponto de vista do Espiritismo, leia este trabalho:

A TRAGÉDIA DE SANTA MARIA SOB A ÓTICA DO ESPIRITISMO

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

85 Comentários

  1. Olá, sou iniciante da doutrina Espírita, sei que ainda tenho muito que aprender, às vezes vejo em sonhos coisas que irão acontecer, algumas vezes vejo vultos ou ouço algumas coisas. Mas ainda sou muito leiga na doutrina que eu resolvi seguir. Mas quero contar o sonho que tive no dia do acidente. Sonhei que estava trabalhando em um sobrado e tinha uma senhora que trabalhava junto comigo, e que me chamou para descermos, pois estava na hora do almoço. Nesse lugar ia ter uma festa, me convidaram para entrar e eu não quis, então me levaram para um lugar onde tinham várias cadeiras escolares dessas de madeira, e nestas cadeiras tinham vários jovens sentados, era um lugar escuro com pouco iluminação, eu lembro que cheguei na porta e essa senhora que me acompanhava me disse assim: estas são as pessoas que irão morrer este ano, e mostrou todos os jovens.
    No dia seguinte quando eu acordei e abri a internet estava a notícia e até hoje eu não posso ouvir falar do assunto na TV que fico toda arrepiada. Que os espíritos de luz dê a todas as famílias a paz do nosso irmão Jesus!

  2. Incrível. Na noite em que ocorria a tragédia, tive um sonho com um amigo um pouco distante, no sonho ele estava sendo carbonizado por um choque elétrico. Foi um sonho rápido, porém no momento em que acordei assustada, estava passando a tragédia na televisão.

  3. Logo depois do ocorrido em S.Maria, senti uma vontade enorme de ir até la, ocorre que aconteceu comigo uma tragédia do tipo. Perdi minha esposa em sua formatura de pós-graduação, quando voltavam da faculdade, 6 pessoas morreram carbonizadas no acidente. Logo em seguida, coisas sobrenaturais passaram a acontecer comigo. Uma agenda pessoal minha, que minha esposa havia guardado há mais de 7 anos e que eu não sabia mais onde estava, apareceu na porta da igreja misteriosamente após 15 dias de sua morte. Outros e outros mistérios foram acontecendo, até que o padre pede um carrinho de bebê no final da missa e resolvo doar. No dia de Natal, dirigi até o endereço levando o carrinho e… choro de um bebê, o arco-íris, o endereço… Ela estava de volta, de volta pra casa! Escrevi um livro contando a história que creio ser única no mundo. LUZIA DE VOLTA PRA CASA.

  4. Obrigado pelo depoimento, Michele. Realmente, depois de ter passado por isso, a vida deve adquirir um novo sentido.
    Que Deus nos ilumine sempre.

  5. Olá, sou sobrevivente da tragédia da Kiss, presenciei todo aquele inferno, estava com uma amiga, que infelizmente veio a falecer, o que eu vivi não desejo a ninguém. Leio muito sobre espiritismo, sei que devemos aceitar o que aconteceu, era a hora de todas aquelas pessoas desencarnarem, graças a Deus a minha hora ainda não tinha chegado. Por questão de segundos eu consegui sair lá de dentro, minha amiga havia ido ao banheiro minutos antes do fogo iniciar. Hoje procuro ter uma vida normal, agradeço a Deus todos os dias por me dar uma nova chance e oro sempre por todos e pela minha amiga, onde quer que ela esteja sei que está em um lugar muito melhor que esse e um dia ainda vamos nos reencontrar.

  6. Morel Felipe, por que algumas pessoas desencarnam carbonizadas? Em minha cidade houve um desencarne coletivo, as 2 pessoas eram tia e sobrinha, sofreram acidente de carro e o carro pegou fogo, morreram carbonizadas.

  7. Ilton, não há nada a ser desculpado, pelo contrário. Só temos a agradecer pelo seu depoimento. Sei que a sua intenção não é essa, mas o seu relato é emocionante. Concordo com o seu pensamento. Muito obrigado e fique com Deus!

  8. Prezados: Sou Policial e trabalhei no dia do ocorrido, após as 4 horas, quando a missão na boate era só juntar e identificar corpos. Todos que trabalharam, policiais, médicos, enfermeiros, psicólogos, bombeiros, técnicos etc, souberam ter o controle emocional no dia para que pudéssemos ajudar, não sei se é este o termo certo. No meu caso, após chegar em casa, lá pelas 3 da manhã do dia 28, me isolei e virei em pranto e acho que isso foi geral para todos que trabalharam na data. Somente tive filhos de amigos que faleceram, mas a emoção nos tomou conta como uma nuvem abraça uma cidade. Santa Maria foi envolvida por um sentimento fora do comum, tanto no centro como nos bairros as pessoas calaram-se e o silêncio tomou conta de todos. Não se ouvia música, nem gritos ou qualquer sinal de alegria e assim permaneceu por mais de um mês. Passados 3 meses, todo dia 27 o evento é lembrado e a lança volta a ferir boa parte da população, imaginem os familiares. Sou espírita de família e, sinceridade, foi muito difícil entender o acontecido e a forma como tudo ocorreu, em seus detalhes, fogo, falha do extintor, portas trancadas, espuma tóxica. De tudo isso espero que possamos aproveitar para sermos um povo mais ordeiro e cumpridor da legislação e não brincarmos com vidas de pessoas. Temos que tirar lições que modifiquem o comportamento das novas gerações. Precisamos valorizar mais as pessoas, entender que somos passageiros nesta nave chamada Terra e que o que fazemos hoje será o que queremos para nossos descendentes que virão amanhã e, quem sabe, para nós mesmos. Me desculpem o desabafo, mas nós precisamos mudar as relações humanas em prol do “ser” e não do “ter”. De coração desejo a todos que acessam este site muita paz. E que Deus possa nos ajudar a entender este acontecimento que marcou nossas vidas pela eternidade.
    Um terno abraço e fiquem na companhia do Criador.

  9. Na noite da tragédia eu sonhei que estava em vários cemitérios diferentes. Quando acordei vi tudo o que estava se passando na TV.

