Colaboradores

Os espíritos que estão reencarnando

anjo decaído
Anjo caído…

ARTIGO DE AUTORIA DE RODRIGO PNT

É interessante a analogia que podemos fazer dos espíritos que estão reencarnando nos dias atuais com o Satanás teológico pregado pelos católicos e protestantes. Sim, a teologia dos demônios conhecida como demonologia, a queda do anjo Lúcifer provocando toda a perdição humana nada mais mostra que a queda da própria humanidade. Sim, a queda da raça adâmica neste mundo é que trouxe toda essa impressão da existência de um anjo caído expulso da presença da Divindade.

A teologia da igreja formou-se ao longo dos séculos através da consulta dos escritos bíblicos, tanto os livros canônicos quanto os não canônicos, a igreja esteve mergulhada em densas trevas na Idade Média e isso durante mais de mil anos, então tudo o que se tem na teologia moderna nada mais é do que um reflexo disso, da caça às bruxas, aos demônios, das fogueiras, dos suplícios e de toda a guerra em torno do cristianismo com os exércitos católicos envolvendo todo um período de ignorância religiosa extrema, um tempo que ficou registrado na memória da humanidade e que por isso a teologia continua enxergando um deus medieval bruto e inconsequente que se arrepende daquilo que faz e para consertar os seus erros põe a perder as suas criaturas com fogueiras e dilúvios, seja aqui ou após a morte.

Sendo assim, precisa haver uma figura contrária aos seus desígnios para que houvesse justificação à sua cólera é essa figura é Satanás, o anjo rebelde, uma personificação daquele mal que habita dentro do próprio ser humano. Vemos nesse ensinamento quase um ideal de vida em alguns cristãos. Sinceramente, penso que alguns dos crentes que circulam nas numerosas denominações evangélicas hoje, não conseguiriam viver sem a ideia fixa da existência de Satanás. Precisam de um bode expiatório, alguém para acusar, culpando-o pelas suas próprias falhas, já que eles não conseguem lidar com o seu homem interior, como falava Paulo, o apóstolo. Esse homem interior é o monstro mais terrível que conheço, já que se esconde dentro dessa capa de perfeição que nós demonstramos ter, e é isso que vai nos machucar terrivelmente após o desencarne, quando as confrarias sociais findarem e nos depararmos com o que realmente somos.

Alguns não se aceitam e se julgam sem ao menos se dar uma chance, por isso perambulam pelas regiões umbralinas por longos anos, outros na erraticidade perseguindo aqueles que se encontram ainda encarnados lhes frustrando os ideais e procurando um meio de que todos se sintam frustrados como eles, são esses que se transformam nos verdadeiros demônios, tirando proveito da mediunidade ostensiva das suas vítimas e lhes possuindo o corpo, se é que podemos falar assim.

Pessoas doentes durante quase toda a vida, loucas encarceradas nos centros psiquiátricos ou nas cadeias populosas do nosso país, porém certamente que isso tudo não acontece a eles por acaso, mas cada um tem um carma, não que haja um fatalismo nesse carma, porque elas o podem mudar, mas a ignorância misturada com o fanatismo religioso os prejudica mais ainda, tanto ao ente encarnado quanto ao desencarnado, vítima e algoz são prejudicados pelo sectarismo religioso.

A doutrina dos anjos caídos nada mais é do que uma sombra da trajetória da própria raça adâmica decaída do seu estado original, ou seja, quando essa raça não pôde mais continuar habitando no seu planeta de origem por causa da sua conduta errônea, visto que a transição moral e intelectual havia chegado àquele planeta, assim como chegará a este. Sim, eles, o povo adâmico, tiveram que deixar o seu lar visando melhorar-se e após isso voltariam ao planeta de origem, por isso foram trazidos aqui nessa Terra nossa de cada dia. Automaticamente, eles foram os grandes professores do nosso passado remoto e mais atualmente os grandes cientistas de renome que nos proporcionaram um certo avanço científico, mas após tudo isso volveram ao seu planeta de origem nos deixando grande legado, também nas artes.

Os espíritos que encarnam hoje são entes de um passado remoto e cheios de suas condutas retrógradas, alguns são espíritos de controle natural, seres aos quais lhes foram entregues alguns comandos da natureza, ou algumas regiões que após exploradas e chegadas ali o progresso, perderam suas ditaduras de controle espiritual, por isso muitos renascem em meio a guerrilhas em regiões de caos, ou favelas urbanas visando compreenderem o que sua conduta fez, seja no plano espiritual ou no físico, já que tais espíritos foram também grandes reis e líderes do passado daquelas regiões, eles reencarnam ali mesmo para viver tudo aquilo que semearam e dessa maneira podemos dizer que eles caem da sua posição, como Paulo, o apóstolo, fala sobre as potestades e poderes que habitam os lugares celestiais:

Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus.” Éfesios 3: 10.

Porque pela propagação do evangelho do Cristo bendito essas potestades deveriam entrar em dissolução e assim reencarnar para o aprendizado, por isso vemos hoje muita maldade, pois o que Jesus disse a João na revelação está literalmente se cumprindo:

Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.” Revelação de João 12: 12.

Ora o diabo são esses espíritos que estão na erraticidade e governam certas regiões, como dissemos acima, são espíritos antigos e rebelados contra a lei do cosmos os quais perpetuam suas más ações e por isso acontecerá com eles como aconteceu à raça adâmica lá no princípio do nosso planetinha azul, serão extraditados, digamos assim, para regiões inferiores do planeta em formação, o eterno lago de fogo do livro que acabamos de consultar.

