Transição planetária

Transição planetária e reencarnação

reencarnação

Morel Felipe Wilkon

Ouça este artigo na voz do autor

Neste período de transição planetária em que vivemos, a fila da reencarnação está enorme. Bilhões de espíritos disputam vaga por um corpo físico…

Algumas seitas sempre falam no fim do mundo, no final dos tempos. O Espiritismo explica que estamos vivendo um período de transição. Deixaremos de ser um mundo de provas e expiações para sermos um mundo de regeneração.

– Leia mais sobre a transição planetária

Nunca fui chegado a profecias. Até porque o valor da profecia é relativo, a profecia é uma representação do que será o futuro de acordo com o presente. Se tudo continua ocorrendo como o previsto, a profecia se cumpre. Caso contrário, o cenário muda e o futuro é redesenhado.

reencarnar
A fila pra reencarnar está enorme…

Inúmeras mensagens mediúnicas abordam a questão da transição. E muitas delas afirmam que nossa próxima reencarnação não será tão cedo. Entre 400 e 700 anos. Como eu já disse, não ligo muito para essas previsões, mas isso faz algum sentido.

A fila pra reencarnar está enorme. Bilhões de espíritos esperam pela oportunidade de um corpo físico. A estimativa é de que haja em torno de 30 bilhões de espíritos na Terra, entre encarnados e desencarnados. Há espíritos que não reencarnam há séculos, e precisam apressar-se se quiserem permanecer no planeta. Os que não se adequarem às novas diretrizes serão deportados…

Atualmente a média de filho por casal está em torno de 1,5. Ou seja, de 20 pessoas atualmente encarnadas reencarnarão 15 espíritos. Se você considerar apenas os seus antepassados recentes, até os avós dos seus pais, foram necessárias 14 pessoas para que você nascesse. Os avós paternos e maternos do seu pai e os avós paternos e maternos da sua mãe, mais os pais do seu pai e os pais da sua mãe, mais seu pai e sua mãe. Se os avós de seus pais (os seus bisavós) dependerem de você para nascer, são 8 espíritos disputando uma vaga e meia. Viu como isso vai longe?

A ideia de ficar séculos desencarnado, esperando por uma próxima experiência na matéria tem algo de assustador. Assustador talvez não seja o termo mais apropriado, mas não encontrei outra palavra que definisse o que seja viver tanto tempo longe da materialidade. Isto significa que teremos que nos despojar da influência da matéria densa. Um outro tipo de vida nos espera, com mais responsabilidades, com participação direta sobre os destinos daqueles que nos são caros e que ficaram para trás.

Ao longo de séculos e milênios, vamos formando afeições e vínculos de toda espécie com muitos espíritos. Formamos grandes grupos, sobre os quais exercemos influência e pelos quais somos influenciados. Uns progrediram mais, outros menos, alguns estacionaram há tempo. Não conseguiremos usufruir de uma condição melhor sabendo que seres de quem gostamos estão afastados de nós por tempo indeterminado. Também não deve ser agradável constatar que espíritos com quem não simpatizamos estão numa situação muito difícil graças, em parte, aos erros que cometemos em relação a eles no passado.

Que vamos demorar para reencarnar é praticamente certo. Só não sei se é realmente questão de séculos. Por mais que isso pareça apocalíptico, é hora de abandonarmos questões vãs, mágoas, recalques, ódio, sentimento de vingança, ambição desmedida, desejo exacerbado. Tudo o que nos ligue à animalidade é sempre prejudicial, mas num período como o que vivemos não é só prejudicial, é decisivo.

Não acho que corramos o risco de sermos deportados para um planeta inferior. Não que sejamos bons. Mas é fácil perceber que a maioria está abaixo de nós, intelectual e moralmente. Isso não é pretensão nem falta de modéstia. Se de hoje para amanhã ficassem no mundo apenas uma de cada três pessoas, você acha que ficaria? Eu acho que sim. É só olhar a multidão de CBDs (come, bebe e dorme) que enche o mundo. Não precisa nem citar os malfeitores, os criminosos.

Nosso maior esforço será em relação ao nosso próximo. Todos nós conhecemos pessoas que não são exatamente elevadas mas pelas quais temos algum sentimento que fará com que nos responsabilizemos por elas.