  10. Fabiano, eu sinto muito em desapontá-lo. mas qualquer coisa que eu dissesse seria apenas palpite. Por mais que estudemos e nos envolvamos com a espiritualidade, não temos respostas pra tudo.

  11. Preciso desabafar e de uma orientação. Bem, vamos aos fatos, referentes ao desastre na Boate Kiss, ouço música todos os dias, sou fã do DJ Tiesto e seus Set´s, no sábado dia 26 de Janeiro pela parte da manhã em determinado trecho de um dos set´s que não havia escutado, vinha uma música que me dava uma tristeza infinita, um peso sobre o corpo, mas principalmente eu olhava no horizonte me perguntando o porquê de tanta tristeza, não tive pressentimentos referentes a nada que envolvesse fogo, fumaça, apenas tristeza infinita quando escutava a referida música. Passado o dia do desastre, durante a semana que foi disponibilizada na mídia o perfil das vítimas, olhei a foto de uma moça (não vou citar o nome), essa moça me chamou a atenção, parecia que eu já a conhecia de algum lugar, e por ter me chamado a atenção fui pesquisar sobre ela (vítima) e descobri que ela estava na boate com mais quatro amigas (sempre saíam juntas), onde todas morreram na boate. Bem, aí vem o detalhe quanto à música, eu fui pesquisar no youtube e procurar o clipe, e pra minha surpresa o clipe da música que me causa angústia e tristeza envolve cinco moças dançando felizes em uma boate. Será que é coincidência? Por que não consigo esquecer a moça que morreu na boate? Desde que vi o perfil dessa moça eu estou lutando pra não entrar em depressão, mas por que se eu nem conhecia ela? Por que agora eu não paro de pensar nela? Obrigado desde já!

  12. Muito obrigado pelo seu depoimento, Jossane. Tenho recebido muitos relatos semelhantes, que demonstram claramente o que intimamente já sabemos: Cada um tem a sua hora…
    Mantenha esses laços de amor tão bonitos com seus pais (sei que não preciso dizer isso).
    Fica com Deus!

  13. Morel, não sou espírita, mas simpatizo muito com essa religião. Na verdade ainda não sou de religião nenhuma, estou tentando descobrir para qual religião bate mais forte em meu peito. Mas tenho uma fé imensa.
    Sobre o acontecido na Boate Kiss, lembro que no dia 26/01 (sábado) eu estava muito desanimada. Estava com alguns problemas também, mas estava muito chateada não sei com o quê. Não sei se os meus problemas eram pra tanto.
    Sou filha única, tenho 26 anos, recém casada, e tenho uma relação muito forte com meus pais, principalmente com meu pai. Tanto que acredito que minha relação com ele não seja desta vida.
    Naquele dia, trabalhei de manhã e vim pra casa dos meus pais, pois meu marido foi viajar com minha sogra e com sua irmã na casa de uns parentes dele.
    Tenho certeza de que se ele não fosse, nós estaríamos na boate. Eu, ele, minha cunhada e seu marido, que é dj, mas não da boate.
    Mas o primo dele era dj desta boate, e já aconteceu de algumas vezes ele ir ajudar o primo.
    Na 6ª feira fiquei meio chateada porque meu marido preferiu viajar com a mãe dele do que passar o final de semana junto comigo.
    Fui pra casa dos meus pais para não ficar sozinha em casa, pousei lá, fui trabalhar no sábado de manhã, voltei para casa dos meus pais para almoçar.
    Eu e meus pais resolvemos dormir de tarde nós três abraçados (como era quando eu era pequenininha).
    Lembro que meus pais acordaram para trabalhar e que eu fiquei deitada ainda sem ânimo pra nada.
    Sendo que não sou assim, sou muito disposta e não deixo nada pra depois.
    Eu tinha que ir no centro da cidade resolver umas coisas, até fui mas com uma tristeza no meu coração, um aperto no peito sei lá por quê.
    Voltei pra casa dos meus pais e fiquei na internet até à noite.
    Pousei lá novamente.
    E às 6 h da manhã minha mãe me acorda quase chorando, me abraçando e me beijando e me contou da tragédia.
    Meu Deus, logo pensei, se meu marido não tivesse viajado eu estaria na boate também.
    Comecei a ligar para o marido da minha cunhada e nada de atender. Depois fiquei sabendo que ele só não foi ajudar o primo porque tinha trabalhado numa festa de casamento e estava muito cansado.
    Liguei para meu marido umas 7 h 30 min, horário em que ele estaria voltando a Santa Maria e, sem dizer nada do acontecido, pedi que ele me ligasse assim que chegasse na cidade, pois eu não queria assustar minha cunhada com bebê novo nos braços.
    Passei o domingo todo com meus pais me abraçando o dia todo.
    E hoje fico pensando, “Meu Deus, se eu não tivesse vindo pra casa dos meus pais, poderia ter dado um treco neles de desespero, pois nosso laço familiar é tão forte que eu sinceramente não sei o que teria acontecido. E se meu marido e minha cunhada não tivessem ido viajar, teríamos ido na boate e tudo seria bem pior. Deus escreve certo por linhas tortas. Não era pra ser com nós mesmo.”
    Agradeço por tudo. Pois eu só pensava na minha família e nas famílias dessas pessoas que desencarnaram dessa maneira tão horrível.
    Que Deus esteja com todos!
    Abraço!

  14. Eu estava em casa dia 26 à noite e tive um pensamento: quero ir visitar a minha tia em Santa Maria, vou combinar com a minha mãe para quando eu ir para o RS (moro em SC), irmos lá. Coincidência ou não, naquela noite pensei na cidade em que vivi bons momentos na minha adolêscência com meus primos.

  15. Karine, muitos de nós trabalhamos constantemente durante o período de sono físico. A maior parte de nós faz isso inconscientemente, mas há os que mantém lucidez durante o sono. Eu, algumas vezes, tenho projeções conscientes. Você pode se informar mais sobre isso no site do IIPC: http://www.iipc.org.br/
    A nossa energia densa é de grande utilidade no trato dos espíritos desencarnados. Somos guiados por espíritos especialistas na manipulação de energias a fim de beneficiar/curar espíritos. Nossa parte é, geralmente, passiva. Para ajudar, na maioria das vezes, basta estar disposto a isso. “Quando o trabalhador está pronto, o serviço aparece.”

