Temas abordados

Dia do trabalho e Espiritismo

Trabalho de risco
Toda ocupação útil é trabalho

O Espiritismo ensina que “Toda ocupação útil é trabalho”, na questão  675 do Livro dos Espíritos.

Não deixa de ser paradoxal comemorar o Dia do Trabalho sem trabalhar… mas é melhor não dar ideias.

A verdade é que o trabalho é o meio de nos disciplinarmos neste planeta. O trabalho é a prática do nosso poder transformador. Foi através do trabalho que a civilização nos trouxe até onde estamos.

Pela reencarnação, fomos nós mesmos que construímos a civilização. Reencarnando de tempos em tempos, auxiliamos com nosso trabalho na manutenção e desenvolvimento do planeta. Transformamos lugares inóspitos em áreas aprazíveis, tornamos a vida no planeta mais confortável e segura.

Pela falta de cuidado com os recursos naturais, colocamos em risco muitos desses avanços, como crianças irresponsáveis que não cuidam dos seus brinquedos.

Muitas pessoas não gostam de trabalhar. Não me refiro àqueles que não gostam de seus empregos. Há empregos que realmente exigem muita resignação e necessidade para suportá-los. Mas há pessoas que não gostam de nenhum emprego, nenhum trabalho está bom para elas. O sonho de milhões de pessoas é ganhar na loteria pra nunca mais precisar trabalhar.

Eu não jogo, não compro bilhetes de loteria. Um grande prêmio seria um problema que eu dispenso. Organizar a vida dá um certo trabalho. Vencer a si mesmo, adquirir disciplina, é algo que exige um grande esforço para se colocar em prática. Uma fortuna inesperada bagunçaria tudo. Pela facilidade repentina, as lições praticadas até agora e que ainda não foram suficientemente provadas correriam o risco de serem desperdiçadas.

A capacidade de trabalho é um diferencial importante na vida do espírito. Quando foi publicado o livro “Nosso Lar”, em 1944, muitas pessoas ficaram decepcionadas e revoltadas ao descobrirem que a vida após a morte continuava de modo muito semelhante, inclusive com trabalho. Esperavam ir para o céu, ficar de barriga pra cima ouvindo os anjos tocando corneta. André Luiz enfatiza sempre que o trabalho é fator indispensável para o progresso do espírito, e que a oportunidade de trabalhar, para o espírito desencarnado, é considerada a maior bênção possível.

Costuma-se dizer que o brasileiro não gosta de trabalhar. Não sei se nos outros países é diferente. Mas é verdade que temos uma herança colonial em que o trabalho era considerado baixo, vil. Para os portugueses que colonizaram o Brasil, filhos de um povo que havia conquistado grande glória no tempo das Grandes Navegações, a atividade laboral, principalmente braçal, era considerada coisa inferior.

Por isso a escravidão. Mão-de-obra escrava para servir pessoas que consideravam o trabalho uma ofensa. Na própria Bíblia, lá no comecinho do Gênesis, o trabalho é considerado como um castigo: “Ganharás o pão com o suor do teu rosto”; é o que Deus diz a Adão quando foi desobedecido.

O Brasil foi erguido a braço negro e escravo. Se dependesse do esforço de quem nos colonizou naquele momento histórico, não estaríamos aqui.

O trabalho, ao lado da família, é um dos pilares do nosso desenvolvimento espiritual aqui na Terra. Sejamos gratos ao trabalho, à nossa capacidade de fazer, de produzir, de transformar, de construir.  

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

15 Comentários

  1. Elias, Jesus disse para cuidarmos em primeiro lugar das coisas do reino de Deus, ou seja, das coisas relacionadas ao espírito, que o resto nos seria dado por acréscimo.
    Acredito que não devamos colocar o desenvolvimento profissional e acadêmico acima do aspecto espiritual. Fora isso, todas as profissões são capazes de oferecer oportunidade de aprendizado para quem estiver disposto a aprender, lembrando que cada um de nós necessita de determinados aprendizados em áreas diferentes, conforme nossas carências. O trabalho repetitivo ensina o método e a disciplina. Muitos subempregos ensinam, a quem estiver disposto a aprender, a humildade, a percepção de que somos pequenas peças de uma grande engrenagem, a valorização das pequenas coisas.

