Vídeo

“Não vai ter Copa”, intolerância religiosa

Meu comentário no Youtube : “Não vai ter Copa”, intolerância religiosa, estrangeiros que falam mal do Brasil, Governo e Pátria, homofobia, Espiritismo.

 

Em Março começarei a publicar vídeos com o estudo do Evangelho de Lucas numa abordagem espírita original e inovadora.

Convido você a se inscrever no meu canal no Youtube clicando em meu nome: Morel Felipe Wilkon

Obrigado!

 

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

9 Comentários

  1. Marcelo, os orixás representam forças da natureza, são características atribuídas à divindade que se assemelham às características humanas. Cada um de nós tem determinadas características, positivas e negativas, que nos aproximam das características de algum orixá.
    Nunca dei importância a previsões. Mas acredito que sejam alertas dados pela espiritualidade superior para prevenir que determinadas coisas aconteçam. A maior parte das previsões nos dadas como avisos para que evitemos estes acontecimentos previstos de se concretizarem.

  2. Prezado Morel, meu nome é Marcelo Gonçalves Martins. Frequento o Kardecismo há 20 anos. Claro que sempre ficam arestas a serem respondidas e sempre ficarão. Mas o que venho pedir sua opinião em particular é sobre dois assuntos: 1° O que você pensa/acha sobre Orixás? 2° Minha esposa é evangélica doentia, o que você acha sobre previsões ou revelação (assim chamadas pelos evangélicos). Aguardo vosso comentário.

  3. Lembremos desta frase do Chico: “O desespero é uma doença, e um povo desesperado lesado por dificuldades enormes, pode enlouquecer, como qualquer indivíduo. Ele pode perder o seu próprio discernimento. Isso é lamentável, mas pode-se dizer que tudo decorre da ausência de educação, principalmente de formação religiosa”.

  4. Eu detesto futebol e por mim era bom que não tivesse copa mesmo, mas já está decidido, né ,fazer o que, parabéns pelo comentário Morel, luz.

  5. Saudações Morel. Ainda há poucos dias vi um documentário “Testemunha: Rio” onde o fotojornalista Eros Hoagland faz uma incursão pelas favelas do Rio de Janeiro. O documentário mostra como a pouco tempo da realização da Copa do Mundo, a cidade tem assistido a uma guerra aberta entre a polícia e os gangues de Droga. Tudo em prol de uma ” limpeza” para que os turistas que se avizinham não fiquem com uma imagem negativa sobre o país. Concordo em parte, que essa limpeza deva ser feita, pela segurança dos seus próprios habitantes, e não tanto para mostrar aos visitantes ” que está tudo bem”. A intenção é boa, mas o propósito… Posso referir o nosso exemplo aqui em Portugal aquando o Euro 2004. Aproveitando, a euforia, as passagens da equipa nacional pelas eliminatórias, o nosso então, primeiro ministro Durão Barroso, aproveitou para ” fugir” para Bruxelas para um cargo de alta categoria. Deixando o país pós ressaca fim de Euro 2004, em completo caos com administração provisória. Realmente, o futebol tem impacto no Governo, um anda aliado ao outro. Concordo que o país Brasil deve ser mostrado de forma diferente do país Governo. Não gosto de política, embora respeite enquanto cidadã as regras e normas de conduta que me são impostas pelo Governo, e também não gosto de futebol, pois acho que chega a pecar pelo exagero… Fanatismo exacerbado e ridículo, chegando a despertar nas pessoas o lado mais animalesco ( atos de violência contra jogadores, desafetos entre adeptos de clubes) … Ainda este mês desencarnou uma grande figura no futebol português, Eusébio. Quando se soube da sua partida, a estátua em sua homenagem que está frente ao estádio do Benfica, foi totalmente repleta de homenagens, cachecóis de vários clubes que o respeitam e admiram enquanto jogador e pessoa, enfim comparando a fadista Amália, um símbolo nacional. Mas logo, despertou a ignorância de alguns que insistiram em retirar os objetos e cachecóis que não fossem simbólicos ao Benfica… Absurdo! A estátua teve de ser vedada de modo a não ser continuamente vandalizada! O homem ” morre” e mesmo com 3 dias de luto nacional em seu respeito, existem pessoas que não esquecem as diferenças clubistas. Por isso, eu entre conhecidos não gosto de debater diferenças entre, política, futebol e religião. Creio que devemos apelar ao bom senso e tolerância pois vejo que são estás três ” coisas” , as que mais controvérsia causam entre o ser humano. Quando vejo alguém entrar pelo caminho da discussão que não leva a nada neste tema, eu paro, reflito e digo a mim mesma ” ok. Leva lá a taça!” Prefiro não impor a minha razão. Pois cada um tem a sua. Bem haja!

  6. Bom Dia Morel,

    Ótima iniciativa essa do vídeo. Mas, gostaria de te pedir que mesmo fazendo o vídeo, não deixasse de escrever ou de fazer mensagens em áudio. Tenho uma vida muito corrida entre trabalho e faculdade, muitas vezes chego em casa às 23:00 horas da faculdade e tenho que estudar até duas da manhã para acordar novamente às 5:30 e recomeçar. Durante o meu dia eu acesso somente a internet para conteúdo livre aqui do trabalho, e o acesso é muito limitado, não permite por exemplo que eu veja vídeos. Por isso, se for possível, faça o evangelho de Lucas também em aúdio… Ficaria muito agradecida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.