  16. Obrigada pela resposta. Eu também não acredito em coincidências, mas talvez o horário tenha sido alguma maneira de eu “ligar” os fatos. Mas no caso de ter sido convidada por espíritos trabalhadores, o que eu faço pra ajudar?

  17. Karine, são tantas possibilidades que qualquer opinião é apenas especulativa. Pode ser que você se tenha impressionado fortemente e “liberado” essa impressão por meio de sonho. Eu não acredito muito nessa hipótese. Pode ser que você tenha sido convidada, por espíritos trabalhadores, para doar energia às vítimas, e o que você lembra seja uma ressonância com preocupações e medos sentidos pelas vítimas. É preciso levar em conta que o fenômeno “tempo”, no plano astral, não obedece aos mesmos parâmetros que nós usamos na matéria. Eu, por exemplo, tive um sonho semalhante ao seu dezesseis dias antes do acidente. Não temos como saber, Karine. Mas coincidências não existem.

  18. Olá, eu não conheço nenhuma das vítimas da boate Kiss, mas sábado passado (dia 16/02) tive um sonho muito estranho e coincidentemente me acordei às 03h15, hora em que iniciou a tragédia há 3 semanas atrás. Eu sonhei que estava num banheiro e dali a pouco começou a vir uma fumaça e eu percebi que era um incêndio. Então eu fui procurar um extintor de incêncio e não encontrei nenhum, dali a pouco o ambiente se encheu de fumaça e eu comecei a bater numa porta na tentativa de abri-la para salvar meus filhos que se encontravam atrás dela, mas eu batia, tentava derrubar, e não conseguia, e o ambiente se inundou de fumaça, então eu senti um desespero e uma agonia muito grande e neste momento eu acordei. Quando olhei o relógio era exatamente 03h15, hora em que iniciou a tragédia. O que você acha que poderia ser? Será apenas um pesadelo? Uma coincidência?

  19. Morel Felipe sou uma apreciadora da doutrina espírita. Li e concordo plenamente com tudo que você escreveu. Quando escutei sobre essa tragédia, a maneira como aconteceu logo me lembrou o Holocausto. Acho sim que a noite 27.01, dia em que a ONU instituiu o dia do Holocausto, o mesmo gás, o gás vindo de cima, como era nos galpões usados para matar os judeus, o cartaz com várias caveiras, nome da festa agromerados, infelizmente tudo aconteceu! Só me resta orar para que as famílias encontrem a paz em Deus.

  20. Elisia, acredito que u, grande contingente de encarnados foi convocado para doar energias para os recém-desencarnados. Sabemos que a nossa energia é muito importante nesses casos. Isso que chamamos de “sonho” na verdade é uma projeção astral inconsciente. Somos levados em corpo astral (ou perispírito) ao local do acidente para que os espíritos socorristas possam manipular nossas energias mais densas. Obrigado pelo depoimento, Elisia.

  21. Caro Morel, sou espírita, mas não ando estudando muito. Na noite do acontecido eu senti um sono terrível e fui dormir mais cedo que de costume. Acordei bem tarde e com a sensação de muito cansaço, tive um dia de fraqueza extrema e não entedia o porquê. Quando deitei na cama no domingo depois de tanta notícia e estava no “primeiro estágio de sono”, tive como se fosse um sonho estranho, eu estava de branco, tinha luz à minha volta e nas minhas mãos, em frente à boate kiss rezando (acho) pelas pessoas do lado de fora e tinha outros como eu, tinha também um caminho iluminado onde os espíritos que saíam de dentro da boate se encontravam com outros e seguiam por esse caminho, até que alguém me chama e sinto que preciso voltar para casa. Eu tive a sensação de estar fazendo o bem, escutei muitos gritos e muito choro, mas sabia que aquilo era preciso. Moro em Nova Friburgo e não sei se sonhei ou se só foi minha imaginação depois de tanta notícia. Qual sua opinião?

  22. Norma, coincidentemente, há poucos minutos eu tinha acessado este vídeo e não havia assistido até o fim. Muito ódio, muita revolta, isso passa uma energia terrivelmente pesada. Não é disso que precisamos…
    Fique com Deus, Norma.

  23. Morel, não conhecia sua página. Moro em Santa Maria, confesso que isto realmente abalou todo mundo em especial os envolvidos e gostei do que li, pois mesmo não frequentando centros espíritas leio muitos romances espíritas e acredito que o espiritismo é o único consolo que resta em qualquer situação, para os que ficam. Gostaria que me esclarecesses uma dúvida. Uma pessoa daqui fez um vídeo, com muitos acessos, onde diz palavras que me fizeram muito mal, foi o dia em que chorei, até porque meu pai foi hospitalizado no sábado e na madrugada foi o incêndio, então não estive no centro da cidade, nem nas missas, nem nos velórios de filhos de amigos que se foram. Peço que vejas e explique mesmo que seja por e-mail, qual a explicação, por que essa pessoa conseguiu me passar tanto mal…
    http://www.youtube.com/watch?v=e38RDULBYps Obrigado, um abraço.

  24. Também tenho um relato de sonho sobre o ocorrido em Santa Maria. Não sei se foi na mesma hora, mas dias antes sonhei que um espírito maligno se manifestou e estava num salão cheio de pessoas. Eu notei que eu não estava naquele local, pois só observava e seguia na direção dele, gritando “Deus, Deus..”. Acordei e tentei esquecer o sonho para dormir de novo e não ficar impressionada. Mas o salão era exatamente onde ocorreu aquele show da boate. Tenho certeza que Deus também se manifestou e deixou por bem menos. Vamos dar graças a Deus por não ter tido mais vítimas.

  25. Lana, muito obrigado por suas palavras, mas procuro deixar claro que compartilho meus conhecimentos e experiências numa tentativa de aprender também. É bem, diferente a racionalização e a prática moral. Eu ainda estou no primeiro estágio, me esforçando todos os dias pra não fazer muito feio no segundo. Muita luz pra todos nós.