Não temos mais tempo para brincadeiras. Não podemos mais nos dar ao luxo de nutrir magoazinhas ridículas. Se realmente levarmos alguns séculos para reencarnar novamente, encontraremos este planeta mudado. Serão outros valores, outros padrões de pensamento e comportamento para com o próximo.

Conheça meu canal no Youtube!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

26 Comentários

  1. Pensamento de nossa autoria. ¨ O homem é uma centelha divina criado por DEUS, para o grande propósito de expansão da luz, e o amor é o farol que irradia essa luz para todo universo.

  2. Hélio, acredito que chegaremos ao auge da decadência mais ou menos em 2025-2030. Depois disso a rapidez com que vamos caminhar depende de nós mesmos. O mundo que conhecemos só será passado, mesmo, daqui a uns 150-200 anos. Ainda vamos ver muitas mudanças.

  3. Olá!!!
    Eu pratico meditação. Tento ficar no presente o tempo todo. A minha consciência tem se expandido. Já não me identifico com minha mente facilmente.
    Mas eu olho ao redor e vejo um mundo tão louco, desumano, injusto, cheio de mentira, manipulação. Eu sei que há coisas belas e boas. Eu sei. Mas não é o que é veiculado pela grande mídia. Às vezes eu fico triste e revoltado (fico revoltado com o descaso do governo de SP em tratar da crise hídrica – SP está à beira de um colapso). Então, me sinto um peixe fora d’água. Não me identifico com esse mundo primitivo em que vivemos. Queria poder viver em mundo evoluído. Com seres evoluídos. Aprender com eles. Obrigado pela atenção!!! Abraço!!!

  4. Elias, os exilado de Capela foram expurgados do seu planeta de origem e vieram para a Terra para ajudarem no desenvolvimento dos espíritos que já habitavam aqui. O que para eles foi uma expiação por não terem alcançado o mesmo nível moral dos demais habitantes do seu planeta, para os habitantes da Terra foi a oportunidade de progresso. Havia muitos espíritos primitivos aqui quando os capelinos chegaram, e ainda há muitos outros espíritos primitivos. Nenhum espírito começa a sua evolução na Terra. Todos devem começar sua trajetória evolutiva num planeta primitivo. A Terra é, ainda, um planeta de provas e expiações, adequado a quem já tem noção de suas responsabilidades. A troca de espíritos sempre ocorreu na Terra.

  5. Olá, Morel. Tudo bem?

    Pelo o que eu sei, os primeiros humanos que nasceram no nosso planeta Terra foram os expurgados de Capela.

    E me parece que o querido Chico Xavier nos informou que a maioria deles já conseguiu voltar para Capela.

    Sendo assim, de onde a maioria da população atual veio? Nascemos no próprio planeta Terra?

  6. Bom dia Morel, será que estamos vivenciando o “ápice” da transição planetária? Três aviões caíram já, só neste mês 07/2014: 18/07 avião da Malaysia Airlines, desencarnando 298 pessoas; ontem dia 23/07 caiu o avião em Taiwan, desencarnando 47 pessoas e hoje (24/07) caiu outro na África, desencarnando 116 pessoas! Será que se trata do tema abordado no livro do Divaldo, Transição planetária? Você poderia comentar? Obrigada.

  7. Lorena, é claro que podemos ser úteis numa infinidade de situações. Maternidade é uma tarefa nobre, mas não é a única forma de desenvolvimento espiritual.
    Mas o fato de você ser consciente da responsabilidade que a maternidade exige, paradoxalmente, mostra que você muito provavelmente seria uma boa mãe…
    Será que não é o papel tradicionalmente estereotipado de mãe o que faz você achar-se incapaz? Ser pai ou mãe é ser um orientador, não podemos mitificar a atribuição da maternidade/paternidade.
    Acho que qualquer pessoa consciente e minimamente forte é capaz de orientar bem um espírito reencarnante.

  8. Morel, olá. Eu sei da responsabilidade que nós mulheres temos em relação à reencarnação pela capacidade física de gerar um ser humano. Além disso, a possibilidade de sermos pais e vivenciarmos questões evolutivas, talvez imprescindíveis, para nosso progresso. Mas, eu não desejo, muito pelo contrário, eu corro léguas a fugir de ser mãe. Decidi não ter filhos nesta vida, exatamente por auto-avaliação. Não me considero capaz de tal feito. Meu livre arbítrio poderá me levar a outros caminhos que possam me ajudar a progredir através de outras provações?

