Colaboradores

O Evangelho no Lar

evangelho no lar
A prática do Evangelho no Lar

ARTIGO DE AUTORIA DE ANA BLUME

É muito importante a prática do Evangelho no lar. Da mesma forma que é preciso manter a mente em ligação com as vibrações positivas de nossos irmãos superiores, para que, dessa forma, sejamos guiados a pensar, realizar decisões e a nos comportar de acordo com os princípios morais do Evangelho de Jesus, também é preciso manter higienizado o ambiente onde passamos grande parte de nossas vidas.

Somos ainda espíritos em evolução. Por essa razão, é comum termos, ainda, grande quantidade de pensamentos e emoções negativos – nos sentimos perdidos, tristes, raivosos, culpados… Isso é comum, e não devemos nos julgar menores por sentirmos tais coisas. Porém, todos os nossos pensamentos e emoções são energias que se acumulam no ambiente feito pó. Ora, se nossos pensamentos ainda são majoritariamente negativos, é normal que nos ambientes onde nos encontramos com frequência fiquem acumuladas essas energias pesadas.

Sendo o lar o ambiente principal de nossas vidas – o lugar onde dormimos, comemos, e mantemos nossos laços com as pessoas de nossa família -, teremos certamente grande quantidade dessas energias. Às vezes chegamos em casa esgotados, irritados, melancólicos por algo que nos tenha acontecido durante o dia, e é dentro de nossa própria casa que as energias causadas por esses pensamentos ficam.

É preciso então higienizar o ambiente, para que haja a renovação de energias, para que o ambiente torne-se leve e nos sintamos verdadeiramente protegidos, junto das pessoas que amamos. É através do Evangelho no lar que podemos realizar essa limpeza.

Um dos aspectos mais importantes do Evangelho no lar é a sua frequência. Recomenda-se que se faça o Evangelho no lar uma vez por semana, sempre no mesmo dia e mesmo horário. Isso acontece porque, tal como numa reunião num centro espírita, espíritos protetores se aproximam para nos auxiliar em nossa tarefa (a realização do Evangelho no lar), e se programam para retornar ao mesmo local, no mesmo dia e horário, para o prosseguimento do trabalho.

Por isso é importante saber que o Evangelho no lar é um compromisso – com nós mesmos, com aqueles que moram conosco e com os bons guias do plano espiritual. Precisamos demonstrar seriedade e disciplina em nossa intenção de nos melhorarmos. Por mais que apareçam interrupções ou problemas a serem resolvidos, no dia e horário escolhido para o trabalho, façamos antes de tudo o Evangelho, sabendo que a harmonização do lar e do espírito é uma prioridade.

Não criemos tampouco desculpas para adiar a prática do Evangelho. Mesmo quando envolvidos em atividades importantes, ou prazerosas, não nos fará mal interrompê-las durante alguns minutos para fazer a tão necessária limpeza espiritual de nosso lar. Podemos voltar a elas logo em seguida, com maior disposição para realizá-las, tendo tido nossas energias revigoradas.

Ana Blume é estudante de Sociologia e espírita desde os 7 anos – Idealizadora do blog “O Evangelho Segundo o Espiritismo Simplificado”

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

5 Comentários

  1. Obrigada Morel, Rodrigo, Maria da Graça e Josiane! Que todos nós possamos, a nosso modo, praticar a higienização do lar e da mente, com disciplina e disposição!

    Um grande abraço a todos!

  2. Eu tenho o hábito de fazer o evangelho no lar, é a hora que eu falo com mais confiança, pois sei que meus irmãos estão ali comigo, sinto sua presença, o ambiente muda; antes, ouço música, leio, quando já está chegando o horário para a leitura do evangelho, coloco a água para a fluidificação e leio de acordo com o assunto do outro dia, sim porque eu faço aos domingos às 20:00 e segunda vou ao centro espírita onde o assunto é o mesmo que li em casa. Façam o evangelho em casa, sinto tanta energia boa, te dá força, o sono então é abençoado…, se eu falar mais, será um texto. Um abraço a todos!

  3. Muito bom, Ana. Eu tinha dado uma parada com o evangelho no lar, mas com o seu artigo fui intimado a recomeçar, obrigado amiga e muita paz.

  4. Um belo texto. Confesso que não pratico o Evangelho no lar, mas necessito ler e estudar todos os dias, parece que preciso reforçar minha “crença”, meu espírito pede! Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.