  26. Estava a procura de artigos espíritas na internet que me dessem maiores esclarecimentos a respeito de desencarnes trágicos, carmas coletivos etc., quando me deparei com seus artigos. Confesso que estou maravilhada com tudo que venho lendo, porque demonstra que você realmente é uma pessoa iluminada, humilde e não está aqui para fazer sensacionalismo ou impor o Espiritismo a quem quer que seja. Pretendo ler todos seus artigos, que são vários e todos parecem interessantes. É sempre bom aprendermos coisas novas e com pessoas esclarecidas como você. Moro em SP e tenho ficado muito triste e abalada com toda essa tragédia de Sta Maria. Na mesma noite do ocorrido, fiz uma oração a Deus antes de deitar pedindo por todos esses jovens e seus familiares para que tenham muita Luz e conforto espiritual.
    Na madrugada de sábado pra domingo agora (03/02), acordei mais ou menos no horário em que ocorreu tudo isso há uma semana atrás, e mil pensamentos vieram me perturbar. Imediatamente me liguei à Espiritualidade para auxiliar-me e poder retornar ao meu repouso tranquilamente. Minha filha falou para que eu nem veja mais nada referente a isso para não me impressionar. Ela tem toda razão. Devemos vigiar nossos pensamentos a fim de auxiliar os que desencarnaram e não perturbar nosso espirito também. Muita Luz pra você, Morel.

  27. Morel , não sei se você esta informado sobre a noticia de que uma garota que era uma das organizadoras da festa na boate Kiss morreu em um acidente automobilístico, junto com seu namorado. Ela não havia comparecido à festa por um pedido do namorado, que morava no PR, e estava aliviada por não ter ido à trágica festa. No entanto, acabou morrendo uma semana depois. Há uma explicação para isso, dentro da doutrina espírita ou na sua opinião foi apenas uma coincidência?

  28. Wilson, esta sentença que você citou é dita por Pedro em sua primeira epístola. Escrevi um artigo sobre isso, devo publicá-lo no dia 22/02. Você faz uma afirmação muito acertada: ” a espiritualidade tem mecanismos que a nossa razão (e lógica) humana não tem como explicar ou conjecturar.” Não tenho a mínima ideia de como se programe um jogo eletrônico, mas imagino que estejam programadas todas as possibilidades, imagino que haja respostas para todas as possíveis jogadas. Através da literatura espírita constatamos que existe um grande planejamento para uma reencarnação. Como não deve ter sido o planejamento para um caso complexo e importante como esse? Milhares de espíritos participaram dessa programação. Sabemos que em alguns casos o espírito consegue “reescrever” seu planejamento, mas isso deve ser muito fora do comum. Obrigado pela atenção, Wilson.

  29. Olá Morel, tenho estudado a doutrina espírita e concordo plenamente com o que está postado aqui, mas tenho algumas dúvidas:
    – “O amor cobre a multitude dos pecados” (acho que é assim que está dito, creio que pelo apóstolo Paulo). Poderia algum espírito que tivesse aceitado essa forma de resgate antes de encarnar, adotando uma vida de amor e caridade, poder não ter passado por isso?
    -Acredito que a espiritualidade tem mecanismos que a nossa razão (e lógica) humana não tem como explicar ou conjecturar. Fico pensando nos seguranças da boate, que por terem retardado a saída de muitos por alguns minutos, poderiam ter causado o desencarne de muitos. Seriam eles elementos da espiritualidade para o consumamento do que já era planejado (o resgate), ou pessoas que poderiam ter agido com amor – e não terem agido com a preocupação de cobrarem o pagamento das comandas – mas que agora incorrem em débito para com a espiritualidade por causa de suas atitudes?
    Abraços e obrigado pelo artigo e pelo site!
    Wilson

  30. Morel , pode parecer que meu comentário seja um tanto quanto fora de propósito, mas hoje li sobre um caso muito parecido, uma boate na Indonésia onde houve um incêndio e muitas pessoas morreram tragicamente, e após o ocorrido esse local se tornou, como se diz popularmente falando, “mal-assombrado”. Na sua opinião isso é mesmo possível, e no caso dessa boate Kiss, poderia ocorrer o mesmo, o local ficaria carregado de energias residuais das vítimas, energias essas, ruins ?

  31. Juliana, isso que você relata, que nós costumamos chamar de “sonho”, é algo absolutamente normal, que nos acontece quase todas as noites, embora não nos lembremos. Trata-se da projeção astral. Nós mantemos atividades durante o período de sono físico, e podemos ser muito úteis se nos propusermos a isso. Foi o que aconteceu com você. Certamente você auxiliou alguém enquanto o seu corpo físico repousava. Há maneiras de se desenvolver a projeção consciente, que é a faculdade de se manter lúcido durante o sono. Há boas informações sobre isso no site do IIPC. Obrigado, Juliana.

  32. No dia da tragédia acordei umas 3 da manhã. Logo senti tanto cansaço que adormeci. Logo depois sonhei com fogo, peguei o extintor do meu carro mas não funcionava, logo estava numa loja de sapatos e no meio das vendedoras aparece uma moça com cabelo raspado e em meio de pensamento ela queria me dizer que ia morrer, logo em pensamento pensei que fosse câncer e em pensamento o sonho me dizia que ela era uma amiga que estudou comigo logo pensei que teria que falar uma palavra de conforto a ela e em pensamento lhe disse que era pra ela se acalmar, não ficar triste que o céu é um lugar muito melhor que a Terra, que lá ela estaria em paz, senti toda tristeza dela e logo ela sumiu. Acho que Deus me mandou para enviar uma mensagem a alguma vítima, pois o sonho foi sobre fogo, extintor, estudante e morte.

  33. Morel, muito obrigado por sua resposta, pra ser sincero não tinha conhecimento dessa pagina, mas a partir de agora, mesmo não sendo espírita, continuarei a acompanhar e ler seus artigos, que são sempre muito bem escritos, parabéns.