O lago de fogo do livro das revelações de João, no capítulo 20, versos 14 e 15, nada mais é que um planeta jovem, ainda se formando, mas esse fogo nós sabemos não ser eterno, visto que dizemos geleiras eternas para algumas regiões da Terra e no entanto sabemos não serem essas geleiras eternas. Lá esses espíritos serão reencarnados e começarão tudo novamente, e após algum tempo de reflexão mudarão os seus atos e poderão retornar. Mas pense o tamanho do legado progressivo que eles deixarão lá. Esse é o nosso Criador, é assim que o vejo, sempre Onipotente, Onisciente e Onipresente, justiça e amor não por atributo, mas sim por essência.

Rodrigo PNT É presbítero evangélico e admirador e estudioso da Doutrina Espírita.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

15 Comentários

  1. Excelente texto, Rodrigo, com riquezas de informações que verdadeiramente nos mostram o quanto você é espiritualizado. Sim, porque abraçar o estudo dentro do meio evangélico só sendo muito espiritualizado. Mas você conhece o passarinho João de Barro? Ele busca barro selecionado para construir sua casa, assenta pedacinho a pedacinho junto com sua saliva para dar firmeza e segurança. Continue assim buscando através dos estudos o material que precisas para construir tua casa, ninguém precisa saber onde buscas o barro selecionado, mas misture com a luz que DEUS te deu, e ajude o meio em que ELE te colocou, sei que é difícil, mas creia, não te faltara barro nem saliva. Muita paz a todos.

  2. Como sempre tenho muita sintonia com seus textos, vejo que existe muito estudo através deles, e isso compartilho, nada é dito ao vento.
    Tudo que sai do convencional incomoda, é fato.
    Mas para mim é gratificante aprender sempre.
    Continue, irmão, você deve escutar o seu coração, mente aberta, em sintonia com o cosmo, Deus.
    Um abraço de luz, e obrigada.

  3. Que Deus continue abençoando a sua fé, Rodrigo. Ele sabe por que você foi chamado do seu ministério para esta visão tão maravilhosa do evangelho.
    Orarei por você irmão, abraço fraterno.

  4. Bom dia Rodrigo! Muito esclarecedor seu texto, precisamos de dirigentes com esse entendimento.
    Peço autorização para divulgar esse texto em minha rede social. Fiquemos em paz.

  5. Cada vez mais eu chego à conclusão de que a reencarnação explica praticamente TUDO, seja por expiação ou prova. Espero estar encarnada no momento em que todas as religiões se unirem por um mesmo ideal: Seguir o Cristo. Segui-lo e entender suas mensagens, principalmente a da reencarnação. Não estou querendo dizer que o espiritismo deva ser seguido por todos, de forma alguma, mas que simplesmente a reencarnação seja uma verdade universal e, inclusive, até comprovada cientificamente, se é que já não foi. Acredito que estamos no caminho, o autor do texto é um grande exemplo disso.

  6. O fogo eterno é o meio mais usado pela teologia para manter os inocentes em obediência. O medo do inferno é o que mantém muitas pessoas na igreja. Alguns acham que isso é bom, visto o estágio evolutivo de alguns, porém eu penso que verdade nenhuma pode vir da mentira e do medo, sei que muitos pastores conhecem por experiência as verdades espirituais que acreditamos e mesmo assim não abrem os olhos dos seus rebanhos. Isso sim é maligno e diabólico.

  7. Nossa, que texto incrível. Muito cheio de informações para alimentar o conhecimento e a reflexão. Fiquei até tonta de tanta informação hahaha (Depois que eu digerir eu volto e faço um comentário mais bacana).

    Paz, gente. <3

  8. Queridas Elsa e Josiane, realmente é dificil conciliar as duas vertentes religiosas e mesmo que eu me esforce, acreditem, passo uma luta horrível para manter-me assim, passo longos períodos sem escrever nada porque existem forças religiosas espirituais que me atacam constantemente por causa da minha crença espírita evangélica e além do mais parei de exercer o ministério de presbítero por causa disso. Vejam que perdi muito por manter o meu ideal, mas não falo sobre a minha fé com qualquer um e nem compartilho nada do que creio nas redes sociais por que sei que seria muito prejudicial pra mim visto que seria julgado pelos religiosos de plantão. Assim eu prossigo tendo muito cuidado com o que falo. Muita paz pra vocês, tá? e obrigado.

  9. Olá Rodrigo, os meus questionamentos são os mesmos da Elza, essa semana mesmo eu li por acaso um texto cujo o título era “Os erros do espiritismo”, escrito por um irmão evangélico, fiquei chocada, pois ele descreveu o espiritismo como uma religião não cristã e satanista, afirmando que somos pobres humanos sendo usados por demônios, e que até utilizamos de rituais. Já as suas palavras demonstram o quanto a sua mente é aberta ao aprendizado eterno. Saiba que é muito bom ler os seus textos. Gostei muito dessa passagem: “Precisam de um bode expiatório, alguém para acusar, culpando-o pelas suas próprias falhas, já que eles não conseguem lidar com o seu homem interior, como falava Paulo, o apóstolo.” Fique em paz!

  10. Muito bom e realmente esclarecedor o seu texto Rodrigo, mas deixou-me bastante curiosa… Como é possível ser evangélico e ao mesmo tempo adotar a doutrina espírita? Sou ex-evangélica, sei o quanto o espiritismo é demonizado por lá.
    Tenho sido perseguida pela minha família até hoje, ao ponto de ter os meus perfis no face vigiados e censurados por tios e primos pastores, por isso decidi não postar mais nada de cunho espírita, para evitar dissabores… Diga-me, qual fórmula você usou para chegar a esse maravilhoso e quase impensado casamento de idéias? Como os membros da sua igreja te vêm? Abraço.

    PS: Até onde tenho ouvido, estamos irremediavelmente condenados ao fogo eterno… E aí? Rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.