Mídia e sociedade

Espiritismo e consumismo

shopping center

Morel Felipe Wilkon

Ouça este artigo na voz do autor

O consumismo faz do consumo o objetivo da vida. O Espiritismo trata do tema nas questões 711 a 717 do Livro dos Espíritos. A Questão 715 traz a seguinte pergunta:

– Como pode o homem conhecer o limite do necessário?

– “Aquele que é ponderado o conhece por intuição. Muitos só chegam a conhecê-lo por experiência e à sua própria
custa.”

Nunca tivemos tantas oportunidades de lazer como hoje. Nunca tivemos acesso fácil à diversão como hoje. Nunca tivemos tanta informação ao nosso alcance. Temos mais oferta de alimentos, vestuário, tecnologia, conforto. A expectativa de vida aumenta cada vez mais. As condições de saúde pouco a pouco melhoram. Ignorar esses fatores é desconhecer o passado.

Isso tudo é bom? Depende. É bom se soubermos tirar proveito do que nos é proporcionado. Mas pode não ser tão bom se nos deixarmos escravizar por essas “facilidades”.

A grande mídia tem sua parcela de responsabilidade nisso. Tratei disso neste artigo: A grande mídia e você

O consumismo é uma armadilha em que todos os que não estiverem bem atentos caem. O consumismo faz do consumo o objetivo da vida. Você esquece que é espírito imortal, que tem muitas coisas grandes pra conquistar, que tem que estudar, e se esclarecer, e acompanhar a popularização da informação, e se tornar uma pessoa melhor, e prestar atenção às razões da vida.

criança cheia de sacolas
O consumo não pode ser objetivo de vida

O consumismo é o golpe mais baixo de Satanás. Se assustou com a palavra? Só a utilizei pelo seu sentido etimológico. Satanás quer dizer adversário. E o adversário do espírito é tudo o que nos prende à matéria. A pornografia é um golpe baixo. As drogas são um golpe baixo. Mas qualquer pessoa minimamente decente sabe que pornografia e drogas não são coisas muito aconselháveis. Já o consumismo, quase sempre, é disfarçado com nomes bonitos. E toma conta da vida de muitas pessoas.

Você já se deu conta de que o consumismo invade todas as áreas da vida? Inventam modas de roupas e cabelos e sapatos e bolsas e você vai lá se fantasiar e deixar o dinheiro que ganhou em troca do seu tempo. O seu trabalho é o seu tempo. Quando você gasta dinheiro está gastando, também, o seu tempo.

Inventam remédios e vitaminas milagrosas pra você curar doenças que talvez nem tenha. Você compra. Inventam produtos de beleza para você ficar ou se achar mais bonita, você compra. Inventam alimentos artificiais que lhe dão prazer momentâneo e você compra. E come. E engorda. E perde a autoestima. Então compra mais cosméticos, e mais remédios.

Você consome demais. E gasta demais. Então se endivida. Faz empréstimos. Dá lucro aos bancos, que se regozijam com a sua desgraça. E você fica deprimido. Então pode beber, e fumar, e dar lucros a empresários inescrupulosos. Ou comprar mais roupas, a última moda, se distrair das durezas da vida que você construiu.

O consumismo alcança até a religião. Tem igrejas que existem para ganhar dinheiro. Você não é consumista assim, é? Que coisa horrível gastar uma reencarnação rica em possibilidades em função de consumir futilidades.

O que levaremos conosco disso tudo que consumimos? Nada. Montes de desilusão, só isso. Que os espíritos encarnados que atualmente recém despertam da sua animalidade se deixem hipnotizar pelo consumismo, é compreensível. Eles devem estar aprendendo alguma coisa com isso. Mas você, que sabe que a realidade é muito mais do que as vitrines de um shopping Center, livre-se dessa escravidão ridícula. Invista o seu tempo, o seu dinheiro e a sua energia em coisas úteis e construtivas!