  34. Jackson, milhares de pessoas estão sentindo o que você está sentindo. Por mais cruel que isso possa parecer, tudo na vida tem um aspecto positivo. Um dos fatores positivos dessa tragédia é uma abrupta conscientização de milhares de pessoas. Muitas pessoas, assim como você, nunca mais serão as mesmas. Isso se deve a muitos fatores, alguns imponderáveis, como a reflexão, a empatia, o reconhecimento de nossa fragilidade, a busca de um sentido superior que explique situações como essa. Quanto à distância em que você mora, não há distância para o espírito. O veículo do espírito é o pensamento. E para o pensamento não existe distância. Um abraço.

  35. Morel , li o comentário da senhora Isabela e partilho dos mesmos sintomas e sentimentos, exatamente iguais, porque desde domingo à noite não consigo dormir direito, sinto uma tristeza muito grande, na verdade em certo sentido esse acontecimento me fez refletir muito sobre a fragilidade de nossa atual existência física, comecei a valorizar mais minha própria vida, sendo que essa semana não fumei nenhuma vez, e tenho orado todas as noites agradecendo a Deus por mais um dia de vida, mais uma oportunidade de viver. Isso tudo se torna muito estranho pra mim, porque moro a muitos km de distância no litoral de SC, não tinha qualquer tipo de contato com essas pessoas, nem ao menos por redes sociais, mas mesmo assim, me coloco no lugar dessas pessoas, talvez porque assim como elas também sou jovem. Desde já agradeço essa oportunidade de me expressar, porque isso de alguma forma me faz sentir melhor, já que não consigo encontrar alguém que me entenda completamente.
    Abraços

  36. Rosangela, há pessoas maravilhosas em todos os lugares, isso não é um privilégio do espiritismo. Nesse momento há quase nada de informações e muitas especulações. Obrigado pelo comentário.

  37. Não sou da religião espírita, mas já li e leio muito! Tudo o que é do espiritismo me interessa… Sou diarista e todas as casas em que trabalho são espiritistas, são pessoas maravilhosas!
    Gostaria de receber mais orientações, pois a respeito do que aconteceu na boate… também acho que nada é por acaso e todos estamos aqui para um propósito! Abraços

  38. Jailson, obrigado pela participação. Confesso que desconheço qualquer informação acerca de muito nascimentos de desencarnados da primeira grande guerra. Mas é provável que sim. Não acho que vá haver uma terceira guerra mundial. Na verdade, duvido. Acho que não será necessário, já que acontecimentos trágicos como esse tendem a sensibilizar mais as pessoas. Acho que não haverá uma desgraça em proporções mundiais, mas uma série de fatos esparsos.

  39. Boa noite Morel,
    É uma pena tantos jovens partirem assim. Teve um comentário de Patrícia Borges que dizia que este seria um aviso da terceira guerra mundial. Acho que sim, pois estamos muitos próximos de um grande resgate.
    Acho também que o Brasil abrigou grande parte dos mortos na primeira guerra mundial também, não só os da Segunda Guerra. Nosso país foi o país que mais nascimentos teve no século XX, superando mesmo os países Islâmicos (taxa de natalidade entre 1900-1990). Talvez seja por isso que mesmo sendo tão violento o Brasil é conhecido lá fora como um recanto de paz. Um dos exemplos é o grande Médium Edson Queiroz, desencarnado em Recife, em Outubro de 1990. Ele faleceu na primeira grande guerra, como um oficial alemão.
    Mas realmente, as fotos da boate Kiss lembram os horrores do Holocausto. O próprio delegado da cidade já disse que a Boate se tornou uma grande câmara de gás.

  40. Raphael, eu que agradeço a sua atenção. Já expus minha opinião; concordo com você em relação à data e às características da morte.

  41. Fui eu quem escreveu o artigo que a Patrícia citou aí em cima, no Yahoo Respostas, e aqui está ele mais detalhado, gostaria de mais opiniões, desde já agradeço.
    Coincidências incêndio na boate Kiss e 2ª Guerra Mundial…?
    Não seriam as vítimas desse incêndio na boate Kiss, reencarnações de nazistas que teriam passado por uma expiação coletiva do ponto de vista espírita? Antes de me criticarem olhem as coincidências, no dia do incêndio 27 de janeiro foi o dia mundial em memória do Holocausto, todas as vítimas eram jovens e morreram asfixiadas assim como os judeus nas câmaras de gás dos campos de concentração nazista, o nome da Boate era kiSS (beijar em inglês que é uma língua derivada de povos germânicos), SS era a sigla da polícia nazista, escreva um S, vire o papel e escreva outro S de modo que o segundo passe pelo meio do primeiro e você forma o símbolo da suástica (símbolo tibetano que significa boa sorte), escreva KISS, tire os dois SS e coloque dois LL, fica Kill, matar em inglês, já com quatro letras L, LLLL, quando posicionadas corretamente dá pra formar o símbolo da suástica nazista(que é a tibetana invertida). As siglas de Rio Grande do Sul(RS) e Santa Maria(SM) juntas também tem dois S(SS)

  42. Sei que isso é difícil de assimiliar; não temos um mecanismo em que baste apertar um botão para passar a dor. Mas temos que procurar afastar o pensamento de tristeza, pois pensamento atrai pensamento, e isso forma uma massa psíquica incontrolável que prejudica inclusive as vítimas. Não é fácil controlar os sentimentos, mas a oração contribui muito pra isso. Fique com Deus, Isabela.