  9. Se considerarmos que evoluímos entre dois planos, percebemos que há tantas variáveis lá quanto aqui. Poderíamos perguntar oque decide se um espírito deve desencarnar rápido ou demorar para desencarnar. O conceito e a resposta são os mesmos para os dois casos.

  10. Irmão, o que decide um espírito reencarnar rápido ou demorar a reencarnar? Não achei isso na codificação. Você tem ideia?

  11. Gente, existem bilhões de mundos de expiações e provas, então não precisa ficar com medo se vai demorar pra encarnar ou não, o que não se faz em um mundo pode se fazer em outro.

  12. Luisa, já me pediram que escrevesse sobre o tema, mas não tenho conhecimentos suficientes pra falar sobre isso. Estudei superficialmente a Ufologia no final dos aos oitenta e início dos noventa, depois não busquei mais informação. Sinto muito…

  13. Morel,

    Gostaria que fizesse uma artigo sobre a opinião espírita sobre a ufologia. Tenho lido e estudado a respeito, mas o que tenho na minha cabeça é uma gama de informações, sem chegar a conclusão de coisa alguma…

    Obrigada

  14. É assustador, principalmente a parte “Não podemos mais nos dar ao luxo de nutrir magoazinhas ridículas”. Nós nos deixamos ser levados por vícios milenares do egoísmo e do orgulho que temos que urgentemente nos libertar. Obrigada pela publicação.

  15. Julio, esse processo de intercâmbio entre mundos acontece sempre. O que ocorre agora é uma aceleração neste processo.

  16. Boa noite, Morel. Eu li alguns livros espíritas e posso por exemplo citar um deles que se chama Herdeiros do novo Mundo do Lucius que fala que já está ocorrendo um processo de recolhimento ou estoque dos espíritos em locais específicos do globo e na Lua que posteriormente irá para o degredo numa orbe inferior. Você tem alguma informação através de alguma fonte fidedigna se já está ocorrendo a emigração? Mera curiosidade… Obrigado, abraço.

  17. É muito bom conhecer um pouco mais da doutrina espírita, não sou frequentadora de Centro Espírita mas fui criada acompanhando meu pai nessa doutrina, era muito pequena mas ainda guardo algumas lembranças da época. Sou sim apreciadora dos ensinamentos e acredito muito. Gosto de ler os livros, pois eles trazem mensagens muito bonitas e eu acredito serem verdadeiras. Um abraço.

  18. Josiane, o espírito não regride, mas deve acompanhar a evolução do seu grupo. A Terra foi utilizada por espíritos que não acompanharam a evolução do seu planeta de origem. Isso é narrado no livro “Exilados de Capela”, de Edgard Armond. O Livro dos Espíritos menciona esse intercâmbio entre mundos. Esse espíritos que vieram pra cá eram bastante evoluídos intelectualmente mas moralmente estagnados. Auxiliaram no desenvolvimento do planeta graças aos seus conhecimentos. O mesmo acontecerá com os espíritos da Terra que não atingirem a evolução moral necessária para a era de regeneração. Serão deportados para outro paneta, onde serão úteis para ensejar o progresso local, embora, para eles, isso represente um castigo, que nada mais é, na verdade, que o resultado de suas próprias obras.
    Acho que devemos, sim, selecionar as pessoas do nosso convívio. Apenas temos que ter cuidado para não fugirmos à nossa responsabilidade com as pessoas mais próximas, com as quais reencarnamos justamente com o propósito de superar diferenças.

  19. Olá Morel, uma bela reflexão, como sempre! Eu sempre li que como espíritos não regredimos, porque nascemos para evolução, por isso não entendi muito a sua colocação “Não acho que corramos o risco de sermos deportados para um planeta inferior. Não que sejamos bons. Mas é fácil perceber que a maioria está abaixo de nós, intelectual e moralmente.” Outro ponto, concordo com você plenamente que não podemos nutrir mágoas, mas algumas pessoas se recusam a evoluir moralmente e por isso adotei a atitude de me afastar, me isolar, até para evitar discussões que não levam a nada, você acha que essas atitudes são corretas? Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.