Imagine desencarnar com pouco esclarecimento e lembrar que o tempo que você gastou consumindo e se entretendo com futilidades comerciais você podia ter investido em coisas relativas ao espírito, à Vida, a Deus.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

13 Comentários

  1. DO PÓ VIESTES E AO PÓ RETORNARÁS.
    DESSA VIDA NADA SE LEVA.
    SÓ AS LUTAS INTERNAS QUE CONQUISTAMOS E AS NOSSAS DERROTAS MORAIS. NÃO COMPRO MUITAS ROUPAS, NORMALMENTE AS MINHAS ROUPAS DURAM MUITO. SÓ TENHO UM PAR DE SAPATO E UM PAR DE TÊNIS, QUANDO ESTES FICAM VELHOS SÓ ASSIM COMPRO OUTROS. NÃO GOSTO DE QUINQUILHARIAS, ALGUMAS AMIGAS ME CHAMAM DE PÃO-DURA. MAS SEMPRE LHES DOU CONSELHOS A RESPEITO DE COISAS MATERIAIS. DIGO: QUANTOS PÉS VOCÊ TEM? VOCÊ PRECISA MESMO DISSO? QUEM É CHEGADO A EXAGEROS NA MOCIDADE FICA SEM NADA NA VELHICE. NÃO SABEMOS QUANTO TEMPO VAMOS VIVER.
    O CONSUMISMO, COMO VOCÊ DISSE, LEVA AS PESSOAS A SE INDIVIDAREM A TROCO DE NADA. SE NÃO TENHO DINHEIRO NÃO COMPRO.

  2. Puxa…este artigo serviu diretamente para mim… Muito obrigada. Vi que ainda tenho muito a aprender. Acho que abri os olhos agora. É tão bom quando se tem a sensação de que um véu é retirado de cima de sua vista e você sente que se libertou de alguma coisa. Isto já me aconteceu antes outras vezes e aconteceu agora. Este blog tem me ajudado muito a compreender o espiritismo e a vida por um ângulo que eu nunca havia percebido. Muito obrigada.

  3. Boa tarde Morel, estive sumida por um tempo, trabalhando muuuuito.
    Acredite, já tive o meu momento de futilidade, hoje considero uma tarefa resolvida, graças a Deus.
    Só enxerguei isso depois que assumi de vez a minha espiritualidade.
    Coincidentemente, recebi um e-mail falando sobre este assunto… “usamos deste consumismo para preencher vazios que nunca serão preenchidos, vazios que deverão ser preenchidos pela fé…”

  4. Adorei o texto. Uma excelente reflexão. Me considero muito consumista e tenho procurado repensar essa postura. Agora com esse texto irei rever mais ainda! Pois com certeza não é a matéria que de fato importa. Obrigada Felipe!

  5. Tudo ilusão!
    Tudo que é material na vida é ilusão!
    Nossa casa não é nossa, nosso carro não é nosso…
    Os impostos que pagamos é para manter os corruptos na “vida boa”, se não pagarmos aí sim seremos tachados de criminosos!
    O que realmente é concreto na vida é o conhecimento adquirido, as amizades, o bem realizado de coração!!!
    A providência é sábia! Devemos ter somente o necessário! E no íntimo todos nós sabemos o que é necessário realmente!
    Muita paz e luz a todos!!!

  6. Aos poucos vejo pessoas acordando para este fato, Carla. É um estágio da humanidade; confundem o prazer momentâneo do ter com a felicidade permanente do ser.
    Obrigado, fique com Deus.

  7. “O consumismo faz do consumo o objetivo da vida.” Infelizmente vemos pessoas que ficam doentes se pararem de comprar (e adoecem mais quando se deparam com a fatura do cartão de crédito, kkkkk). Esse artigo me fez lembrar de uma irmã da igreja. Ela comprou em apenas um dia 20 pares de sapatos e 20 bolsas de couro. Esse fato seria cômico se não fosse real. A mídia, cada vez mais, manipula as nossas mentes e das nossas crianças. Os pequenos, desde cedo, começam a exigir dos pais isto ou aquilo! Bem, Felipe, acho que o mal (rsrsrs) já está feito. As pessoas (nem todas) amam comprar em excesso e vivem em função disso, o que é uma pena. Tenha um bom dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.