  43. Olá Morel. Na sexta-feira, 25.01, meu namorado dizia-se agoniado com alguma coisa, ele estava com um comportamento diferente do habitual, dizia que sentia muita agonia e uma tristeza, que não sabia explicar… Após aplicar Reiki nele, então se sentiu melhor. Talvez ele também estivesse sentido alguma coisa parecida… Quando eu soube da notícia de SM, no domingo, não dei muita importância, mas por outro lado, não consegui dormir direito de domingo pra segunda e nem de segunda pra terça… O choque veio na segunda, fiquei o dia todo mal, triste, e pesquisando coisas sobre o assunto. Não consegui me desligar. À noite, fiz uma oração profunda, chorei muito pelas perdas e pela fatalidade, e como muitos disseram (e é o que até me assusta, tantas pessoas se lembrarem do caso), eu também me lembrei do holocausto e das câmeras de gás… Só sei que essa semana tem sido difícil, não tenho conseguido me concentrar direito nas coisas que faço, pois penso muito neste ocorrido. Sinceramente, eu gostaria de saber, se é que é possível, como estão esses jovens, se eles fizeram contato com algum médium, se encontraram a luz, ou ainda estão vagando, tristes e inconformados. Pode ser que seja impressão minha, ou coisa da minha cabeça, mas sei lá, às vezes sinto que eles estão agoniados, e eu também fico. Não sei explicar exatamente o que sinto, mas é triste. E fico incoformada quando vejo pessoas felizes pois pra mim ainda é um momento de luto. Não perdi ninguém conhecido, mas também sou universitária, e também vou a festas, não sei se de repente estou me colocando demais no lugar das vítimas, às vezes penso na agonia deles lá dentro, é horrível… Olho pras pessoas aqui na universidade, e imagino o ocorrido. Muito ruim a sensação. 🙁

  44. Aos caros amigos encaminho mensagem do Boletim do Serviço Espírita de Informações, órgão de divulgação do Lar Fabiano de Cristo:
    SOBRE SANTA MARIA
    Quantas vezes Chico Xavier chorou abraçado a mães e pais que o procuravam tocados pela profunda dor da “perda” dos filhos amados. Por vezes, Chico chegava a dizer que a dor de uma mãe que enterra o filho é tão grande que não possui nem nome, ao contrário do que ocorre, por exemplo, com um filho que perde o pai (órfão) ou a mulher que perde o esposo (viúva). Na grandeza e sensibilidade de seu coração, Chico – exemplo de cristão-espírita – sabia que aquele não era momento de doutrinação, mas do socorro imediato, do abraço, do aconchego, do partilhar o sofrimento, do chorar junto até, para que aquela imensurável dor se tornasse pelo menos mais suportável, menos dilacerante àquelas criaturas. Muitas daquelas mães e daqueles pais que um dia o procuraram podem até não ter mais regressado a uma Casa Espírita, por terem seus corações vinculados a outras orientações religiosas, mas, certamente, jamais se esqueceram do que encontraram junto a um espírita no momento mais difícil de suas vidas: o amor cristão que nos une a todos.
    Neste instante em que o Brasil se vê abalado pela desencarnação de mais de 230 jovens, vítimas de um incêndio numa casa noturna de Santa Maria (RS), que não nos atenhamos em especular, sobretudo em público – dada a delicadeza do momento –, sobre as possíveis causas pretéritas que teriam engendrado o fatídico acontecimento que reuniu aqueles corações juvenis e seus familiares em experiência tão dolorosa. Embora saibamos, à luz da Doutrina, que tais causas existem, que busquemos, contudo, antes de qualquer coisa, tal como fazia Chico Xavier, trazer esses irmãos ao regaço de nosso peito, na certeza de que também o Cristo, ao tomar conhecimento da morte de Lázaro e diante das lágrimas que caíam dos olhos de Maria, a irmã do amigo, e de outros que com ela estavam, igualmente se sensibilizou e com eles chorou (João, 11: 32-35).
    A todos que, em Santa Maria, se encontram abalados pela separação, temporária – sabemos – dos entes amados, a nossa prece e o nosso abraço fraternal. Que Deus lhes fortaleça o espírito nesta hora e que seus entes queridos, na nova realidade da vida em que se encontram, possam igualmente ser envolvidos nessas vibrações de carinho de tantos corações que se irmanam em solidariedade. Que Jesus, nosso Mestre, amigo e irmão, os ampare.

  45. Eu espero, de todo o meu coração, com toda a força do meu sentimento, que você seja feliz em todos os minutos da sua vida, que todos os seus passos sejam frutíferos, que o mundo e as pessoas sorriam pra você. Eu peço a você as minhas mais sinceras desculpas se escrevi alguma coisa que lhe magoou. Acredite, não foi minha intenção. Deus te abençoe hoje e sempre.

  46. Eu espero que você morra carbonizado bem lentamente. É o mínimo que poderia acontecer com você e toda sua arrogância espírita.

  47. Patrícia, se não publiquei nada neste sentido foi em respeito aos envolvidos, mas nós sabemos que nada acontece por acaso. Dessas coincidências estre o incêndio e a guerra, só vejo credibilidade na data. A questão das letras é forçação de barra. Grande parte dos espíritos que desencarnaram na segunda guerra reencarnaram no Brasil, isso é relatado inclusive nas obras de André Luiz. Obrigado, Patrícia. Desculpe se não dou maiores esclarecimentos, mas por enquanto tudo não passa de especulação.

  48. Felipe, talvez seja muito cedo para construir hipóteses sobre as causas desse desencarne coletivo, mas li um argumento muito coerente e gostaria de saber a sua opinião. Eis:
    “Coincidências – incêndio na boate Kiss e 2ª Guerra Mundial:
    Não seriam as vítimas desse incêndio na boate Kiss reencarnações de nazistas que teriam passado por uma expiação coletiva do ponto de vista espírita? Ou seria algum aviso sobre uma terceira guerra mundial? Antes de me criticarem olhem as coincidências. Ontem, dia do incêndio, 27 de janeiro, foi o dia mundial em memória do Holocausto, todas as vítimas eram jovens e morreram asfixiadas assim como os judeus nas câmaras de gás dos campos de concentração nazista; o nome da Boate era kiSS, SS era a sigla da polícia nazista, escreva um S, vire o papel e escreva outro S de modo que o segundo passe pelo meio do primeiro e você forma o símbolo da suástica nazista, escreva KISS, tire os dois SS e coloque dois LL, fica Kill, matar em inglês.
    Outra coisa interessante, Kiss tirando os dois SS e colocando LL fica Kill, e com quatro letras L, LLLL, quando posicionadas corretamente dá pra formar o símbolo da suástica. (RS) e Santa Maria(SM) também tem dois S(SS)
    E então o que acham?
    Detalhes Adicionais
    Chico Xavier recebeu uma psicografia nos anos 70 em que era relatado pelo mundo espiritual que as vítimas do incêndio no edifício Joelma em 1974 sofreram uma expiação coletiva, pois esses espíritos haviam matado outras pessoas queimadas quando encarnados na época das cruzadas, e o incêndio do circo em Niterói, em 1961, seria algo relacionado à época do império romano.
    Desde já agradeço as respostas.”
    Fonte: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20130128074912AAVK0nW
    Não devemos esquecer também que o Rio Grande abriga muitos descendentes de alemães.
    Patrícia Borges.