  2. Morel, você concorda que uma das carreiras profissionais mais potencializantes para evoluir, pelo menos a inteligência, é a carreira acadêmica? Por exemplo, um físico ou matemático pesquisador passa grande parte do seu tempo lendo, ensinando e analisando raciocínios complexos, enquanto a maioria das pessoas numa empresa, mesmo a de cargos altos, passam a jornada de trabalho realizando serviços repetitivos. E isso também vale para praticamente todos os subempregos. Sendo assim, não estariam estas pessoas “perdendo tempo” na sua evolução?

  3. Concordo plenamente com você, Hebert. A conotação de castigo relacionada a o trabalho prosperou por séculos e ainda sobrevive, por isso a mencionei. Obrigado pela contribuição.

  4. Muito bom. Contudo, prefiro interpretar a mensagem de Gênesis (3:19) não como um CASTIGO, mas uma advertência, demonstrando a imprescindibilidade do trabalho no caminho da redenção espiritual. Falo isso em razão da simbologia contida nas figuras de Adão e Eva.

  5. Olá Morel
    Na verdade, a data vai mais além que apenas o dia do trabalho.
    Segundo a História, é uma data marcante devido às grandes reivindicações e conquistas do trabalhador. Foram muitos conflitos e mortes, inclusive, a data foi criada pela internacional Socialista como homenagem aos que morreram nessa batalha. Seu texto está muito bom, Parabéns! Eu só quis acrescentar um pouquinho da história do Dia 1°.
    Mas, alguns anos atrás, um amigo que há muito não vejo, quando íamos às reuniões espíritas da minha cidade, ele reclamava o tempo inteiro, ele era inconformado de ter que trabalhar; eu achava graça dele. Ele dizia: Por mim eu ficava dentro de uma Biblioteca Espírita somente lendo todos os livros que eu encontrasse. O tempo livre dele era com livros na mão.
    Abraços, Morel.

  6. Ótimo texto, Morel. Mas, para ser sincera, Morel, eu gostaria de ganhar na loteria sim; não para ficar de papo para o ar mas para finalizar meu empreendimento em negócios que comecei. No mais…
    Viver é uma luta constante. Trabalho e trabalho.
    Ainda bem que temos o trabalho e por meio deste nos distraímos e meditamos.
    Eu particularmente, adoro trabalhar. Se não tivesse meus trabalhos, seja na vida empresarial, seja em casa como dona-de-casa que amo ser (cuido dos meus filhos, do meu marido, lavo, passo, limpo a casa, cozinho com amor e não tenho vergonha disso) eu estaria vazia.
    Aprendi muito cedo com meu avô Júlio que dizia: quem não trabalhar que não coma.
    E, de fato, comemorar o Dia do Trabalho sem trabalhar é paradoxal… mas as mães trabalham, viu? … até nos feriados. : )

  7. É paradoxal apesar que eu trabalho no dia do trabalho, Jesus disse meu pai trabalha até hoje, imagine nós quanto não temos que trabalhar? Não falo secularmente, mas as nossas vicissitudes precisamos trabalhá-las, a nossa moral é um constante trabalho para derrotar o outro nós mesmos né, eu cada dia morro sim, morro para as concupiscências que pululam nos meus sentimentos. Quer trabalho mais pesado do que vencer a nós mesmos? Muita paz.

  8. Josiane, o motivo fundamental de reencarnarmos é a conquista da disciplina. E é através do trabalho que adquirimos disciplina. Fique com Deus.

  9. O trabalho é o instrumento que mais dignifica e ajuda na evolução do ser humano. Imaginem quantas coisas aprendedemos no ambiente de trabalho: paciência (acho que é a principal), tolerância, humildade, entre outras! O trabalho é uma bênção!

  10. Bom dia Morel!
    Antes de reclamar devemos agradecer todos os dias o trabalho. Independente da função que estamos executando no momento, fazendo bem vamos progredir.
    Um bom feriado e fique em paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.