  49. Iva, acredito que por ser um acontecimento marcante, de grande porte, muitas pessoas captaram, de algum modo, que algo estava para acontecer. Tenho ouvido relatos neste sentido. Eu mesmo sonhei no dia 11/01 com uma espécie de pavilhão de onde saía fumaça e que sofreria uma explosão. Estranhei muito o fato de as pessoas não saírem lá de dentro sabendo que haveria a explosão. Como ao despertar dessas projeções ou “sonhos” nosso cérebro físico mistura imagens, neste “sonho” quem iria detonar a explosão, em caráter oficial, era a presidente Dilma. Na noite da tragédia, sonhei que estava com uma colega de Santa Maria, com quem não tenho nenhuma intimidade, e explicava a ela sobre o artigo que eu havia escrito, “Espiritismo e televisão”, que se refere a situações desse tipo veiculadas pela grande mídia. Obrigado pelo depoimento.

  50. Olá, bom dia a todos, sou uma pessoa espírita, tenho uma casa de trabalhos espirituais, no sábado dia 26 tivemos trabalhos, depois do trabalho fui dormir e de madrugada acordei assustada pois sonhei que estava num lugar público, um clube, e estava cheio de fumaça quando assisti o que tinha acontecido qual foi minha surpresa, o lugar que sonhei era igual a esta boate. Tenho feito muitas orações por estas famílias e também por estes espíritos, que os bons guias de luz conduzam para o esclarecimento.

  51. Tenho muita pena dos familiares que perderam seus entes queridos, principalmente das mães. Soube que tem uma senhora que perdeu seu 2 belos filhos, muito triste… Enfim, só Deus para confortar essas pessoas. Não sou espírita, sou simplesmente cristã e respeito as religiões.
    Acredito que, quando vimos a esse mundo, a data e a maneira da nossa partida já foi determinada, a não ser que a encurtemos, como é o caso dos suicidas (temos o livre arbítrio).
    Também acredito que se essa tragédia aconteceu dessa maneira, houve a permissão de Deus e ele sabe todas as coisas… embora não as compreendamos.
    Se foram nazistas, em outras vidas, as vítimas, não podemos afirmar.
    Sempre estamos buscando explicações, e isso é natural e saudável.
    Se não podemos estar fisicamente próximos desses familiares, devemos, assim, orar e pedir a Deus que conforte a todos e que cuide das almas que partiram.

  52. Boa tarde, Morel.

    Gostaria de um comentário seu a respeito da situação dos pais, filhos, irmãos, etc, que sofrem muito com o acontecido em Santa Maria. Estariam eles também em um processo de débitos anteriores, uma vez que o sofrimento deles é algo imensurável? Obrigado.

  53. Cláudia, nada é por acaso. Mas como você lembrou, o momento é muito sofrido, não cabe agora especular sobre prováveis causas pretéritas dessa tragédia. Obrigado pelo comentário.

  54. A respeito desta tragédia em Santa Maria, como o amigo Igor Rocha aí falou, eu também tive a mesma sensação que ele, me veio na memória imediatamente as vítimas das câmaras de gás do nazismo. Para minha surpresa, hoje vi na internet uma notícia dizendo que o gás formado neste incêndio foi igual ao usado pelos nazistas. Coincidência ou não, e sendo eu apenas uma simpatizante da doutrina espírita mas sem qualquer grau de autoridade para afirmar algo, achei que o jeito como as coisas aconteceram muito estranhamente parecidas com a época do Holocausto e fiquei imaginando se não deveria ser algum resgate de carma. Quem sabe? De qualquer maneira, mesmo que seja, é muito sofrido e peço aos amigos espirituais que ajudem as famílias a continuar vivendo. Abraços a todos.

  55. Cisia, eu fico com a opinião de Emannuel, que postei nos comentários. É a explicação mais racional. Obrigado, Cisia.

  56. Eu estava refletindo sobre a tragédia. Olha, Morel, eu tenho muita fé em Deus e em milagres. Será que o que aconteceu tem a ver com fim dos tempos? Pois veja bem, nome da festa: Agromerados que pode ser uma gíria, aglomerados, vejam a forma que os corpos foram encontrados dentro da boate. O que você me diz? Inocentes ou não, qual a sua teoria?

  57. Quetlin, eu não acredito nem em coincidência nem em destino. Acredito na Lei de causa e feito. Esta jovem a que você se refere certamente não desencarnou por causa da sua atitude de crítica no passado. Se pagássemos esse preço pelas críticas que fazemos, eu já teria morrido um monte de vezes. Mas eu entendo o seu questionamento, entendo que essa “ironia do destino” não lhe saia da cabeça. Que isso nos sirva de aprendizado. E que essa jovem, assim como todas as outras vítimas, aceite o socorro dos espíritos trabalhadores e se adapte o mais facilmente possível à sua nova situação. Fique com Deus, Quetlin.

  58. Olá, da minha cidade morreram 7 jovens no incêndio de Santa Maria, mas o que me chamou a atenção é que em agosto do ano passado teve um incêndio aqui na minha cidade que é Ijuí, e por ser uma cidade pequena tinha apenas 3 bombeiros de plantão e o restante de folga, mas os que estavam de folga foram ajudar mesmo sem o fardamento para não haver vítimas.
    o caso é que uma menina que está entre esses 7 jovens da cidade que morreram em S.M., na época criticou muito os bombeiros aqui de Ijuí-RS, falando que antes de os bombeiros salvarem as vítimas eles tem que estar preparados pra isso, e criticou bastante a população também, causando uma revolta no site aqui da cidade.
    E consequentemente ela morreu em um incêndio na cidade em que estava estudado, nesta boate.
    Será que foi coincidência ou destino? Sei lá, isso não me sai da cabeça.

  59. Nessas horas eu agradeço a Deus pela Doutrina espírita que vem abraçar com o seu manto de esclarecimento, tenho certeza que outras escolas religiosas também serão grandiosas consoladoras neste momento, no entanto, nós que estudamos as bases do espiritismo, mesmo que não sejamos os donos da verdade, temos talvez um contato ainda mais aprofundado sobre esses acontecimentos. Será um momento de conhecermos nossa fé?! De um mergulho profundo sobre nossas dúvidas? Mais do que isso, um momento de oração para os nossos irmãos que estão passando por uma prova pela qual com a graça de Deus serão esclarecidos e consolados.

  60. Essa noite fui deitar 2h30 da manhã, no mesmo horário iniciou o incêndio. Deitei e não consegui dormir, fiquei acordado, meio que aflito com algo que estaria acontecendo e que eu não sabia dizer o quê! Quando acordei pela manhã, minha tia estava gritando indignada pela casa: “Como que acontece uma coisa dessas” “Meu Deus isso é possível?”
    Na hora que vi a notícia e fiquei sabendo que os seguranças fecharam as portas, me lembrei das Câmaras de Gás do Holocausto e entrei em profundo sentimento de tristeza.
    Meus pêsames às famílias e que a Energia Divina desça sobre elas e as conforte. Que os Espíritos Auxiliadores ajudem na conformação daqueles que desencarnaram. Paz e Luz :/

  61. Caro amigo Morel, não encontro palavras a altura de sua cordial mensagem a uma tragédia deste porte. Para nós espíritas, reserva-nos o conhecimento da famosa lei “causa e efeito” que, de certa forma, adorna ainda mais nossas preocupações acerca do caso e multiplica nossas responsabilidades em desdobrarmo-nos em silenciosas vibrações de amor e paz aos familiares que transitam, neste momento, no ardor do sofrimento e aos desencarnados que, como não nos é estranho à causa, encontram-se, por certo, cambaleantes entre dúvidas inenarráveis. Um abraço meu amigo.

  62. QUE BENFEITORES ESPIRITUAIS ESTEJAM PRESENTES E AJUDANDO O DESPERTAR DELES !!! DEUS OS ACOLHA E MUITA, MUITA MISERICÓRDIA!!!

  63. Para quem busca uma resposta para acontecimentos como esse, há uma mensagem de Emannuel neste sentido:

    COMO A DOUTRINA ESPÍRITA ENTENDE “DESENCARNAÇÕES COLETIVAS”, pelo Espírito Emmanuel:

    – Sendo Deus a Bondade Infinita, por que permite a morte aflitiva de tantas pessoas enclausuradas e indefesas, como nos casos dos grandes incêndios?

    (Pergunta endereçada a Emmanuel por algumas dezenas de pessoas em reunião pública, na noite de 23-2-1972, em Uberaba, Minas.)

    RESPOSTA:

    Realmente reconhecemos em Deus o Perfeito Amor aliado à Justiça Perfeita. E o Homem, filho de Deus, crescendo em amor, traz consigo a Justiça imanente, convertendo-se, em razão disso, em qualquer situação, no mais severo julgador de si próprio.

    Quando retornamos da Terra para o Mundo Espiritual, conscientizados nas responsabilidades próprias, operamos o levantamento dos nossos débitos passados e rogamos os meios precisos a fim de resgatá-los devidamente.
    É assim que, muitas vezes, renascemos no Planeta em grupos compromissados para a redenção múltipla.

    Invasores ilaqueados pela própria ambição, que esmagávamos coletividades na volúpia do saque, tornamos à Terra com encargos diferentes, mas em regime de encontros marcado para a desencarnação conjunta em acidentes públicos.

    Exploradores da comunidade, quando lhe exauríamos as forças em proveito pessoal, pedimos a volta ao corpo denso para facearmos unidos o ápice de epidemias arrasadoras.

    Promotores de guerras manejadas para assalto e crueldade pela megalomania do ouro e do poder, em nos fortalecendo para a regeneração, pleiteamos o Plano Físico a fim de sofrermos a morte de partilha, aparentemente imerecida, em acontecimentos de sangue e lágrimas.

    Corsários que ateávamos fogo a embarcações e cidades na conquista de presas fáceis, em nos observando no Além com os problemas da culpa, solicitamos o retorno à Terra para a desencarnação coletiva em dolorosos incêndios, inexplicáveis sem a reencarnação.

    Criamos a culpa e nós mesmos engenhamos os processos destinados a extinguir-lhe as conseqüências. E a Sabedoria Divina se vale dos nossos esforços e tarefas de resgate e reajuste a fim de induzir-nos a estudos e progressos sempre mais amplos no que diga respeito à nossa própria segurança. É por este motivo que, de todas as calamidades terrestres, o Homem se retira com mais experiência e mais luz no cérebro e no coração, para defender-se e valorizar a vida.

    Lamentemos, sem desespero, quantos se fizerem vítimas de desastres que nos confrangem a alma. A dor de todos eles é a nossa dor. Os problemas com que se defrontaram são igualmente nossos. Não nos esqueçamos, porém, de que nunca estamos sem a presença da Misericórdia Divina junto às ocorrências da Divina Justiça, que o sofrimento é invariavelmente reduzido ao mínimo para cada um de nós, que tudo se renova para o bem de todos e que Deus nos concede sempre o melhor.

    Mensagem psicografada por Francisco Cândido Xavier, constante do livro Chico Xavier Pede Licença, de Francisco Cândido Xavier e J. Herculano Pires, publicado pelo GEEM – Grupo Espírita Emmanuel S. C. Editora.

  64. Isso é comum, Analise, não há com que se preocupar. Quando nosso corpo físico dorme, ficamos mais livres da matéria e mantemos atividade. Procure manter-se em paz e enviar bons sentimentos aos envolvidos.

  65. Sei que é difícil de se acreditar mas assim que acordei as 4 h da manhã a primeira coisa que eu pensei foi algo de ruim vai acontecer e então tentei voltar a dormir e então agora as 14 h 20 da tarde eu me acordei e havia sonhado com um acidente desses mas parecia que eu estava lá que eu fazia parte daquelas pessoas todas por favor tentem acreditar pois estou com medo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.